Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


sexta-feira, 13 de novembro de 2015

Fátima Guedes registra somente quatro inéditas no CD autoral 'Transparente'

Transparente - primeiro álbum autoral de Fátima Guedes desde Muito intensa (Velas, 1999) - apresenta repertório com baixo teor de músicas inéditas. Gravado entre as cidades de Rio de Janeiro (RJ) e Goiânia (GO), com produção e direção artística capitaneadas pela artista carioca com Bororó, o disco é pautado por regravações de músicas como A vida que a gente leva (2005), Cheiro de mato (1980), Criatura (1985), Condenados (1979), Onze fitas (1979), Faca (1992), Flor-de-ir-embora (1990) - canção ora regravada pela cantora e compositora com a participação de Dori Caymmi - e Minha Nossa Senhora (1995). Embora guarde um baú com música inéditas, Fátima apresenta somente quatro inéditas entre as 14 faixas de Transparente. As reais novidades são Ética, Lua de cereja, Sempre bate o sol - música gravada com o grupo carioca Arranco - e a música-título Transparente. Contudo, E agora? - música lançada pela cantora carioca Carol Saboya no álbum Presente (MP,B Discos, 2003) - é inédita na voz da compositora. E Ela, embora já gravada por Fátima em disco ao vivo assinado com Alaíde Costa, ganha seu primeiro registro oficial com a autora, uma vez que o disco Alaíde Costa e Fátima Guedes ao vivo (Joia Moderna, 2011) foi retirado do mercado fonográfico - por iniciativa de Fátima - quando começava a ser distribuído pela Tratore. Transparente é álbum dedicado por Fátima Guedes - vista em foto extraída do vídeo do making of do disco, postado pela artista em sua página oficial no Facebook - ao diretor e produtor musical  Paulinho Albuquerque (1942 - 2006), cofundador da gravadora Velas.

14 comentários:

Mauro Ferreira disse...

♪ Transparente - primeiro álbum autoral de Fátima Guedes desde Muito intensa (Velas, 1999) - apresenta repertório com baixo teor de músicas inéditas. Gravado entre as cidades de Rio de Janeiro (RJ) e Goiânia (GO), com produção e direção artística capitaneadas pela artista carioca com Bororó, o disco é pautado por regravações de músicas como A vida que a gente leva (2005), Cheiro de mato (1980), Criatura (1985), Condenados (1979), Onze fitas (1979), Faca (1992), Flor-de-ir-embora (1990) - canção ora regravada pela cantora e compositora com a participação de Dori Caymmi - e Minha Nossa Senhora (1995). Embora guarde um baú com música inéditas, Fátima apresenta somente quatro inéditas entre as 14 faixas de Transparente. As reais novidades são Ética, Lua de cereja, Sempre dar-te o sol - música gravada com o grupo carioca Arranco - e a música-título Transparente. Contudo, E agora? - música lançada pela cantora carioca Carol Saboya no álbum Presente (MP,B Discos, 2003) - é inédita na voz da compositora. E Ela, embora já gravada por Fátima em disco ao vivo assinado com Alaíde Costa, ganha seu primeiro registro oficial com a autora, uma vez que o disco Alaíde Costa e Fátima Guedes ao vivo (Joia Moderna, 2011) foi retirado do mercado fonográfico - por iniciativa de Fátima - quando começava a ser distribuído pela Tratore. Transparente é álbum dedicado por Fátima Guedes - vista em foto extraída do vídeo do making of do disco, postado pela artista em sua página oficial no Facebook - ao diretor e produtor musical Paulinho Albuquerque (1942 - 2006), cofundador da gravadora Velas.

Jeferson Garcia disse...

Contando os minutos. Pode não ter tantas inéditas. Mas alguem dúvida da qualidade desse trabalho? Prefiro ouvir novos arranjos de pérolas da Fátima a muitas "inéditas" dessa nova geração de cantoras "cool" ...

Rafael M. disse...

Que decepção... Gostaria de ouvir 14 músicas inéditas da cantora... Pisada de bola feia... Mas de qualquer forma esse disco é bem mais vindo do que disco de Anitta.

lurian disse...

Outro dia estava a lembrar se o disco ainda sairia esse ano!!! Aguardo com ansiedade. Dessas, acho que "Faca" não precisaria ser regravada já que a gravação não envelheceu e é primorosa. "E agora" é uma das mais bonitas composições de Fátima 'e agora' poderemos ouvi-la com a própria.

Unknown disse...

Mauro. Você sabe dizer quando o disco sai?

Mauro Ferreira disse...

Sai ainda este ano, possivelmente já na segunda quinzena de novembro. Abs, MauroF

Fabio Passadisco disse...

Mauro.
Sai por qual selo/gravadora?

Abraços

Mauro Ferreira disse...

Não sei, Fabio. Assim que souber, aviso. Abs, MauroF

Margareth Cerqueira disse...

Este é um afago na música popular brasileira, tão bom ouvir canções de verdade no nosso cenário musical de hoje tão triste com tanto entretenimento tomando lugar da arte e do talento.
Fátima para mim é a melhor compositora do Brasil, sempre moderna se reinventando, muito direta nas atualidades e por vezes além do seu tempo...tem canções suas feitas há mais de 30 anos que as pessoas começaram a entender agora e outras feitas agora que vão mexer com a cabeça de gente daqui há mais trinta anos..ela é genial.

Marcos Rizzo disse...

Gosto da Fátima Guedes. Adoro quando ela grava aquelas músicas complicadas do Guinga e do Aldir Blanc.

Wagner Hardman Lima disse...

Mauro, não dá muito pra ver 'A vida que a gente leva' de 2005 como uma mera regravação, afinal, essa música Fátima compôs e Leila Pinheiro gravou em 'Nos Horizontes do Mundo' de estúdio e no disco ao vivo e Fátima até então vinha cantando nos shows.

Eu queria muito que ela tivesse como anunciado incluído 'Óbvio', outra inédita na voz dela em registro de estúdio que ela deu para Juliana Martins gravar. O repertório é muito acima do que tenho visto nos discos de MPB. Eu sou apaixonado por Fátima e pelo que ouvi hoje os arranjos justificaram - e muito - a ausência de um repertório majoritariamente autoral (talvez até porque tanto tempo fora do mercado era importante manter o fio condutor pra que não a conhece).

Mauro Ferreira disse...

Wagner, 'A vida que a gente leva' - assim como 'Ela' - entrou no disco ao vivo gravado por Fátima com Alaíde Costa. O disco foi abortado no início de sua comercialização, é fato, mas, antes do embargo, a Tratore já tinha posto algumas cópias em algumas lojas do Rio e de SP. Abs, MauroF

Heitor Pitombo disse...

Mauro, só em poder ouvir essa nova canção chamada "Ética" já vale ela ter feito esse disco. Obra-prima absoluta da grande e querida Fátima!

Unknown disse...

Olá, o sr sabe me dizer pq esse disco com alide costa foi embargado?