Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


quinta-feira, 14 de abril de 2016

Eis as 13 músicas do disco 'Coleção', a primeira compilação de Marisa Monte

Tango lançado em 1922, Fumando espero (Juan Viladomat Masanas e Félix Garz) é a maior surpresa dentre os 13 fonogramas selecionados por Marisa Monte para compor o repertório de Coleção, primeira compilação da cantora e compositora carioca. O tango nunca foi lançado em disco por Marisa. Outra boa surpresa é a música Cama, parceria de Marisa com Arnaldo Antunes e Carlinhos Brown - também inédita em disco - que se chamava Uma palavra, tendo sido gravada para a trilha sonora do filme Era uma vez (Brasil, 2008), nunca editada em CD. Música composta por Dorival Caymmi (1914 - 2008) com versos do escritor Jorge Amado (1912 - 2001) e lançada pelo cantor baiano em disco de 1941, É doce morrer no mar também integra Coleção na gravação feita por Marisa Monte com Cesaria Évora (1941 - 2011) para Café Atlântico (Lusafrica, 1999), álbum da cantora africana de Cabo Verde. Programada para chegar ao mercado fonográfico em 29 de abril de 2016, em edição do selo Phonomotor Records distribuída via Universal Music, a coletânea também rebobina registros de Alta noite (Arnaldo Antunes, 1993) - o feito por Marisa para o primeiro álbum solo do amigo Arnaldo Antunes, Nome (BMG-Ariola, 1993) - e de Volta meu amor (Manacéa e Áurea Maria, 1977), samba gravado por Marisa com a Velha Guarda da Portela para Tudo azul (Phonomotor / EMI Music, 2000), álbum dos bambas da escola de samba do Rio de Janeiro. Eis as 13 músicas (e os respectivos compositores e origens) de Coleção, compilação que reproduz na capa (inédita) pintura feita em 2010 pelo artista plástico italiano Francesco Clemente:

1. Nu com a minha música (Caetano Veloso, 1981)
  Gravação feita com o cantor carioca Rodrigo Amarante e com o cantor norte-americano

    Devendra Banhart para o álbum beneficente Red hot + Rio 2 (E1 Entertainment, 2011)

2. Cama (Uma palavra) (Marisa Monte, Arnaldo Antunes e Carlinhos Brown, 2008)
  Gravação (com nova voz) da trilha sonora do filme Era uma vez (Brasil, 2008)

3. É doce morrer no mar (Dorival Caymmi e Jorge Amado, 1941)
  Gravação feita para álbum de Cesaria Évora, Café Atlântico (Lusafrica, 1999)

4. Carinhoso (Pixinguinha e João de Barro, 1917 / 1937)
  Gravação com Paulinho da Viola para a trilha do filme Meu tempo é hoje (Brasil, 2003)

5. Alta noite (Arnaldo Antunes, 1993)
  Gravação feita para o primeiro álbum solo de Arnaldo Antunes, Nome (BMG, 1993)

6. A primeira pedra (Marisa Monte, Arnaldo Antunes e Carlinhos Brown, 2006)
 Gravação ao vivo feita em 2011 com o músico argentino Gustavo Santaolalla

7. Dizem que o amor (Francisco Santana e Argemiro Patrocínio, 2002)
 Gravação feita para o álbum Argemiro Patrocínio (Phonomotor Recors / EMI Music, 2002)

8. Ilusão (Ilusión) (Julieta Venegas, 2008, com versos em português de Marisa Monte e
    Arnaldo Antunes, 2008)
  Gravação ao vivo com Julieta Venegas do álbum iTunes live from São Paulo (2011)

9. Esqueça (Forget him) (Mark Anthony, 1963, em versão de Roberto Corte Real, 1966)
♪  Gravação da trilha do filme Casseta & Planeta - A taça do mundo é nossa (Brasil, 2003)

10. Chuva no mar (Marisa Monte e Arnaldo Antunes, 2014)
    Gravação feita para álbum da artista portuguesa Carminho, Canto (Warner Music, 2014)

11. Fumando espero (Juan Viladomat Masanas e Félix Garz, 1922, versão de Eugênio Paes)
    Gravação ao vivo de 2009, inédita em disco, extraída de show com Café de Los Maestros

12. Volta meu amor (Manacéa e Áurea Maria, 1972)
    Gravação de álbum da Velha Guarda da Portela, Tudo azul (Phonomotor / EMI, 2000)

13. Águas de março (Antonio Carlos Jobim, 1972) / Waters of march
   Gravação com David Byrne para o álbum beneficente Red hot + Rio (Antilles / Verve, 1996)

33 comentários:

Mauro Ferreira disse...

♪ Tango lançado em 1922, Fumando espero (Juan Viladomat Masanas e Félix Garz) é a maior surpresa dentre os 13 fonogramas selecionados por Marisa Monte para compor o repertório de Coleção, primeira compilação da cantora e compositora carioca. O tango nunca foi lançado em disco por Marisa. Outra boa surpresa é a música Cama, parceria de Marisa com Arnaldo Antunes e Carlinhos Brown - também inédita em disco - que se chamava Uma palavra, tendo sido gravada para a trilha sonora do filme Era uma vez (Brasil, 2008), nunca editada em CD. Música composta por Dorival Caymmi (1914 - 2008) com versos do escritor Jorge Amado (1912 - 2001) e lançada pelo cantor baiano em disco de 1941, É doce morrer no mar também integra Coleção na gravação feita por Marisa Monte com Cesaria Évora (1941 - 2011) para Café Atlântico (Lusafrica, 1999), álbum da cantora africana de Cabo Verde. Programada para chegar ao mercado fonográfico em 29 de abril de 2016, em edição do selo Phonomotor Records distribuída via Universal Music, a coletânea também rebobina registros de Alta noite (Arnaldo Antunes, 1993) - o feito por Marisa para o primeiro álbum solo do amigo Arnaldo Antunes, Nome (BMG-Ariola, 1993) - e de Volta meu amor (Manacéa e Áurea Maria, 1977), samba gravado por Marisa com a Velha Guarda da Portela para Tudo azul (Phonomotor / EMI Music, 2000), álbum dos bambas da escola de samba do Rio de Janeiro. Eis as 13 músicas (e os respectivos compositores e origens) de Coleção, compilação que reproduz na capa (inédita) pintura feita em 2010 pelo artista plástico italiano Francesco Clemente:

1. Nu com a minha música (Caetano Veloso, 1981)
♪ Gravação feita com o cantor carioca Rodrigo Amarante e com o cantor norte-americano
Devendra Banhart para o álbum beneficente Red hot + Rio 2 (E1 Entertainment, 2011)

2. Cama (Uma palavra) (Marisa Monte, Arnaldo Antunes e Carlinhos Brown, 2008)
♪ Gravação da trilha sonora do filme Era uma vez (Brasil, 2008)

3. É doce morrer no mar (Dorival Caymmi e Jorge Amado, 1941)
♪ Gravação feita para álbum de Cesaria Évora, Café Atlântico (Lusafrica, 1999)

4. Carinhoso (Pixinguinha e João de Barro, 1917 / 1937)
♪ Gravação com Paulinho da Viola para a trilha do filme Meu tempo é hoje (Brasil, 2003)

5. Alta noite (Arnaldo Antunes, 1993)
♪ Gravação feita para álbum de Arnaldo Antunes, Nome (BMG, 1993)

6. A primeira pedra (Marisa Monte, Arnaldo Antunes e Carlinhos Brown, 2006)
♪ Gravação ao vivo feita em 2011 com o músico argentino Gustavo Santaolalla

7. Dizem que o amor (Francisco Santana e Argemiro Patrocínio, 2002)
♪ Gravação feita com o cantor Argemiro Patrocínio (1923 - 2003) para o álbum Argemiro
Patrocínio (Phonomotor Recors / EMI Music, 2002)

8. Ilusión (Ilusão) (Julieta Venegas, 2008)
♪ Gravação feita com Julieta Venegas para o álbum MTV Unplugged (Sony Music, 2008)

9. Esqueça (Forget him) (Mark Anthony, 1963, em versão de Roberto Corte Real, 1966)
♪ Gravação da trilha do filme Casseta & Planeta - A taça do mundo é nossa (Brasil, 2003)

10. Chuva no mar (Marisa Monte e Arnaldo Antunes, 2014)
♪ Gravação feita para álbum da cantora portuguesa Carminho, Canto (Warner Music, 2014)

11. Fumando espero (Juan Viladomat Masanas e Félix Garz, 1922)
♪ Gravação inédita em disco

12. Volta meu amor (Manacéa e Áurea Maria, 1977)
♪ Gravação de álbum da Velha Guarda da Portela, Tudo azul (Phonomotor / EMI, 2000)

13. Águas de março (Antonio Carlos Jobim, 1972) / Waters of march
♪ Gravação com David Byrne para o álbum beneficente Red hot + Rio (Antilles / Verve, 1996)

Alison Gonçalves disse...

Uma pena "Músico", com C. Brown e Bebo Valdés, ter ficado de fora. A saber: https://www.youtube.com/watch?v=y6iRCAg0iQ8

Valeu, Mauro!

Alexandre Teixeira disse...

Lixo. L-i-x-o. LIIIIXOOOOO.
Não tinha como ficar pior e mais preguiçosa essa tracklist. DETESTEI.
Pior das decepções que já tive com essa mulher até hoje.
Desgosto.

Daทilo disse...

Vou comprar só porque tenho tudo da Marisa, mas das 13 faixas, 11 delas estou até meio enjoado de ouvir da minha coletânea particular. Mas não deixa de ser um belo disco.

Rafael M. disse...

Excelente relação de músicas, mas deveria ter entrado mais de 20 faixas para esse álbum... 13 faixas é muito pouco... Deveria ser um álbum duplo...

aguiar_luc disse...

Divino!

Luis Felipe Cavalcanti disse...

Desnecessário! Acho que é a única palavra que cabe para esse CD! Até cheguei a apostar, junto com muitos que comentam no blog, que era provável uma "coleção" com cara de disco inédito... Quanta falta de boa vontade! Tantas músicas executadas em shows sem que houvesse registro! Tenho certeza que todos que acompanham o trabalho dela com mais afinco possuem essas músicas compiladas em algum lugar do PC. Marisa, me desculpe, mas além de desnecessário o CD só demonstra um comodismo chato de sua parte!

Luis Felipe Cavalcanti disse...

Só mesmo a CEU com o TROPIX para salvar esse marasmo que tem sido a MPB...

Maristela Js disse...

Para quem esperava algo inédito...Cedo ou tarde, Para o amor que se perdeu, Da aurora até o Luar ou Onde andarás ocupariam bem o lugar de Alta noite e A primeira pedra.

Clayton Moreira disse...

E "Onde andarás", com o Conjunto Época de Ouro, do disco "Café Brasil" de 2000, ficou de fora!

Roberto de Brito disse...

Poucas faixas. Pena que "Onde andarás" não entrou! Daqui há alguns anos sai um Vol. 2.

Leonardo Cidreira disse...

Achei um tanto preguiçosa da parte da parte da Marisa e sua "comitiva"...
Se for pra fazer, faz direito! inúmeras participações e "b-sides" ficaram de fora!
Ótimas músicas pouco executadas e desconhecidas do público q ouve mpb...

Mais um na multidão com Erasmo Carlos
Nunca mais com João Donato
Da Aurora até o Luar com Dadi
Algumas com A. Antunes e C. Brown...

Já a capa... não curti mesmo!! Mas a gente acaba se acostumando!! rsrsrs

Deixo a dica para colecionadores, garimpeiros e aqueles q estão querendo trocar seus cds com capas velhas e discos riscados e que já é de grande conhecimento da turma que curte música:

Sua discografia vende nas Lojas Americanas, cada cd a r$9,90 !!
Fora os sebos espalhados pela cidade q vendem mm, mais, verde anil e barulhinho bom e etc,
todos da época de lançamento (Sem aquele código AA000100)
entre r$ 3,00 a r$ 5,00 praticamente novos...

Aldo disse...

Até agora não consegui entender o propósito desse disco...

Marcelo Barbosa disse...

Já eu gostei MUITO! Apesar de ter quase tudo, salve Marisa! Até mesmo para coletâneas ela é dona de si! Permitir coletâneas a base de músicas existentes em cd's oficiais é fazer o jogo da indústria.
Está mais do que CERTA! Tem mais é que VETAR e não ludibriar seus fãs.
Adorei a escolha do repertório!! Vou comprar!!

Marcelo Barbosa disse...

Também senti falta do Onde Andarás. Aliás, o Café Brasil volumes 1 e 2 são maravilhosos! Biscoito finíssimo onde sambregueiros e sambregueiras não tiveram vez!!!

Mauro Silva disse...


Gostei da capa...mas confesso que esperava + canções.
Para quem acompanha a Marisa desde o primeiro CD, sabe que existe muito material além das 13 faixas apresentadas.

Achei preguiçoso...poderia ser melhor.

Fabio disse...

Parece que vai ser um disco bem meloso, daqueles que você ouve pra logo dormir.

O blog disse...

Esperava algo tipo da série "Perfil" da Somlivre. Acho que Marisa poderia sim, lançar uma coletânea dupla com seus maiores sucessos e músicas no qual ela gosta mais. E sobre esse disco, ficou faltando muitas músicas legais. uma pena.

Henrique disse...

"Alta Noite" e "Chuva no Mar" são fáceis de acessar, não precisavam ser rebobinadas aqui... Preferia mais participações em discos coletivos do que em discos de colegas. "Onde Andarás" de fora doeu. E inéditas mesmo nada.

Estalactites hemorrágicas disse...

Vão por mim:
se esse produto, vender bem, em menos de dois tempos ela estará lançando o coleção II - o retorno, com as músicas que faltaram e que o andar de cima ai tá pedindo (isso se algumas delas não possuírem imbróglios de direitos autorais envolvidos).


Não tá fácil prá ninguém.

Ricardo Sérgio

leonardo barcelos disse...

A reação no Facebook foi bastante negativa, aqui não ficou muito atrás. De qualquer maneira é um belo disco, mas ao que parece poderia mesmo ser melhor. Minha teoria é que estão guardando material pra um 'Coleção Vol 2' futuramente.

Raffa disse...

Disco de entressafra :(

Exceto por "Universo ao Meu Redor", desde "Barulhinho Bom", Marisa não lança um disco inspirado. Em 2006, ao ler que Pupilo, Seu Jorge e Adriana Calcanhotto figuravam na ficha técnica dos discos duplos, achei que a sonoridade dela se renovaria, uma vez que a dobradinha "Memórias + Tribalistas" já dava sinais de desgaste, algo também sentido no material inédito lançado pelos parceiros dela Arnaldo Antunes e Carlinhos Brown, nos discos "Saiba" e "A Gente Ainda Não Sonhou", respectivamente.

Em 2011, saiu "O Que Você Quer Saber de Verdade" com a mesma sonoridade da década passada e um repertório mais irregular ainda, mesmo incluindo Domenico, Pupilo, Dengue, Lucio Maia, Rodrigo Amarante e os já costumeiros Carlinhos Brown e Arnaldo Antunes, na ficha técnica...

Desisti de esperar algo novo, empolgante e verdadeiro de Marisa. Parece que a preguiça a dominou, assim como ocorreu à Jorge Ben Jor.

Definitivamente, a que eu gosto, ficou nos 90.

André M. Amorim disse...

Pois é... Bem preguiçoso e meloso mesmo... Preferiu colocar hit do Fábio Júnior (Esqueça), clássicos já eternizadas na voz de terceiros (É Doce Morrer no Mar, Carinhoso, Águas de Março), quatro Tribalistas e até mesmo um samba (Volta meu Amor) que todo mundo que curte MM já deve ter o cd em casa. Tinha repertório para oferecer uma Coleção mais atrativa e inédita. Ainda não ouvi todas as músicas com a voz dela mas dou três estrelas (rsrsrsrs).

Luiz Phillipe Tavares disse...

Penso que os mais decepcionados são os que seguem sempre Marisa e sabem sobre os trabalhos registrados mas nunca lançados,objetos de desejo, inclusive meu.
Porém, raciocinando friamente,é um belo trabalho no sentido de que muitas pessoas sequer sabem que Marisa as gravou. Para estas será um prato cheio.
A Pré-venda na Cultura me deu uma pequena esperança de haja um volume 2,mas acho que foi mesmo um erro. Também não creio que haverá shows.

TaTTo disse...

Aguas de Março? Tá de brincadeira...

BIGODE disse...

Concordo com o amigo que citou o disco da Céu, grata surpresa esse ano...grande disco

Mas gostei do repertório da Marisa, compra certa...e esperar mais uns vinte anos por um de inéditas

Bernardo Barroso Neto disse...

Também fiquei decepcionado. Esperava que pelo menos tivessem mais músicas nessa coleção. Fora de que muitas dessas gravações não são exatamente raridade.

Victor Moraes, disse...

Quando li a primeira notícia de coletânea já imaginei logo "1. Beija Eu 2. Não vá embora ...". Por isso eu não achei a tracklist final de todo ruim.



Deve ser [bem] difícil ser ídolo de vocês!

ADEMAR AMANCIO disse...

Coletânea é só isso mesmo gente.

ADEMAR AMANCIO disse...

'Fumando espero' é a cara da Ângela Maria.Marisa Monte,alheia ao politicamente correto,vai relançar uma música que diz: Antes de adormecer,é o fumar um prazer.A música já foi chamada de tango tabagista por um crítico da Folha.

Unknown disse...

Também esperava algo melhor... mas num mundo país onde Bethânia ..Caetano...Chico tem várias coletâneas... não acho que foi comodismo se preocupar em colocar músicas que ficavam espalhadas ...mas esperava mais...

A Ricardo Tavaris disse...

Também esperava algo melhor... mas num mundo país onde Bethânia ..Caetano...Chico tem várias coletâneas... não acho que foi comodismo se preocupar em colocar músicas que ficavam espalhadas ...mas esperava mais...

Lécio disse...

Uma ou outra novidade entre canções manjadézimas! OK talvez esse disco seja um deleite e uma maravilha para quem não acompanha xiitamente a carreira da Marisão, mas pra mim por exemplo tá bem marromeno... Enfim, estou pixando mas vou acabar ouvindo e me deliciando que já me conheço rs