Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


quarta-feira, 11 de novembro de 2015

Daniela vai gravar show de voz e violão com ênfase no axé e outro violonista

Daniela Mercury vai fazer a gravação ao vivo do show A voz e o violão com mudanças no roteiro original. Agendada para a próxima sexta-feira, 13 de novembro de 2015, na sala principal do Teatro Castro Alves, em Salvador (BA), a gravação do show será feita com mais composições de axé music e menos sucessos de MPB no roteiro. Samba-reggae de Jauperi e Pierre Onassis lançado pelo grupo baiano Olodum no álbum Da Atlântida à Bahia... O mar é o caminho (Continental, 1991), Jeito faceiro entrou no roteiro. A cantora e compositora baiana também trocou o violonista do show. No lugar de Alex Mesquita, músico que dividiu o palco com Daniela nos primeiros shows da turnê, já entrou Alexandre Vargas, guitarrista e violonista que toca há anos com a artista (vista na foto de Rodrigo Goffredo no palco do Theatro Net Rio na estreia carioca do show em setembro). Viabilizada por parceria do Canal Brasil com a produtora de Daniela, Páginas do mar, a gravação do show A voz e violão  vai dar origem a CD ao vivo e a DVD, previstos para serem lançados em 2016.

11 comentários:

Mauro Ferreira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Geilson Lopes disse...

Alguma participação?
Seria louvável ela fazer releituras tipo Asas do prazer, Ginga e expressão, Taba, Canto a Iemanjá, Serpente negra...

Natálio disse...

Mauro, o violonista novo se chama Alexandre Vargas. Abraço.

Felipe Bueno disse...

rainha divina espetacular show emocionante

Mauro Ferreira disse...

Grato pelo toque, Natálio. Abs, MauroF

Henrique disse...

Acho Daniela tão grande que não penso nela como cantora de axé (no sentido pejorativo que passou a ser atribuído ao termo). E esse axé do início dos anos 90 é tão bacana. Tem uma consciência social ali, uma história, um folclore, como a própria Daniela diz: "a alegria do Carnaval é a nossa resposta ao histórico de dor do nosso povo." Uma pena que os hits carnavalescos que as pessoas consumam hoje sejam tão grosseiros, tão vulgares e por isso mesmo, tão passageiros.

Henrique disse...

Espero que Daniela não tenha convidados. Acho péssima essa mania das pessoas de "engordurarem" (expressão que aprendi com o Mauro) registros de show com excesso de convidados. Dueto funciona melhor em disco de estúdio.

Fernando Lima disse...

Só espero que Dara, Negrume da Noite e Ilê de Luz continuem no repertório.

Nogueira Diniz disse...

Mauro, eu acompanho Daniela há muitos anos e venho notando que ela está com dificuldade de alcançar algumas notas de músicas dela própria, além de sussurrar constantemente no final das frases. Vi sua apresentação nos 30 anos do axé ( canal viva) cantando O mais belo dos belos e achei sofrível. Vc q assim como eu TB gosta muito de Daniela, tem percebido algo nesse sentido?

Rafael M. disse...

Xiii, vai estragar o roteiro colocando mais composições de axé do que as canções de MPB que tanto queremos ouvir na voz dela...

Mauro Ferreira disse...

Fernando, 'Dara' vai estar no roteiro do show a ser gravado. Abs, MauroF