Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


terça-feira, 12 de abril de 2016

Eis a capa de 'Coleção', primeira compilação da discografia de Marisa Monte

Com capa que expõe inédita pintura do artista plástico italiano Francesco Clemente, Coleção - a primeira compilação de Marisa Monte - chega ao mercado fonográfico brasileiro em 29 de abril de 2016 com 13 gravações feitas pela cantora carioca fora da discografia oficial. A seleção inclui os registros do choro-canção Carinhoso (Pixinguinha e João de Barro, 1917 / 1937) - feito por Marisa com Paulinho da Viola para a trilha sonora de documentário sobre o artista carioca, Meu tempo é hoje, perpetuada em disco editado, em 2003, pela gravadora Biscoito Fino - e de Nu com a minha música (Caetano Veloso, 1981), fonograma gravado por Marisa Monte com o cantor carioca Rodrigo Amarante e com o cantor norte-americano Devendra Banhart para o álbum beneficente Red hot + Rio 2 (E1 Entertainment, 2011). O repertório rebobina também a gravação de Águas de março (Antonio Carlos Jobim, 1972) feita há 20 anos por Marisa Monte com o cantor e compositor escocês David Byrne para o primeiro volume do projeto fonográfico Red hot + Rio (Antilles / Verve, 1996). Coleção sai em edição do selo da artista, Phonomotor, com distribuição da major Universal Music.

20 comentários:

Mauro Ferreira disse...

♪ Com capa que expõe desenho do artista plástico italiano Francesco Clemente, Coleção - a primeira compilação de Marisa Monte - chega ao mercado fonográfico brasileiro em 29 de abril de 2016 com 13 gravações feitas pela cantora carioca fora da discografia oficial. A seleção inclui os registros do choro-canção Carinhoso (Pixinguinha e João de Barro, 1917 / 1937) - feito por Marisa com Paulinho da Viola para a trilha sonora de documentário sobre o artista carioca, Meu tempo é hoje, perpetuada em disco editado, em 2003, pela gravadora Biscoito Fino - e de Nu com a minha música (Caetano Veloso, 1981), fonograma gravado por Marisa com o cantor carioca Rodrigo Amarante e com o cantor norte-americano Devendra Banhart para o álbum beneficente Red hot + Rio 2 (E1 Entertainment, 2011). O repertório rebobina também a gravação de Águas de março (Antonio Carlos Jobim, 1972) feita há 20 anos por Marisa Monte com o cantor e compositor escocês David Byrne para o primeiro volume do projeto fonográfico Red hot + Rio (Antilles / Verve, 1996).

Daทilo disse...

Só 13 faixas? Tem tanto material paralelo à discografia que poderia ser ao menos umas 20! E essa versão de Carinhoso é tão rapidinha, mal tem introdução. Não chega nem a 2 minutos. Quando vê já acabou.

Luca disse...

achei Marisa feita na pintura, ela é mais bonita

Rhenan Soares disse...

A capa é linda!!

Alexandre Teixeira disse...

Achei linda a capa!
Mas não aguento mais esse mistério com a tracklist. Quero saber quais as inéditas e as faixas ao vivo logo pra parar de me iludir com as possibilidades todas nas quais tenho pensado desde que ela anunciou esse disco... :P

Rafael M. disse...

Não é grande coisa a capa, mas também não é ruim...

Rafael M. disse...

Também achei muito pouco ter somente 13 faixas... Poderia (e deveria) ter colocado mais canções raras...

Cassius Burle disse...

Ainda não vi a listagem completa com todas as músicas que compõe o repertório deste cd, mas seria melhor se fosse edição dupla, com um disco contendo os maiores sucessos da carreira dela. Até agora não me interessei em comprar isto.
P.S:A capa é horrorosa demais!!!

Estalactites hemorrágicas disse...

Na pintura, é a própria cantora com um cabelo dois tons abaixo do real. Tá quase um RG da cantante.
Boa capa
E a coletânea, por não ser de músicas do disco de carreira, tem potencial de venda maior.
Boa sacada para envolver um produto dando-lhe roupagem de ineditismo; Horas de estúdio já pagas.

Ricardo Sérgio.

aguiar_luc disse...

A imagem é muito mais bonita que a própria MM.

Jefferson Romero disse...

Pintura lindíssima!!!

Henrique disse...

Que capa linda! Será que vai ter "Onde Andarás" no repertório?

MARIA FERNANDA MARQUES disse...

Que capa linda, que trabalho lindo. Marisa tem ótimas participações em discos de outros artistas e projetos. Acho que não faz o menor sentido lançar um álbum de grandes sucessos pq tem tudo aí em mp3 basta cada fã fazer sua coletânea. Porém juntar músicas gravadas fora do repertório oficial é uma grande sacada pois oficializa as canções em seu legado artístico direto. E Marisa fala tudo antes, quando ela lançou seu último disco ela disse que tinha só mais uma disco em contrato com a universal e seria uma coletânea. E em uma entrevista ao Charles Gavan ela falou que estava organizando e digitalizando todo o seu acervo. Acho que Marisa subverte a fórmula da indústria musical sendo pop e comercial tb. Por isso ela é DIVA

MARIA FERNANDA MARQUES disse...

Que capa linda, que trabalho lindo. Marisa tem ótimas participações em discos de outros artistas e projetos. Acho que não faz o menor sentido lançar um álbum de grandes sucessos pq tem tudo aí em mp3 basta cada fã fazer sua coletânea. Porém juntar músicas gravadas fora do repertório oficial é uma grande sacada pois oficializa as canções em seu legado artístico direto. E Marisa fala tudo antes, quando ela lançou seu último disco ela disse que tinha só mais uma disco em contrato com a universal e seria uma coletânea. E em uma entrevista ao Charles Gavan ela falou que estava organizando e digitalizando todo o seu acervo. Acho que Marisa subverte a fórmula da indústria musical sendo pop e comercial tb. Por isso ela é DIVA

Douglas Carvalho disse...

Adorei a capa. Não é exatamente um "retrato", mas a leitura do artista da imagem da Marisa, que não é, não precisa, nem para é ser literalmente igual. Ou alguém nunca viu a capa de "Recital na Boite Barroco", de Maria Bethânia, com aquele desenho de Luiz Jasmin que é lindíssimo mas é completamente diferente da verdadeira Bethânia? Se fosse pra ser igual seria utilizada uma foto.

Clayton Moreira disse...

Não sei por que esse misterinho com a tracklist... Bobagem!

André disse...

Marisa tem material para lançar um CD duplo ou pelo menos um CD com umas 20 faixas.

Blog do Andinho disse...

Mauro, vc sabe dizer se existe gravação oficial de 'Palavras Ao Vento' na voz de Marisa? Ela cantou essa música em alguns shows na turnê de 2001, e seria um belo presente se esta faixa constasse no tracklist de 'Coleção'.
Um abraço!

Marcelo disse...

Não seria Marisa se não fosse essa capa....;)

ADEMAR AMANCIO disse...

Marisa Monte surgiu sendo saudada como uma linda menina que canta muito bem.Até que ela irritou-se e disse:eu não sou linda,eu sou quase feia-eu concordo com ela.