Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


quinta-feira, 5 de novembro de 2015

Silva pinta rosto da 'Marina' de Caymmi no tom de seu tecnopop em 'Júpiter'

Cantor e compositor guardião das tradições da música brasileira, Dori Caymmi pode vir a se zangar, a se aborrecer e a ficar de mal com Lúcio Silva... É que o cantor e compositor capixaba Silva pinta o rosto de Marina (Dorival Caymmi, 1947) - um dos mais célebres sambas-canção do cancioneiro de seu pai, um certo Dorival Caymmi (1914 - 2008) - com as cores de seu tecnopop. Silva regrava Marina em seu quarto álbum, Júpiter. O disco chega ao mercado fonográfico através do selo Slap, da gravadora Som Livre, em 20 de novembro de 2015. Marina integra o repertório quase todo inédito e autoral composto pelo artista com seu irmão Lucas Silva. Sucessor de Claridão (Slap / Som Livre, 2012) e de Vista pro mar (Slap / Som Livre, 2014), Júpiter apresenta músicas como Deixa eu te falar, Notícias,  Se ela volta, Sou desse jeito, IO e Sufoco ao longo de 11 faixas.

8 comentários:

Mauro Ferreira disse...

♪ Cantor e compositor guardião das tradições da música brasileira, Dori Caymmi pode vir a se zangar, a se aborrecer e a ficar de mal com Lúcio Silva... É que o cantor e compositor capixaba Silva pinta o rosto de Marina (Dorival Caymmi, 1947) - um dos mais célebres sambas-canção do cancioneiro de seu pai, um certo Dorival Caymmi (1914 - 2008) - com as cores de seu tecnopop. Silva regrava Marina em seu quarto álbum, Júpiter. O disco chega ao mercado fonográfico através do selo Slap, da gravadora Som Livre, em 20 de novembro de 2015. Marina integra o repertório quase todo inédito e autoral composto pelo artista com seu irmão Lucas Silva. Sucessor de Claridão (Slap / Som Livre, 2012) e de Vista pro mar (Slap / Som Livre, 2014), Júpiter apresenta músicas como Deixa eu te falar, Notícias, Se ela volta, Sou desse jeito, IO e Sufoco ao longo de 11 faixas.

O blog disse...

Que notícia boa! Adoro o Silva, e adorei a capa. Não vejo a hora de ter o meu em mãos.

Unknown disse...

Kd a resenha do novo álbum do Djavan, Mauro? Um abraço e boa noite Leandro

Breno Alves disse...

Silva, para mim, é como a água em estudo puro: insípido, inodoro e incolor. E ainda diziam que ele era uma espécie de neo-Guilherme Arantes...

Geraldo Lucas disse...

Breno, eu acho que os arranjos ainda continuam a me lembrar o Guilherme Arantes.
Comparações à parte, acho CLARIDÃO melhor que VISTA PRO MAR, que também é um disco muito bom.
Aguardo JÚPITER ansioso.

Alex Abreu disse...

Adoro as releituras do Silva, "Marina no Ar" do Guilherme Arantes ficou tão deliciosa quanto, ansioso por conhecer esta "nova" Marina do mestre Caymmi. Que venha Silva, "Evoé, jovens à vista!"

Paulo Grieg disse...

Silva para mim é um dos melhores arranjadores do Brasil. Altíssima qualidade musical. Suas músicas até nem precisariam de letra.

Victor Moraes, disse...

Agora que liguei o nome a pessoa.
Gente, parece que ouvi ontem o CD anterior dele. Bem rápido o lançamento. Pera lá. Que pressa. Mas é bom assim, né!? Melhor que esperar 5 anos pelo ídolo lançar alguma coisa.