Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


sábado, 2 de abril de 2016

Primeiro álbum de Marília Pêra, 'Feiticeira' é reeditado, agora pela Som Livre

Primeiro álbum da espaçada discografia solo da atriz e cantora carioca Marília Pêra (1943-2015), Feiticeira ganha reedição pela Som Livre - gravadora que lançou o disco em 1975 - neste mês de abril de 2016. Quatro meses após a morte da artista, o disco volta ao catálogo com 13 músicas do roteiro do espetáculo musical Feiticeira, um dos maiores fracassos da carreira da atriz. Há cinco anos, em 2011, a gravadora Joia Moderna pôs no mercado fonográfico a primeira reedição em CD do álbum em que Marília lançou o cantor e compositor Eduardo Dussek (clique aqui para ler ou reler a resenha da reedição de 2011). Desprezado na época, o álbum Feiticeira atualmente é cultuado.

7 comentários:

Dona Emengarda disse...

Típico dessas gravadoras!
Deveriam valorizar mais seu acervo, ao invés de pensar em faturar em cima da morte de seus artistas! "Flores em vida", por favor!

Mauro Silva disse...


Bem que eles poderiam ter colocado alguns bônus, pois a Marília tem muito compacto da Som Livre, todos eles da década de 70, mas...
De qualquer forma este relançamento é muito bem vindo, pois este disco é incrível.

Pessoal da Som Livre, por favor lancem em CD "Drácula I Love You" da Tuca (Som Livre 1974), este disco é MARAVILHOSO e se perdeu no tempo, nunca foi lançado em CD, é um achado!

maroca disse...

Augusto Flávio (Petrolina-Pe/Juazeiro-Ba)

Mauro, se Marília morreu no 5 de Dezembro, então 5 de Abril fará quatro meses e não cinco.

Abs.

Mauro Ferreira disse...

Tem razão, Dona Ermengarda. Por isso, valorizo a edição de 2011 da gravadora Joia Moderna. Abs, MauroF

Mauro Ferreira disse...

Tem razão, Augusto. Já alterei. Abs, MauroF

Rafael M. disse...

Nossa, esse disco já foi relançado, para quê uma nova edição do mesmo? Acho desnecessário isso... Tem tantas faixas raras de compactos de Marília Pêra que poderiam render um belo disco, e insistem em relançarem esse álbum.

Rafael M. disse...

Mauro Silva: deixa de ser insistente e pedante... Nem a Som Livre nem nenhuma outra gravadora irá relançar esse disco da Tuca, sendo que não é uma artista que interesse a eles comercialmente... Seu pedido é em vão porque ninguém da gravadora vai lê-lo... Muda um pouco o seu disco.