Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


sábado, 26 de setembro de 2015

Roberta Campos faz regravação de hit de Gilson no seu autoral quarto álbum

Programado para ser lançado em outubro de 2015, em edição da gravadora Deck, o quarto álbum da cantora e compositora mineira Roberta Campos, Todo caminho é sorte, tem um repertório essencialmente inédito e autoral. Onze das 12 músicas do disco são inéditas de autoria da artista. A exceção é Casinha branca, canção singela que fez sucesso nacional ao ser lançada em 1979 na voz de seu compositor, o cantor potiguar Gilson Vieira, parceiro de Joran no tema composto em 1976 e lançado três anos depois por Gilson - artista radicado no Rio de Janeiro (RJ) desde 1966 - em seu primeiro álbum, Gilson (Top tape, 1979). Dentro de sua seara autoral, Roberta Campos abre parceria com Fernanda Takai no disco (em Abrigo) e faz dueto com Marcelo Camelo em Amiúde. O álbum Todo caminho é sorte  sucede Diário de um dia (Deck, 2012) na discografia zen da artista.

3 comentários:

Mauro Ferreira disse...

♪ Programado para ser lançado em outubro de 2015, em edição da gravadora Deck, o quarto álbum da cantora e compositora mineira Roberta Campos, Todo caminho é sorte, tem um repertório essencialmente inédito e autoral. Onze das 12 músicas do disco são inéditas de autoria da artista. A exceção é Casinha branca, canção singela que fez sucesso nacional ao ser lançada em 1979 na voz de seu compositor, o cantor potiguar Gilson Vieira, parceiro de Joran no tema composto em 1976 e lançado três anos depois por Gilson - artista radicado no Rio de Janeiro (RJ) desde 1966 - em seu primeiro álbum, Gilson (Top tape, 1979). Dentro de sua seara autoral, Roberta Campos abre parceria com Fernanda Takai no disco (em Abrigo) e faz dueto com Marcelo Camelo em Amiúde. O álbum Todo caminho é sorte sucede Diário de um dia (Deck, 2012) na discografia zen da artista.

Rafael M. disse...

Casinha Branca é linda de morrer. Vai ficar surpreendemente bela e gostosa na voz doce da Roberta.

O blog disse...

Tenho seus dois bons discos. Sua voz suave e seu estilo sempre me encantaram. Vamos torcer pra que venha mais um bom disco.