Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


sábado, 26 de setembro de 2015

Box embala reedições em vinil de seis álbuns e uma coletânea dos Mutantes

Já em pré-venda, com entrega programada para 20 de outubro de 2015, a caixa Os Mutantes - fabricada pela PolySom sob licença da gravadora Universal Music - embala reedições em vinil de seis álbuns d'Os Mutantes e de uma recente coletânea do grupo paulista, Mande um abraço pra velha, produzida para ser parte de outra caixa intitulada Os Mutantes e lançada em agosto de 2014 pela gravadora Universal Music com reedições em CD dos mesmos discos ora relançados em vinil no box da Polysom. Os álbuns relançados em vinil são os gravados pelo grupo com Rita Lee na formação. A saber: Os Mutantes (1968), Mutantes (1969), A divina comédia ou ando meio desligado (1970), Jardim elétrico (1971) e Mutantes e seus cometas no país dos baurets (1972), além de Tecnicolor, álbum poliglota gravado pelo grupo em Paris, em 1970, arquivado na época e somente tirado do baú em 1999 - ano em que foi produzida sua primeira edição em disco, lançada em 2000.

14 comentários:

Mauro Ferreira disse...

♪ Já em pré-venda, com entrega programada para 20 de outubro de 2015, a caixa Os Mutantes - fabricada pela PolySom sob licença da gravadora Universal Music - embala reedições em vinil de seis álbuns d'Os Mutantes e de uma recente coletânea do grupo paulista, Mande um abraço pra velha, produzida para ser parte de outra caixa intitulada Os Mutantes e lançada em agosto de 2014 pela gravadora Universal Music com reedições em CD dos mesmos discos ora relançados em vinil no box da Polysom. Os álbuns relançados em vinil são os gravados pelo grupo com Rita Lee na formação. A saber: Os Mutantes (1968), Mutantes (1969), A divina comédia ou ando meio desligado (1970), Jardim elétrico (1971) e Mutantes e seus cometas no país dos baurets (1972), além de Tecnicolor, álbum poliglota gravado pelo grupo em Paris, em 1970, arquivado na época e somente tirado do baú em 1999 - ano em que foi produzida sua primeira edição em disco, lançada em 2000.

Unknown disse...

Mauro, e o box com a discografia da Rita em CD? Arquivaram o projeto?

Natálio disse...

Espero que lancem o prometido box de Cds da Rita Lee. Esse aí eu já comprei na edição em CD.

Mauro Silva disse...

Quem vai querer isso? Este mesmo Box foi lançado em edição luxuosa remasterizado EM CD, quem vai querer vinil? Vinil é andar pra trás, VIVA O CD REMASTERIZADO!!!! Por que não lançam o box da Rita Lee EM CD, ou um Box também EM CD do Arnaldo Baptista ? Ao invés de ficar lançando esse formato arcaico ??????? Que perda de tempo... :(

italo vinicius disse...

Só acho que deveria ter saído junto com as do CD para as pessoas escolherem quais levar, muitos preferem o vinil agora imagina depois de comprar o cd vem o vinil quem comprou e preferia o outro fica como muito chateado

italo vinicius disse...

Um salve pro grande Arnaldo um cara incompreendido por muitos e amado por loucos como eu ,, seu grande fã #Sunshine #seraqueeuvouvirarbolor? #sexysua #baladadolouco

Natálio disse...

Mauro, você sabe algo sobre a caixa dos CDs da Rita Lee? Ainda vai sair? Tá programado? Esse declínio da produção física acaba comigo... =(

Mauro Ferreira disse...

Natálio e demais navegantes: nada sei, por ora, sobre o andamento do box com os discos da Rita Lee. Prometo investigar. Abs, obrigado, Mauro Ferreira

Natálio disse...

Opa! Obrigado! Rezando pra que não engavetem o projeto! =)

Willy Soares disse...

Com o Vinil você tem a possibilidade de ouvir a fita original analógica e é muito mais legal os autógrafos em vinil

Mauro Silva disse...

A fita cassete também é analógica e tem um som muito ruim assim como o vinil. Não foi por que o album foi lançado na época de forma analógica que ele tem que ser analógico pro resto da vida. A tecnologia caminha sempre para o melhor...Quem ainda não escutou esses discos dos Mutantes EM CD REMASTERIZADO, não sabe o que esta perdendo. Além do som cristalino e puro, os canais estão mais abertos no CD, é possível notar sons que não eram presentes no vinil, mesmo ele estando em perfeitas condições. A remasterização EM CD, proporciona escutar estes discos antigos com uma qualidade e um calor como se o artista tivesse ali na sua frente tocando, o cd tem o som Puro e LIMPO. O Homem caminhou e estudou muito, pra chegar nesta maravilha do som digital, VIVA O CD REMASTERIZADO :)

Unknown disse...

Eu comprei e infelizmente não gostei. Dois álbuns têm várias faixas com o som abafado, um tem uma faixa quase inaudível e todos têm um som chinfrim, sem brilho e baixo. Não recomendo.

Unknown disse...

Eu comprei e infelizmente não é. Dois álbuns têm várias faixas com o som abafado, um tem uma faixa quase inaudível e todos têm um som chinfrim, sem brilho e baixo. Não recomendo.

Marcelo Dogue disse...

Os Lps dos Mutantes que foram lançados pelo selo Baratos afins nos anos 80, o som é espetacular!