Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


sexta-feira, 22 de abril de 2016

Nolasco dilui intenções de músicas de Nando, Rita, Justin e Sam em EP fraco

Resenha de EP
Título: Mariana Nolasco
Artista: Mariana Nolasco
Gravadora: Biscoito Fino
Cotação:

Somente a crise econômica que aniquila o mercado fonográfico brasileiro - afetando sobretudo as vendas de CDs e DVDs - explica o investimento da gravadora Biscoito Fino no descafeinado som acústico de Mariana Nolasco. Fenômeno adolescente da web, por conta dos milhões de visualizações dos clipes que vem postando no YouTube desde 2011, a cantora e compositora paulista de recém-completados 18 anos lança hoje, 22 de abril de 2016, o EP Mariana Nolasco com registros de quatro criações alheias. Munida da voz ainda imatura e do violão juvenil, Nolasco nada acrescenta à canção All-star (2000), na qual o compositor Nando Reis imprimiu todo o sentimento que nutria pela amiga Cássia Eller (1962 - 2001). Em Reza (Rita Lee e Roberto de Carvalho, 2012), Nolasco dissolve na levada do ukelele toda a roqueira fúria santa do tema que batizou álbum lançado por Rita Lee há quatro anos. Já a abordagem insossa de Sorry (Justin Bieber, Sonny Moore, Michael Tucker, Julia Michaels e Justin Tranter, 2015) transmuta a canção-hit do repertório do cantor e compositor Justin Bieber da pista electro-house pop original para o universo acústico sem valorizar as intenções da letra. Por fim, ao dar voz anêmica a Stay with me (Sam Smith, Jeff Lynne, Will Fell, Tom Petty e James Napier, 2014), Nolasco dissolve toda a alma soul da canção de Sam Smith, gravada originalmente com coro gospel que valoriza o sentimento dos versos do artista britânico. Enfim, por mais que o pop folk de cantores como o britânico Ed Sheeran estejam em evidência, Mariana Nolasco não diz a que veio como intérprete, soando no EP como nuvem passageira dentre tantas que somem na web, após um tempo de culto, sem deixar vestígios. A edição do disco via Biscoito Fino destoa do nobre histórico de gravadora associada à melhor música produzida no Brasil.

17 comentários:

Mauro Ferreira disse...

♪ Somente a crise econômica que aniquila o mercado fonográfico brasileiro - afetando sobretudo as vendas de CDs e DVDs - explica o investimento da gravadora Biscoito Fino no descafeinado som acústico de Mariana Nolasco. Fenômeno adolescente da web, por conta dos milhões de visualizações dos clipes que vem postando no YouTube desde 2011, a cantora e compositora paulista de recém-completados 18 anos lança hoje, 22 de abril de 2016, o EP Mariana Nolasco com registros de quatro criações alheias. Munida da voz ainda imatura e do violão juvenil, Nolasco nada acrescenta à canção All-star (2000), na qual o compositor Nando Reis imprimiu todo o sentimento que nutria pela amiga Cássia Eller (1962 - 2001). Em Reza (Rita Lee e Roberto de Carvalho, 2012), Nolasco dissolve na levada do ukelele toda a roqueira fúria santa do tema que batizou álbum lançado por Rita Lee há quatro anos. Já a abordagem insossa de Sorry (Justin Bieber, Sonny Moore, Michael Tucker, Julia Michaels e Justin Tranter, 2015) transmuta a canção-hit do repertório do cantor e compositor Justin Bieber da pista electro-house pop original para o universo acústico sem valorizar as intenções da letra. Por fim, ao dar voz anêmica a Stay with me (Sam Smith, Jeff Lynne, Will Fell, Tom Petty e James Napier, 2014), Nolasco dissolve toda a alma soul da canção de Sam Smith, gravada originalmente com coro gospel que valoriza o sentimento dos versos do artista britânico. Enfim, por mais que o pop folk de cantores como o britânico Ed Sheeran estejam em evidência, Mariana Nolasco não diz a que veio como intérprete, soando no EP como nuvem passageira dentre tantas que somem na web, após um tempo de culto, sem deixar vestígios. A edição do disco via Biscoito Fino destoa do nobre histórico de gravadora associada à melhor música produzida no Brasil.

Thais Alícia disse...

O que espanta, e muito, muito mesmo, é o fato de ela estar na Biscoito Fino. E o que mais espanta são os milhões de visualizações em seus vídeos. Mas assim como Anitta, com voz e dicção péssima, e músicas insossas, essa menina ainda tem chance de levar umas 3 estrelas do Mauro. Desiste não!

André M. Amorim disse...

Nossa... Pelos comentários esse EP só fez estragos... Não conheço nada dessa moça mas vou ver se acho aqui na web para ter uma opinião.

André M. Amorim disse...

Ouvi várias músicas... Tem boas chances no estilo *Voz de Barzinho* nas praias do nordeste...

Unknown disse...

Gostei de ler! Precisamos de críticos que digam o que deve ser dito, como nesse post que comento agora! 👏

Ana Carolina Alencar disse...

Lá vem chicotada nos nordestinos!!!! Nos sofremos mas mantemos nossa cabeça erguida e ouvidos apurados até para opinar no Blog do Mauro que mais uma vez foi cirúrgico nas suas colocações, Mariana Nolasco destoa realmente na Biscoito Fino, poderia continuar com seus clips no YouTube, já é o bastante, nenhum potencial para alçar vôos mais altos... Grande abraço Mauro!!!!

Anderson Lopes disse...

Pelo visto o Mauro vai levar para sempre a marca das "3 estrelas da Anitta"...

Espero que a Biscoito Fino não mude a receita. Que esse EP seja só um deslize.

André M. Amorim disse...

Oi Ana. Eu moro e trabalho no nordeste a 20 anos e gosto de muitas coisas dessa região, de muitas cidades e de muitas paisagens. Mas percebo o quanto convencionou-se nas principais cidades daqui, especialmente no litoral, que bares /restaurantes precisam ter as *músicas de barzinho* (i.e. onde ninguém presta atenção em quem está cantando e tocando). Além do repertório bem pobrinho que os consumidores são obrigados a ouvir e em alguns casos até pagar o couvert. Hits de Renato Russo, Djavam, Ana Carolina e Lulu Santos estão entre os mais tocados por todos esses profissionais da música. Oceano e aquela do *eu levo a sério mas você desfaz* ambas do Djavam chegam a enjoar. Então não tem nada de *chicotada* nos nordestinos, não sei de onde você tirou isso... Quem sabe se a Mariana Nolasco começa a cantar em barzinho e brinda o público com um repertório diferente? Pelo que eu vi no youtube ela é bem eclética e toca coisas diferentes de *Andança* e de *Flor de Lys*...

ADEMAR AMANCIO disse...

Coitada da moça,tomara que ela não passe por aqui.

Amanda Pedrosa disse...

Achei bem ruim também. Eu conhecia a Mariana do instagram, nem sabia que ela era cantora. Parece uma Manu Gavassi acústica.

Mauro, eu só não entendo porque você critica esse pessoal (com razão) e acabou elogiando o Tiago Iorc. Ele faz parte dessa safra.

Abraços

Mauro Ferreira disse...

Amanda, o Iorc tem um trabalho autoral que, embora soe irregular para mim, o põe anos-luz à frente de Mariana Nolasco. A única semelhança é o tom pop folk que une o som dos dois artistas. No mais, Iorc - além de ser compositor - é um cantor carismático que dá conta do recado ao interpretar as canções que compõe. Tanto que vem lotando shows pelo Brasil. Abs, MauroF

Amanda Pedrosa disse...

Mauro, mas lotar shows não significa qualidade, necessariamente... A Nolasco tem mais de 2 milhões de seguidores no instagram, ela é uma it girl, tem fãs. Tenho certeza que ela tem um público numeroso, claro que nem tanto quanto o Iorc por ele ter mais tempo de carreira, mas ela está sim caminhando para isso. E ela também é carismática, assim como ele.

Não vejo qualidade em nenhum deles.

Marcelo Barbosa disse...

Que me desculpe o Mauro, mas esse conceito final sobre a gravadora Biscoito Fino há muito tempo tem deixado de ser.
Tem muito medalhão, ou melhor, medalhona, fazendo Bolacha Maria disfarçada de Biscoito Fino que de fino só tem o nome. rs
Abs

Rafael M. disse...

Também achei essa cantora muito fraquinha... Nem para barzinho serve para cantar... Achei a voz dela muito enjoativa...

Ronaldo Muniz disse...

a biscoito fino não vai acrescentar nada para ela.
the voice kids seria o caminho certo para maior exposição.

Marcelo disse...

Engodo de outono...vai sumir rapidinho...

Snickaman disse...

De tanto comentário aqui,tive que ouvir as musicas.E um EP ainda é muito longo pela insossidade dessa menina.Deveria só lançar meia musica,rsrs.Mas ela é muito fraca,pegou as musicas e só regravou.Só serve pra comprovar duas coisas:1)o Youtube,quando mal usado,serve pra revelar pseudocelebridades como essa.2)daqui a pouco a Biscoito Fino vai lançar o MC Bin Laden.

Sobre o Tiago Iorc,que falaram acima:ouvi o Troco Likes e ainda está no meu playlist.Tanto que tenho o disco e recomendo.