Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


domingo, 17 de abril de 2016

Reedição de registro ao vivo dá voz a Marília Mendonça no mundo sertanejo

A reedição pela gravadora Som Livre do CD e do DVD Marília Mendonça ao vivo - gravados e lançados de forma independente em 2015 - dá voz neste ano de 2016 a essa artista goiana, de apenas 20 anos, que até então era conhecida somente como compositora no universo pop sertanejo. Para quem nunca associou a música ao nome dela, Marília Mendonça é a compositora de músicas gravadas nos últimos três anos por cantores como Cristiano Araújo (1986 - 2015) (É com ela que eu estou, 2014, parceria de Marília com Juliano Tchula, Hugo De Vecchio e Frederico) e Lucas Lucco (Saudade idiota, 2014) e por duplas como Henrique & Juliano (Cuida bem dela, 2014, parceria de Marília com Maraisa, Juliano Tchula e Daniel Rangel), João Neto e Frederico (Crime perfeito, 2013, parceria de Marília com Gabriel Agra e Juliano Tchula) e Jorge & Mateus (Calma, 2015, parceria de com Daniel Rodrigues, Ednan Willian e Élcio Di Carvalho). Em Marília Mendonça ao vivo, a artista se apresenta como cantora, dando voz - com timbre que evoca o de Roberta Miranda, paraibana que também se projetou primeiramente como compositora no universo sertanejo antes de se lançar como cantora na década de 1980 - a músicas de lavras própria e alheia. De própria autoria, a artista canta músicas como Infiel (Marília Mendonça), Folgado (Marília Mendonça, Vine Show e Juliano Tchula) e Hoje somos só metade (Marília Mendonça, Juliano Tchula, Vinícius Poeta, Junior Gomes e Vine Show). Entre as composições alheias, Marília dá voz a Alô, porteiro (Di Sousa, Adriano Bernardes e Carlos Pitty), entre outras de repertório que totaliza 17 músicas em roteiro que transita pelo brega e por ritmos genericamente rotulados como forró sem diluir a origem sertaneja da artista. Marília Mendonça quer ter voz própria no universo sertanejo...

2 comentários:

Mauro Ferreira disse...

♪ A reedição pela gravadora Som Livre do CD e do DVD Marília Mendonça ao vivo - gravados e lançados de forma independente em 2015 - dá voz neste ano de 2016 a essa artista goiana, de apenas 20 anos, que até então era conhecida somente como compositora no universo pop sertanejo. Para quem nunca associou a música ao nome dela, Marília Mendonça é a compositora de músicas gravadas nos últimos três anos por cantores como Cristiano Araújo (1986 - 2015) (É com ela que eu estou, 2014, parceria de Marília com Juliano Tchula, Hugo De Vecchio e Frederico) e Lucas Lucco (Saudade idiota, 2014) e por duplas como Henrique & Juliano (Cuida bem dela, 2014, parceria de Marília com Maraisa, Juliano Tchula e Daniel Rangel), João Neto e Frederico (Crime perfeito, 2013, parceria de Marília com Gabriel Agra e Juliano Tchula) e Jorge & Mateus (Calma, 2015, parceria de com Daniel Rodrigues, Ednan Willian e Élcio Di Carvalho). Em Marília Mendonça ao vivo, a artista se apresenta como cantora, dando voz - com timbre que evoca o de Roberta Miranda, paraibana que também se projetou primeiramente como compositora no universo sertanejo antes de se lançar como cantora na década de 1980 - a músicas de lavras própria e alheia. De própria autoria, a artista canta músicas como Infiel (Marília Mendonça), Folgado (Marília Mendonça, Vine Show e Juliano Tchula) e Hoje somos só metade (Marília Mendonça, Juliano Tchula, Vinícius Poeta, Junior Gomes e Vine Show). Entre as composições alheias, Marília dá voz a Alô, porteiro (Di Sousa, Adriano Bernardes e Carlos Pitty), entre outras de repertório que totaliza 17 músicas em roteiro que transita pelo brega e por ritmos genericamente rotulados como forró sem diluir a origem sertaneja da artista. Marília Mendonça quer ter voz própria no universo sertanejo...

Revi Silva disse...

Uma cantora com uma voz que a muito tempo não se via.

Mas as letras que falam de traiçoes e conquistas baratas mostram que essa cantora parece ser apenas mais um, na busca por fama e riquesa imediata!

Sem se importar muito se esse repertório banal vai garantir por muitos anos o futuro de sua carreira