Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


quarta-feira, 16 de setembro de 2015

Sérgio Sá finaliza álbum de inéditas com convidados como Elba, Gil e Baleiro

Parceiro de Antonio Marcos (1945 - 1992) e de Vanusa em músicas que fizeram sucesso nos anos 1970, casos de Sonhos de um palhaço (1974) e Mudanças (1979), o cantor, compositor, músico e arranjador cearense Sérgio Sá busca ajuda na plataforma de financiamento coletivo Kickante para viabilizar o lançamento do álbum de inéditas Sérgio S/A. Compositor de hits propagados na voz do cantor Fábio Jr., como Eu me rendo (1981) e O que é que há? (1982, em parceria com Fábio), Sérgio Sá apresenta 15 músicas inéditas de sua autoria no disco Sérgio S/A. Dez foram gravadas pelos convidados Carlos Navas (O equilibrista), Cláudia Albuquerque (Mergulho neste azul), Elba Ramalho (Fibra de cristal), Gilberto Gil (Arte da ciência), Jane Duboc (Começar), Jorge Vercillo (Celebridade), Lucinha Lins (Te quero aos meus pés), Tribo de Jah (63 sinais), Vânia Bastos (Sua grandeza) e Zeca Baleiro (Às vezes). O próprio Sérgio Sá dá voz a cinco das 15 composições (30 de fevereiro, Nó de marinheiro, Pista livre, Poder tamanho e Voz do fogo). Zé Américo Bastos assina os arranjos e a coprodução do álbum Sérgio S/A. Clique aqui se quiser contribuir com a campanha.

4 comentários:

Mauro Ferreira disse...

♪ Parceiro de Antonio Marcos (1945 - 1992) e de Vanusa em músicas que fizeram sucesso nos anos 1970, casos de Sonhos de um palhaço (1974) e Mudanças (1979), o cantor, compositor, músico e arranjador cearense Sérgio Sá busca ajuda na plataforma de financiamento coletivo Kickante para viabilizar o lançamento do álbum de inéditas Sérgio S/A. Compositor de hits propagados na voz do cantor Fábio Jr., como Eu me rendo (1981) e O que é que há? (1982, em parceria com Fábio), Sérgio Sá apresenta 15 músicas inéditas de sua autoria no disco Sérgio S/A. Dez foram gravadas pelos convidados Carlos Navas (O equilibrista), Cláudia Albuquerque (Mergulho neste azul), Elba Ramalho (Fibra de cristal), Gilberto Gil (Arte da ciência), Jane Duboc (Começar), Jorge Vercillo (Celebridade), Lucinha Lins (Te quero aos meus pés), Tribo de Jah (63 sinais), Vânia Bastos (Sua grandeza) e Zeca Baleiro (Às vezes). O próprio Sérgio Sá dá voz a cinco das 15 composições (30 de fevereiro, Nó de marinheiro, Pista livre, Poder tamanho e Voz do fogo). Zé Américo Bastos assina os arranjos e a coprodução do álbum Sérgio S/A. Clique aqui se quiser contribuir com a campanha.

maroca disse...

Augusto Flávio (Petrolina-Pe/Juazeiro-Ba)

Sérgio Sá tem uma música muito bonita "Represa" que ele gravou no seu disco em 1982 e Fafá de Belém regravou lindamente no fraco disco "Aprendizes da esperança" 1985.

Eduardo disse...

Lembro de uma música dele chamada FORA DO PRUMO, presente na trilha sonora da novela A GATA COMEU.

Mauro Silva disse...

"Mudanças" da Vanusa é linda! Não é só um hino feminista e sim um hino de auto estima para qualquer ser humano, quem estiver meio depressivo escute "Mudanças" no volume máximo e tenha o sabor da vida recuperado! Eu vi em uma entrevista a Vanusa comentando sobre a ideia do Sérgio Sá pra toda a canção "Mudanças", desde o arranjo e principalmente aquela parte falada no meio, foi tudo ideia dele e como se não bastasse a canção tem o lindo canto da Vanusa. Salve Sérgio Sá :)