Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


sexta-feira, 15 de abril de 2016

Azulão, um mestre paraibano do cordel, sai de cena no Rio de Janeiro aos 84

José João do Santos (8 de janeiro de 1932 - 12 de abril de 2016) fez jus ao epíteto de mestre adotado no nome artístico, Mestre Azulão, com o qual se tornou lenda no universo musical nordestino. Nascido no município paraibano de Cabaceiras (PB) há 84 anos, mas registrado e criado em Sapé (PB), Azulão foi um mestre do cordel que alcançou projeção internacional pela habilidade na feitura de versos no formato rimado do gênero. Cantador, compositor, cordelista, poeta e repentista, o artista publicou versos em mais de 400 folhetos de literatura de cordel. Vítima de complicações pulmonares, Azulão saiu de cena na última terça-feira, 12 de abril de 2016, na Baixada Fluminense (RJ), onde se radicou em 1956 anos após ter migrado da Paraíba para o Rio de Janeiro em 1949, aos 17 anos. Azulão foi um dos fundadores da Feira de São Cristóvão, o popular Centro de Tradições Nordestinas situado no subúrbio carioca no qual reiterou a maestria no cordel.

Um comentário:

Mauro Ferreira disse...

Curta a página de Notas Musicais no Facebook e acompanhe as atualizações diárias do blog:
https://www.facebook.com/blognotasmusicais/