Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


domingo, 15 de novembro de 2015

Sai enfim a caixa com reedições de 20 álbuns da discografia pop de Rita Lee

Em produção na gravadora Universal Music desde o primeiro semestre de 2014, a caixa com reedições dos álbuns da luminosa discografia pop de Rita Lee vai chegar efetivamente ao mercado fonográfico até o fim deste ano de 2015. A caixa embala 20 álbuns lançados originalmente pela cantora e compositora paulista com os selos da Polydor, da Som Livre, da EMI-Odeon, da PolyGram e da Universal Music - obra atualmente pertencente ao catálogo da Universal Music, companhia que encampou em 2013 o acervo da EMI. Acervo que, por sua vez, já incluía desde os anos 1990 os discos gravados por Rita na Som Livre na década de 1970. A propósito, a obra pop da roqueira já havia sido lançada no formato de CD na década de 1990, em reedições vendidas de maneira avulsa. Dos 27 álbuns gravados por Rita sem Mutantes entre 1970 e 2012, 20 foram remasterizados para serem embalados na caixa, que traz CD com gravações avulsas da discografia da artista, escolhidas pela própria Rita Lee com Roberto de Carvalho.  Eis os (20) álbuns de Rita Lee reeditados na caixa:

1. Build up (Polydor, 1970)
2. Hoje é o primeiro dia do resto da sua vida (Polydor, 1972)
3. Atrás do porto tem uma cidade (Philips, 1974) - com Tutti Frutti
4. Fruto proibido (Som Livre, 1975) - com Tutti Frutti
5. Entradas e bandeiras (Som Livre, 1976) - com Tutti Frutti
6. Refestança (Som Livre, 1977) - com Gilberto Gil
7. Babilônia (Som Livre, 1978) - com Tutti Frutti
8. Rita Lee (Som Livre, 1979)
9. Rita Lee (Som Livre, 1980)
10. Saúde (Som Livre, 1981)
11. Rita Lee e Roberto de Carvalho (Som Livre, 1982)
12. Bom bom (Som Livre, 1983)
13. Rita e Roberto (Som Livre, 1985)
14. Flerte fatal (EMI-Odeon, 1987)
15. Zona zen (EMI-Odeon, 1988)
16. Rita Lee e Roberto de Carvalho (EMI-Odeon, 1990)
17. Santa Rita de Sampa (PolyGram, 1997)
18. Acústico MTV (Rita Lee, 1998)
19. 3001 (Universal Music, 2000)
20. MTV ao vivo (EMI Music, 2004)

42 comentários:

Mauro Ferreira disse...

♪ Em produção na gravadora Universal Music desde o primeiro semestre de 2014, a caixa com reedições dos álbuns da luminosa discografia pop de Rita Lee vai chegar efetivamente ao mercado fonográfico até o fim deste ano de 2015. A caixa embala 20 álbuns lançados originalmente pela cantora e compositora paulista com os selos da Polydor, da Som Livre, da EMI-Odeon e da própria Universal Music - obra atualmente pertencente ao catálogo da Universal Music, companhia que encampou em 2013 o acervo da EMI. Acervo que, por sua vez, já incluía desde os anos 1990 os discos gravados por Rita na Som Livre na década de 1970. A propósito, a obra pop da roqueira já havia sido lançada no formato de CD na década de 1990, em reedições vendidas de maneira avulsa.

Luca disse...

engraçado que nem dá pra falar em discografia 'solo' da Rita, afinal ela tem discos com os Mutantes, com o Tutti Frutti, e também discos assinados com Roberto de Carvalho. disco solo mesmo, não deve ter nem dez.

Bruno Cavalcanti disse...

Rita sai com a caixa esse ano e uma biografia ano que vem, mas, por hora, nem vista do prometido disco de trilhas de cinema em Bossa Nova, tampouco um novo disco de inéditas. Uma pena também que minguou a ideia de seguir com a série de DVD's especiais, como o Biografitti.

Alysson Steve disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ela disse...

Vc authoriza que eu publique no Instagram @ritalee_artista ?

Mauro Silva disse...

AHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH !!!!! Ovulei agora !!!! :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) Este Box será o meu presente de Natal, mal posso esperar...tudo em CD Remasterizado, que delícia,que lindo!!! Até lá eu vou tomando Lexotan, pra controlar minha ansiedade. Obrigado pela notícia Mauro, se você estivesse aqui em São Paulo, eu te daria um beijo agora!!!

Mauro Ferreira disse...

Ela, pode publicar. Abs, MauroF

Natálio disse...

"Quanto riso! Ó, quanta alegria..."

Natálio disse...

Até Refestança tá no meio. Massa!

Estalactites hemorrágicas disse...

Um super presente
Ricardo Sérgio

Cassius Burle disse...

Que maravilha! O que falar desses (re)lançamentos? Apenas que é a boa notícia fonográfica da década. Finalmente acabou o descaso das gravadoras com a discografia da maior rockeira do Brasil. Com certeza será um lançamento com preço ´salgado´ mas comprarei a minha.

Felipe dos Santos disse...

Ficaram de fora os três discos feitos na volta à Som Livre, nos anos 1990: o registro ao vivo de "Bossa'n'roll", "Rita Lee" (disco de 1993, que teve em "Todas as mulheres do mundo" a música mais conhecida) e outro registro ao vivo, de "A marca da zorra".

Mas a cavalo dado não se olham os dentes. Necessário, altamente necessário...

Felipe dos Santos Souza

Mauro Silva disse...


1,2,3...Vamos lá, todo mundo:

"Me cansei de léro-léro
Dá licença mas eu vou sair do sério
Quero mais saúde
Me cansei de escutar opiniões
De como ter um mundo melhor
Mas ninguém sai de cima
Nesse chove-não-molha
Só sei que agora
Eu vou é cuidar mais de mimmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm!"


Gente!
Como eu tô feliz com a notícia deste Box de CD's Remasterizados da Rita!

Natálio disse...

Notei as ausências de Balacobaco, Multishow ao vivo e Reza. Mas estes são mais recentes e encontram-se (com um pouco de procura) no mercado.

Rafael M. disse...

Que notícia excelente!!! Só discaço da Rita!!! Está na minha lista de futuras compras!!!

Rafael M. disse...

Podiam ter colocado aí o disco em espanhol dela!!! Ia adorar tê-lo no formato digital!!! Que pena que não será dessa vez!!!

Yan disse...

Não entendi porque o "Balacobaco", o "Reza", o "Aqui, ali, em qualquer lugar" ficaram de fora. Porque não faz a caixa com a discografia completa?

Mauro Ferreira disse...

Os três discos dos anos 1990 da Som Livre, o dos Beatles (da extinta Abril Music), o Balacobaco (também da Som Livre) e o Reza (da Biscoito Fino) não entraram porque não pertencem ao acervo da Universal Music. Abs, MauroF

Sweet Kiwi disse...

O Rita 1993 vai fazer falta, um dos melhores discos dela (sem a sombra do Roberto)...

Edimar Pereira disse...

Demorou muito. Finalmente!!!!!. Ainda acho que ela escreveu "João Ninguém" para sacanear o Roberto Marinho, e justamente na Som Livre.

alanjamesprodutor disse...

Poderiam ter negociado e lançado na caixa o primeiro do Tutti Frutti de 1973 que o Marcelo Fróes quase conseguiu lançar.

Alysson Steve disse...

Que agradabilíssima notícia! Será que Rita Lee lançará um novo CD (Com músicas inéditas)??

Felipe dos Santos disse...

Ah, palpite pessoal: são pule de dez para o CD de gravações avulsas "Dias melhores virão" (faixa para a trilha sonora do filme homônimo de Cacá Diegues, cuja trilha foi feita por Rita e Roberto, e na qual a dita cuja fez uma ponta).

E se estiver nas coisas da Som Livre cujos direitos a EMI comprou, certamente também pintará a primeira "Arrombou a festa".

Felipe dos Santos Souza

Eduardo disse...

Será que virá algum cd reunindo gravações avulsas? Rita tem muitas.

Antenor Leopoldino disse...

Mas Mauro, não tem aí na lista vários que foram lançados pela Somlivre? Pq justo estes da década de 90 ficaram de fora? O de 93 é muito bom. Abraço.

Ayrton Mugnaini Jr. disse...

> O Rita 1993 vai fazer falta, um dos melhores discos dela (sem a sombra do Roberto)... <

Mas tem participação de um certo "Bob Oak", que toca bem melhor que Roberto de Carvalho... E Rita ainda hà de gravar com o ainda melhor Roberto Quercia...

Ayrton Mugnaini Jr. disse...

E as faixas de compactos, participações em discos de outros artistas, além do citado disco de Beatles para a Abril Music? E Pedro E O Lobo?

Para mim, esta caixa é um caça-niqueis ainda mais ofensivo para o(a) artista e a musica brasileira que a caixa dos Mutantes...

Mauro Ferreira disse...

Antenor, os discos de Rita na Som Livre nos anos 1970 tinham sido adquiridos pela EMI, cujo acervo foi encampado pela Universal Music. Mas os discos dos anos 1990 pertencem à Som Livre. Ayrton, concordo que o álbum de 1993 é essencial na discografia de Rita. Mas a caixa é oportuna. A discografia de Rita precisava ser remasterizada. Abs, MauroF

Ayrton Mugnaini Jr. disse...

Minha sugestão: ficar longe desta caixa. Não digo "ignora-la" porque seria como ignorar corrupção na politica, intolerância religiosa, ataques terroristas e epidemias... Exagero? Sendo eu artista, não acho...

O grande publico brasileiro precisa ser respeitado e, para isso, precisa se dar o respeito. Se esta caixa de Rita vender mesmo incompleta como é, daqui a quatro ou cinco anos sai outra caixa com uma diferençazinha e as pessoas compram de novo, como jà acontece com Raul Seixas e Caetano Veloso e, là fora, com Elvis Presley.

Um e-abraço,

Ayrton

Ayrton Mugnaini Jr. disse...

Pois é, o disco Bossa'n'Roll teve três versões, em CD, cassete e LP, com diferenças no repertorio, e o ideal seria esta caixa ter um CD com todas as faixas.

"Mas eu não posso arriscar meu status de estar em todas e não ser de nenhuma..."

Um e-abraço,

Ayrton

Mauro Silva disse...



Como que é "Ayrton Mugnaini Jr." ??????

Eu não tô acreditando que você escreveu isso:" Ignorar este Box da Rita, ficar longe" ???
Meu amor!!!Esperamos ANOS por este Box Remasterizado, fiquei enchendo o saco do Mauro Ferreira...de tanto perguntar por esta maravilha em outros post e você escreve uma coisa dessa ???
Querido não compra! Eu também queria os trabalhos completos da fase Som Livre, mas não veio por questões de gravadora, não temos nada á ver com isso, grande parte dos discos da Rita estão aí, e isso é o que importa.

A Elis Regina teve 2 Box MARAVILHOSOS lançados com toda a discografia Remasterizada (fase Phillips), mas a fase da Warner (nestes Box's) ficou de fora. Recentemente a própria Warner lançou um mini Box com toda fase deste período da Elis, ou seja veio um Box complementar.
A Rita mais a frente pode ter um Box complementar com esses discos ausentes da Som Livre, por que não ??
Esta aí a MARAVILHOSA série "Três Tons" que não me deixa mentir, remasterizou trabalhos incríveis em CD, de diversos artistas(Que por sinal por onde andas esta série??? Parou por que ??? Por favor voltem!!! Rsrss).

Agora ficar longe desta Caixa da Rita??
Só se for você querido, por que ela vai vender e muuuuuito!!!
"Vamos ser menos intolerantes" com estas pequenas falhas, por que por trás deste Box tem um P...trabalho de várias pessoas...incluindo a própria Rita e o Roberto de Carvalho.

João Paulo Costa disse...

Torcendo para a remasterização ser decente. Nada de toneladas de compressão e noise reduction típicos da maioria dos relançamentos no Brasil.

Rhenan Soares disse...

Eu quase nunca compro essas caixas, mas que lindeza, meu Deus!! Serei obrigado. Rita é tão sagrada que eu ascendo velas pra ela e tudo o mais...! <3

Marcio disse...

Mauro, o que aconteceu com "Brasil com S" do disco de 1982?

Marcio disse...

Além da omissão de "Brasil com S", do disco de 1982, o disco "3001" tem uma música da Cássia Eller ao invés de "Erva Venenosa" - o CD foi prensado errado! Muito cuidado mesmo na execução desta caixa...

Mauro Ferreira disse...

Marcio, 'Brasil com s' é música gravada com o violão de João Gilberto. Sem a autorização de João, a faixa não tem como ser incluída na atual reedição. Abs, MauroF

Frederico disse...

O Marcio está certo... No disco 3001, a faixa 4 é uma música de um disco da Cássia Eller... E cortada ainda... Q P... é essa?!?!?!?

Marlon Ferreira disse...

Olá Sr. Mauro, comprei este box para presentear minha irmã neste Natal. Comprei na loja, caixa lacrada, porém a surpresa foi que ao invés de vir o MTV ao Vivo, veio o CD de 1979 duplicado. Encaminhei um e-mail à Universal Music para a troca deste produto. Você poderia me orientar se fiz o procedimento correto?? Desde já, agradeço.
Marlon Gilberto Ferreira
Mgferreira89@gmail.com

Mauro Ferreira disse...

Marlon, acredito que o procedimento correto seria trocar a caixa na loja em que você a comprou. É a loja que tem trocar o produto, não a gravadora. Abs, MauroF

Marlon Ferreira disse...

Entrei em contato com a loja e eles se prontificaram em trocar. Mt obg pela ajuda Mauro. Abs, Marlon

Thiago Trota disse...

Prezado Mauro, consegui com várias fontes altamente fidedignas e confiáveis ao longo dos últimos 20 dias descobrir o porquê do Box da Rita Lee ter sofrido ''sabotagem''. Mas todos me contaram com o intuito de que eu não repassasse a ninguém de maneira integral sobre o que aconteceu. Ou seja, o famoso '' eu te conto, mas não conta pra ninguém ''. Em respeito ás pessoas que generosamente me informaram e me proveram um veto, vou me ater somente á superficialidade do que me permitiram dizer : 01) A culpa dos '' erros '' na remasterização não podem cair sobre os competentes profissionais envolvidos; 02) As masters estão intactas, nenhuma fita master ou faixa foi danificada; tudo está perfeitamente preservado; inclui-se aí a master do álbum '' Refestança '', a faixa '' Eu E Meu Gato '' do álbum '' Babilônia '', e sobretudo o inexplicável sumiço de '' Erva Venenosa '' e em seu lugar a faixa '' Por Enquanto '' interpretada pela Cássia Eller no álbum '' 3001 ''; 03) Haverá um recall sim dos boxes inteiros e não apenas dos CDs avulsos '' defeituosos '', porém tal recall ainda não encontra data definida pela gravadora Universal Music; 04) O que posso dizer é isso, os '' erros '' foram crassos, grosseiros, grotescos, primários, enormes para a Universal Music deixar o box adentrar o mercado, mas a Universal deixou o box adentrar o mercado mesmo assim. 05) O pesado mesmo, o grosso da questão é que não vou contar por ser um cara de palavra e caráter, e a imensa disponibilidade as quais este grande grupo de pessoas resolveram me elucidar acerca do box. Sei tudo. Mas por enquanto, língua fechada, 06) A história é tão incrível, mas tão incrível, como tudo que envolve Rita Lee é incrível q provavelmente, a história desse box(que eu também adquiri) e de tudo que o envolve com certeza estará no livro de alguém daqui há alguns anos. Obs: Fiz a coleta de todas as informações justamente me atendo a um papel de fã indignado que comprou o box e ficou p da vida, e acabei descobrindo a história toda, ouso dizer aqui, como um jornalista investigativo. No mais, forte abraço Mauro, parabéns pelo blog !!! Att, Thiago Trota.

Mauro Ferreira disse...

Valeu, Thiago. Seja bem-vindo! Abs, MauroF