Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


sábado, 21 de novembro de 2015

Caixa de Rita embala coletânea com gravação original de 'Arrombou a festa'

Um dos maiores sucessos de Rita Lee, a música Arrombou a festa - parceria da cantora e compositora paulistana com Paulo Coelho, lançada apenas em compacto simples em 1976 - nunca integrou os álbuns oficiais da roqueira. Embora já incluída em coletâneas da artista, como Meus momentos volume 2 (EMI Music, 1997), a gravação original de Arrombou a festa é uma das pérolas mais raras da discografia da Ovelha Negra. O fonograma figura na compilação produzida para a caixa Rita Lee, que chega ao mercado fonográfico brasileiro em edição da gravadora Universal Music, a partir de 27 de novembro de 2015, com edições remasterizadas de 20 álbuns da artista (em foto de Duda Molinos). Outras faixas da compilação são I like you very much (Harry Warren e Mack Gordon, 1941) - marchinha do repertório de Carmen Miranda (1909 - 1955) revivida por Rita em disco em tributo à Pequena Notável, The living legend of Carmen Miranda (1994), produzido por Nelson Motta - e Felicidade (Lupicínio Rodrigues, 1947), música gravada em 1993 pela cantora para comercial. A seleção da coletânea inclui também o registro da marchinha Sassaricando (Luis Antônio, Jota Júnior e Oldemar Magalhães, 1951) feito para a abertura da novela homônima exibida pela TV Globo em 1987. Há também a música-tema do filme Dias melhores virão (Brasil, 1989), composta por Rita com Roberto de Carvalho e gravada pela cantora para o longa-metragem do cineasta Cacá Diegues.  Clique aqui para saber quais os 20 álbuns reeditados na caixa  Rita Lee.

15 comentários:

Mauro Ferreira disse...

♪ Um dos maiores sucessos de Rita Lee, a música Arrombou a festa - parceria da cantora e compositora paulistana com Paulo Coelho, lançada apenas em compacto simples em 1976 - nunca integrou os álbuns oficiais da roqueira. Embora já incluída em coletâneas da artista, como Meus momentos volume 2 (EMI Music, 1997), a gravação original de Arrombou a festa é uma das pérolas mais raras da discografia da Ovelha Negra. O fonograma figura na compilação produzida para a caixa Rita Lee, que chega ao mercado fonográfico brasileiro em edição da gravadora Universal Music, a partir de 27 de novembro de 2015, com edições remasterizadas de 20 álbuns da artista (em foto de Duda Molinos). Outras faixas da compilação são I like you very much (Harry Warren e Mack Gordon, 1941) - marchinha do repertório de Carmen Miranda (1909 - 1955) revivida por Rita em disco em tributo à Pequena Notável, The living legend of Carmen Miranda (1994), produzido por Nelson Motta - e Felicidade (Lupicínio Rodrigues, 1947), música gravada em 1993 pela cantora para comercial. A seleção da coletânea inclui também o registro da marchinha Sassaricando (Luis Antônio, Jota Júnior e Oldemar Magalhães, 1951) feito para a abertura da novela homônima exibida pela TV Globo em 1987. Há também a música-tema do filme Dias melhores virão (Brasil, 1989), composta por Rita com Roberto de Carvalho e gravada pela cantora para o longa-metragem do cineasta Cacá Diegues. Clique aqui para saber quais os 20 álbuns reeditados na caixa Rita Lee.

Bruno Cavalcanti disse...

Essas canções raras, houve um tempo, circulavam com grande facilidade na web. "Arrombou a Festa" (com aquele clipe meio kitsch), "Felicidade", "Blá, Blá, Blá", "Kid Supérfluo - Consumidor Implacável", aquele primeiro disco das Cilibrinas do Éden, "Minha Fama de Mau" (sem o Erasmo)... enfim, é bom que essa caixa saia mesmo, até porque nem todos conhecem essas raridades, ma sseria melhor ainda se alguma gravadora se dignasse a lançar uma nova caixa de DVD's com registros de shows como A Marca da Zorra, O Circo, 3001, Bossa'n'Roll, Yê, Yê, Yê de Bamba (todos viraram especiais de televisão) ou até mesmo aquela gravação perdida do "Balacobaco" no Tom Brasil, que teve participação da Preta Gil e cantada na Vera Fischer, que era pra ter virado especial da Bandeirantes, mas deu lugar ao show do Hotel Unique pra MTV. Tanto a se lançar em tão pouco tempo...

Lemos disse...

A arte da caixa é um pouco parecida com a do box com a obra de Nara Leão, lançada em meados no ano 2000. Isso, obviamente, não desmerece o projeto.

Natálio disse...

Sonhando com o meu box desde sempre...

Rafael M. disse...

Caixa maravilhosa! Merece a compra! Rita Lee é divina!!!

Carlos André Corrêa disse...

Pesquisei no site oficial da Rita Lee e percebi que alguns discos dela ficaram de fora, principalmente os que foram lançados pela Som Livre, Abril Music e Biscoito Fino. Uma pena, pois deixa a caixa incompleta.

Cassius Burle disse...

Finalmente sai a caixa da maior roqueira do Brasil. A obra da Ovelha Negra,assim como de 99% dos artistas que apreciamos é irregular, e de acordo com meu gosto particular e análise, o melhor da obra de Rita está contida no período de 1975-1983. Após este período o cancioneiro dela já passou a não apresentar mais a genialidade absoluta de antes. Mas nada que faça esta caixa não valer a pena.
Como estou interessado em adquiri-la já pesquisei o preço. O Box virá custando R$450,00 no site de compras da maior livraria do país. O preço infelizmente é bastante alto,ainda mais se levarmos em consideração a crise econômica que a maioria do povo brasileiro está passando, o que com certeza vai dificultar a venda da caixa,só indo parar na coleção de consumidores mais abastados...

Mauro Silva disse...

Mauro, sabe dizer se os Cd's são em caixa acrílica normal ou são aqueles 'malditos' mini-lp's, digipak ???

rcvsiqueira disse...

Cassius, todos os discos da época da Somlivre estão nessa caixa. Fora isso alguns albuns dos anos 2000 estão faltando, mas como a melhor fase dela está toda no box, não tem nada desmerecendo a caixa. E tem "Felicidade" que há muito tempo eu procurava, e apesar do preço abusivo da Saraiva, pretendo comprar.

CelloPiazza disse...

Da Som Livre, ficaram faltando os álbuns Rita Hits ( 1983 )- coletãnea de sucessos alocados em 2 ótimos pot-pourris -, Bossa 'n Roll ao vivo ( 1991 ),Rita Lee ( 1993 ) e Balacobaco ( 2003 ), este depois relançado pela Biscoito Fino. Da Abril Music, faltaram Aqui, ali, em qualquer lugar ( 2001 ) e Marca da Zorra ao vivo ( 2002 ). Ainda faltou o Reza ( 2011 ) da Biscoito Fino. Aí, sim, a caixa estaria completa !

Unknown disse...

"Dias Melhores Virão" também foi tema da novela global 'Mico Preto', de 1990. Resta saber se o fonograma é o mesmo.
"Arrombou a Festa" é o mesmo fonograma relançado em 1997 no CD Meus Momentos 2? Alguém sabe?

O fantástico mundo de Maycon disse...

Uma lástima a caixa estar incompleta. Uma artista como Rita Lee, mas principalmente seus fãs, mereciam uma caixa com todos os álbuns.

Eduardo disse...

DIAS MELHORES VIRÃO teve duas versões. No LP com a trilha do filme era mais longa. Na trilha da novela MICO PRETO, mais curta. Qual será a que vai sair no box? Quem esteve no Acústico MTV conta que houve uma gravação desta música, que não saiu nem no CD ou DVD. Mistérios, mistérios...

Leo-MT disse...

O Box da Rita Lee esta com problemas, várias pessoas ja tem e informaram os seguintes problemas: No CD 3001 no lugar da faixa "Erva Venenosa" toca "Por enquanto" da Cássia Eller!!! E... "Brasil com S" não entrou no disco de 82. Expliquem isso! Encomendei pela internet meu box, acho que vou cancelar após ser informado destes erros.

rcvsiqueira disse...

Então fico com minhas coletâneas mesmo, pois esses "detalhes" tão cedo não serão corrigidos, se é que serão...