Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


sábado, 28 de novembro de 2015

Warner festeja 40 anos de carreira de Miúcha com reedição de álbum de 1988

Foi em 1975 que Heloísa Buarque de Hollanda - a excelente cantora carioca conhecida pelo nome artístico de Miúcha - fez suas primeiras gravações profissionais, iniciando carreira fonográfica simultaneamente nos Estados Unidos e no Brasil. Nos EUA, gravou vozes para músicas do álbum The best of two worlds (Columbia, 1976) lançado no ano seguinte pelo saxofonista norte-americano de jazz Stan Getz (1927 - 1991) com a participação de João Gilberto, visto na foto da capa ao lado de Getz e da própria Miúcha. No Brasil, naquele mesmo ano de 1975, a cantora gravou compacto duplo editado pela Philips com músicas de Antonio Carlos Jobim (1927 - 1991) e João Donato. Para festejar os 40 anos de carreira da artista, a Warner Music reedita, neste ano de 2015, um dos álbuns mais expressivos da discografia da cantora, Miúcha, lançado originalmente em 1988 no formato de LP pela extinta gravadora Continental, cujo acervo foi comprado pela Warner. Já lançado no formato de CD em 1994, em edição desleixada, Miúcha volta ao catálogo com faixa-bônus, Fonte abandonada, parceria de Guinga com Paulo César Pinheiro que Guinga gravou em 2003. A propósito, quando Miúcha gravou este álbum em 1988, Guinga era conhecido somente no meio musical, já que a mídia somente veio dar a devida atenção ao seu cancioneiro a partir da década de 1990 com a exposição da parceria do compositor carioca com Aldir Blanc. Em Miúcha, o ora relançado álbum de 1988, a cantora deu voz a nada menos do que quatro então inéditas parcerias de Guinga com Paulo César Pinheiro (Chorando as mágoas, Por gratidão, Nonsense e Porto de Araújo). O repertório inclui também dueto de Miúcha com a filha Bebel Gilberto - então em início de carreira como cantora e compositora - em Saudosismo (Caetano Veloso, 1988). O cantor, compositor e guitarrista cubano Pablo Milanés também figura na ficha técnica de Miúcha, álbum que volta ao catálogo - nesta edição comemorativa de 40 anos de carreira da artista - com as letras das músicas (inclusive da faixa-bônus), as fotos da arte gráfica original e os elucidativos e detalhados textos escritos pela  cantora, sobre a confecção do disco, para o encarte do LP original.

6 comentários:

Mauro Ferreira disse...

♪ Foi em 1975 que Heloísa Buarque de Hollanda - a excelente cantora carioca conhecida pelo nome artístico de Miúcha - fez suas primeiras gravações profissionais, iniciando carreira fonográfica simultaneamente nos Estados Unidos e no Brasil. Nos EUA, gravou vozes para músicas do álbum The best of two worlds (Columbia, 1976) lançado no ano seguinte pelo saxofonista norte-americano de jazz Stan Getz (1927 - 1991) com a participação de João Gilberto, visto na foto da capa ao lado de Getz e da própria Miúcha. No Brasil, naquele mesmo ano de 1975, a cantora gravou compacto duplo editado pela Philips com músicas de Antonio Carlos Jobim (1927 - 1991) e João Donato. Para festejar os 40 anos de carreira da artista, a Warner Music reedita, neste ano de 2015, um dos álbuns mais expressivos da discografia da cantora, Miúcha, lançado originalmente em 1988 no formato de LP pela extinta gravadora Continental, cujo acervo foi comprado pela Warner. Já lançado no formato de CD em 1994, em edição desleixada, Miúcha volta ao catálogo com faixa-bônus, Fonte abandonada, parceria de Guinga com Paulo César Pinheiro que Guinga gravou em 2003. A propósito, quando Miúcha gravou este álbum em 1988, Guinga era conhecido somente no meio musical, já que a mídia somente veio dar a devida atenção ao seu cancioneiro a partir da década de 1990 com a exposição da parceria do compositor carioca com Aldir Blanc. Em Miúcha, o ora relançado álbum de 1988, a cantora deu voz a nada menos do que quatro então inéditas parcerias de Guinga com Paulo César Pinheiro (Chorando as mágoas, Por gratidão, Nonsense e Porto de Araújo). O repertório inclui também dueto de Miúcha com a filha Bebel Gilberto - então em início de carreira como cantora e compositora - em Saudosismo (Caetano Veloso, 1988). O cantor, compositor e guitarrista cubano Pablo Milanés também figura na ficha técnica de Miúcha, álbum que volta ao catálogo - nesta edição comemorativa de 40 anos de carreira da artista - com as letras das músicas (inclusive da faixa-bônus), as fotos da arte gráfica original e os elucidativos e detalhados textos escritos pela cantora, sobre a confecção do disco, para o encarte do LP original.

Rafael M. disse...

Esse álbum é lindo!!! Vale a pena a reedição do mesmo...

Pedro Bó disse...

Eu era louco pra ter esse disco! Excelente notícia.

lurian disse...

Os discos de Miúcha sempre foram primorosos. Vale sempre à pena.

Carlos Scorsafava disse...

ótima notícia!

Douglas Carvalho disse...

Conheci "Saudosismo" na voz de Miúcha (acreditem, tocava no rádio em Salvador), e só muito depois fui comprar o LP da Gal com a gravação original e clássica. Mas gostar com a Gal foi facílimo, pois já adorava na voz da Miúcha!