Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


sábado, 21 de novembro de 2015

Single com a regravação de 'Totalmente demais' por Anitta já está disponível

Mal lançou seu terceiro álbum de estúdio, Bang! (Warner Music, 2015), Anitta já está com single disponível nas plataformas digitais que nada tem a ver com o disco editado em outubro de 2015. O single em questão traz a regravação de Totalmente demais (Arnaldo Brandão, Tavinho Paes e Robério Rafael, 1985) feita pela cantora e compositora carioca a pedido da TV Globo para o tema de abertura da novela Totalmente demais, recém-estreada na Globo no horário das 19h. Lançada há 30 anos em gravação feita pelo grupo Brylho para o álbum coletivo Rock in Brazil (RCA, 1985), mas mais conhecida nas gravações feitas em 1986 pelo grupo Hanoi Hanoi e por Caetano Veloso, Totalmente demais tem a intervenção do rapper mineiro Flávio Renegado na regravação de Anitta.

3 comentários:

Mauro Ferreira disse...

♪ Mal lançou seu terceiro álbum de estúdio, Bang! (Warner Music, 2015), Anitta já está com single disponível nas plataformas digitais que nada tem a ver com o disco editado em outubro de 2015. O single em questão traz a regravação de Totalmente demais (Arnaldo Brandão, Tavinho Paes e Robério Rafael, 1985) feita pela cantora e compositora carioca a pedido da TV Globo para o tema de abertura da novela Totalmente demais, recém-estreada na Globo no horário das 19h. Lançada há 30 anos em gravação feita pelo grupo Brylho para o álbum coletivo Rock in Brazil (RCA, 1985), mas mais conhecida nas gravações feitas em 1986 pelo grupo Hanoi Hanoi e por Caetano Veloso, Totalmente demais tem a intervenção do rapper mineiro Flávio Renegado na regravação de Anitta.

Rafael M. disse...

Uma porcaria de versão... Estragou com tão bela música perpetuada na voz do Hanói Hanói e a versão emblemática de Caetano.

Victor Moraes, disse...

Que perda não ter dado tempo de entrar essa versão no disco. Alguém deveria esperar alguém.
Ou talvez venha um relançamento, como os 54523435644525 do #AC de Ana.