Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


sábado, 12 de setembro de 2015

'Presente' cria duetos póstumos de Gonzaguinha com Ana, Ivete e Maria Rita

A imagem acima - na qual Luiz Gonzaga do Nascimento Jr. (1945 - 1991), o Gonzaguinha, é visto no traço personalíssimo do artista gráfico paranaense Elifas Andreato - é a capa do encarte do álbum Presente - Duetos. Com lançamento agendado para 18 de setembro de 2015 pela gravadora Universal Music, o disco festeja os 70 anos que o cantor e compositor carioca completaria em 22 de setembro deste ano de 2015. Seguindo a receita usada no mercado fonográfico desde os anos 1990, o produtor Miguel Plopschi usou os recursos da tecnologia digital para criar duetos póstumos de Gonzaguinha com nomes como Alcione, Alexandre Pires, Ana Carolina, Fagner, Lenine, Luiza Possi, Martinho da Vila, Victor & Leo, Zeca Baleiro e Zeca Pagodinho. Eis, na ordem de Presente - Duetos,  as 14 músicas (e os respectivos convidados) do disco de duos póstumos de Luiz Gonzaga do Nascimento Jr., o Gonzaguinha:

1. O que é o que é? (Gonzaguinha, 1982) - com Alexandre Pires 
    - com citação de E vamos à luta (Gonzaguinha, 1980)
2. Sangrando (Gonzaguinha, 1980) - com Ivete Sangalo
3. Espere por mim, morena (Gonzaguinha, 1976) - com Victor & Leo
4. Não dá mais para segurar (Explode coração) (Gonzaguinha, 1978) - com Ana Carolina
5. Lindo lago do amor (Gonzaguinha, 1984) - com Gilberto Gil
6. E vamos à luta (Gonzaguinha, 1980) - com Zeca Pagodinho
7. Grito de alerta (Gonzaguinha, 1979) - com Maria Rita
8. Ponto de interrogação (Gonzaguinha, 1980) - com Alcione
9. Começaria tudo outra vez (Gonzaguinha, 1976) - com Lenine
10. Com a perna no mundo (Gonzaguinha, 1979) - com Martinho da Vila
11. Feliz (Gonzaguinha, 1983) - com Fagner
12. Recado (Gonzaguinha, 1978) - com Luiza Possi
13. Um homem também chora (Guerreiro menino) (Fagner, 1983) - com Zeca Baleiro
14. A vida do viajante (Luiz Gonzaga e Hervê Cordovil, 1953) - com Luiz Gonzaga e Daniel Gonzaga

25 comentários:

Mauro Ferreira disse...

♪ A imagem acima - na qual Luiz Gonzaga do Nascimento Jr. (1945 - 1991), o Gonzaguinha, é visto no traço personalíssimo do artista gráfico paranaense Elifas Andreato - é a capa do encarte do álbum Presente - Duetos. Com lançamento agendado para 18 de setembro de 2015 pela gravadora Universal Music, o disco festeja os 70 anos que o cantor e compositor carioca completaria em 22 de setembro deste ano de 2015. Seguindo a receita usada no mercado fonográfico desde os anos 1990, o produtor Miguel Plopschi usou os recursos da tecnologia digital para criar duetos póstumos de Gonzaguinha com nomes como Alcione, Alexandre Pires, Ana Carolina, Fagner, Lenine, Luiza Possi, Martinho da Vila, Victor & Leo, Zeca Baleiro e Zeca Pagodinho. Eis, na ordem de Presente - Duetos, as 13 músicas (e os respectivos convidados) do disco de duetos póstumos de Gonzaguinha:

1. O que é o que é? (Gonzaguinha, 1982) - com Alexandre Pires
- com citação de E vamos à luta (Gonzaguinha, 1980)
2. Sangrando (Gonzaguinha, 1980) - com Ivete Sangalo
3. Espere por mim, morena (Gonzaguinha, 1976) - com Victor & Leo
4. Não dá mais para segurar (Explode coração) (Gonzaguinha, 1978) - com Ana Carolina
5. E vamos à luta (Gonzaguinha, 1980) - com Zeca Pagodinho
6. Grito de alerta (Gonzaguinha, 1979) - com Maria Rita
7. Ponto de interrogação (Gonzaguinha, 1980) - com Alcione
8. Começaria tudo outra vez (Gonzaguinha, 1976) - com Lenine
9. Com a perna no mundo (Gonzaguinha, 1979) - com Martinho da Vila
10. Feliz (Gonzaguinha, 1983) - com Fagner
11. Recado (Gonzaguinha, 1978) - com Luiza Possi
12. Um homem também chora (Guerreiro menino) (Fagner, 1983) - com Zeca Baleiro
13. A vida do viajante (Luiz Gonzaga e Hervê Cordovil, 1953) - com Luiz Gonzaga e Daniel Gonzaga

Henrique disse...

Botassem esse mesmo (bom) elenco cantando as mesmas canções sozinhos, mas dueto virtual é de extremo mau gosto.

Vladimir disse...

O que essa gente não inventa para angariar alguns trocados??

Marcelo disse...

Como todo projeto dos dias atuais. Metade "o horror" , metade artistas de verdade!! Viva a Alcione que deve estar arrasando em Ponto de Interrogação!

Rafael M. disse...

Também acho que deveriam colocar apenas as vozes solos dos cantores, e não duetos... Esse projeto será um fiasco!!!

Rafael M. disse...

Nossa, adoro Gonzaguinha, mas esse disco deve estar ruim de doer... Desepero para ganhar uns trocados...

Roberto de Brito disse...

Não entendi o critério de seleção dos convidados! Perderam a chance de reunir as cantoras para quem ele gostava de compor: Bethânia, Simone, Fafá, Zizi, Wanderléa etc!

lurian disse...

Pelo que conheço de Bethânia se nunca fez dueto com ele na vida, não seria agora...

[rafael ribeiro] disse...

...nossa! Que seleçãozinha hein? Claro tirando Luiza Possi, Fagner, Lenine, Martinho da Vila, Zeca Baleiro....zéfini!

luis claudio de oliveira disse...

Há uma vídeo lindo da Bethânia e Gonzaguinha cantando "Explode Coração"! Ela talvez tenha sido a cantora que mais gravou Gonzaguinha e de forma definitiva.
O compositor é sempre reverenciado por ela. Homenagem feita sempre.

Roberto de Brito disse...

Acho dueto póstumo de estremo mau gosto!
Gonzaguinha merecia um cd de tributo!

Wanessa Araújo disse...

Sou fã do Victor, do Leo e sempre gostei das obras do Gonzaguinha. Acho que será interessante e com certeza foi emocionante para os cantores que participaram.

Marcelo Barbosa disse...

Começar um projeto com Alexandre Pires na faixa 1, realmente é o fim da picada! Detesto sambregueiros! E concordo com quem citou aí em cima sobre metade que presta e a outra que não vale um doril!

Bernardo Barroso Neto disse...

Tenho medo desses duetos virtuais, em grande parte só sai asneira. Tomara que não tenham estragado as canções do Gonzaguinha.

Marcelo disse...

Como será que alguns seres conseguem entrar nesses projetos? Jabá? Bons conhecimentos? Influência? Não entendo... Sei que muitos profissionais da música são vendidos , afinal é um jogo de interesses, mas quase sempre são as mesmas figuras. É cansativo!

Victor Moraes, disse...

Em cólicas até 18 de setembro. Já ia dizer que o artista poderia não gostar dessa coisa de dueto póstumo, que poderia ser uma falta de respiro..... Maaaas, vi a faixa 6: MARIA RITA - GRITO DE ALERTA. Tá ótimo o disco, parabéns. Não ouvi - claro - mas tem MARIA RITA - GRITO DE ALERTA. Tá ótimo.

Bom, quanto a Ivete: desnecessário. Tá pior que brigadeiro em festa de criança. A universal quer enfiar ela goela abaixo da gente.

claudiopaes disse...

So de pensar que Ivete tenta cantar sangrando, ja e de tremer de medo. Depois de ouvir Bethanoa e, principalmente, Simone cantar esta música, fica difícil de querer ouvir ivete. Imagine ela gritando " tira os pes do chao" na hora do refrao. Aff. Pior ainda e ter que aturar alexandre pires. Fora do contexto. Quando soube do tributo imaginei que seria uma seleçao de grandes interpretes mas........... Fica para o próximo.

Dona Emengarda disse...

O critério aí foi financeiro mesmo!
Independente da qualidade musical dos participantes, extremamente irregular, os únicos que tem a ver com o universo de Gonzaguinha são Alcione e Daniel Gonzaga.
Ele merecia um presente melhor!

Damião Costa disse...

Fagner nesse projeto canta a música Feliz,ele já havia gravado essa música se não me engano em 2000.Mas para o projeto houve outra gravação.

Rafael M. disse...

Esse disco me dá ao mesmo tempo sono e medo... Que preguiça ter nesta compilação alguns artistas chinfrins, como Victor & Leo e Alexandre Pires, que nada tem a ver com o universo do cantor...

Rhenan Soares disse...

Também não costumo gostar desses duetos póstumos, não. Entretanto, acho que pode funcionar. E achei a lista de convidados ótima. Tô confiando até no Alexandre Pires, que não suporto, mas é ótimo cantor. E adoro quando Ivete aparece nesses projetos.

Mauro Silva disse...

Genteeee, "Ivete sem graça" matando na faca as músicas do Gonzaguinha ? Pra que isso?? não é a praia dela! Já não basta o ESTRAGO que ela fez, com as músicas do Chico, do Tim Maia ? Sera que ela vai gritar "tira o pé do chão" no meio de "Sangrando" ? hauhauhauhauhau. Essas gravadoras estão muito na trucagem, lamentável!

Vau Oliveira disse...

TENDO MARIA RITA ESTÁ PERFEITO! E AO LADO DE ALCIONE E FAGNER MELHOR AINDA. E VIVA A MÚSICA BRASILEIRA! VIVA AO SAMBA! MARIA RITA É SIMPLESMENTE MARAVILHOSA!

Unknown disse...

Tanta gente cocando mal gosto eu adorei muito bom. Se fosse memória de im (Sertanejo que morreu a pouco tempo), que Deus o tenha. O povo enlouquecia.....Por favor viva a boa música.

Tassio Magalhães disse...

Cada comentário sem lógica! Achei a ideia uma grande homenagem e a seleção foi pela gravadora. Simples assim!