Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


quarta-feira, 20 de abril de 2016

Hamilton toca sambas e canções de Chico em CD que traz cantora espanhola

O bandolinista Hamilton de Holanda vai além do samba de Chico Buarque no repertório de Samba de Chico, álbum que chega ao mercado fonográfico a partir de sexta-feira, 22 de abril de 2016, em edição da gravadora Biscoito Fino. Ao longo de 16 músicas alocadas em 15 faixas, Hamilton também toca belas canções de amor dilacerado como Trocando em miúdos (Francis Hime e Chico Buarque, 1977). A cantora espanhola Silvia Pérez Cruz, aliás, solta a voz na canção Atrás da porta (Francis Hime e Chico Buarque, 1972) e no bolero O meu amor (Chico Buarque, 1977). Samba de Chico (veja capa à esquerda) traz o próprio Chico Buarque em outras duas faixas, os sambas Vai trabalhar vagabundo (Chico Buarque, 1976) e A volta do malandro (Chico Buarque, 1985). Além do inédito tema instrumental autoral que dá lhe dá título, Samba de Chico, o disco traz no repertório músicas como Morena de Angola (Chico Buarque, 1980), Piano na Mangueira (Antonio Carlos Jobim e Chico Buarque, 1992), A Rita (Chico Buarque, 1966), Samba do grande amor (Chico Buarque, 1983), Quem te viu, quem te vê (Chico Buarque, 1967), Roda viva (Chico Buarque, 1967), A banda (Chico Buarque, 1966), Samba e amor (Chico Buarque,1969) e medley que une duas músicas de 1971, Construção e Deus lhe pague.

5 comentários:

Mauro Ferreira disse...

♪ O bandolinista Hamilton de Holanda vai além do samba de Chico Buarque no repertório de Samba de Chico, álbum que chega ao mercado fonográfico a partir de sexta-feira, 22 de abril de 2016, em edição da gravadora Biscoito Fino. Ao longo de 16 músicas alocadas em 15 faixas, Hamilton também toca belas canções de amor dilacerado como Trocando em miúdos (Francis Hime e Chico Buarque, 1977). A cantora cubana Silvia Pérez Cruz, aliás, solta a voz na canção Atrás da porta (Francis Hime e Chico Buarque, 1972) e no bolero O meu amor (Chico Buarque, 1977). Samba de Chico (veja capa à esquerda) traz o próprio Chico Buarque em outras duas faixas, os sambas Vai trabalhar vagabundo (Chico Buarque, 1976) e A volta do malandro (Chico Buarque, 1985). Além do inédito tema instrumental autoral que dá lhe dá título, Samba de Chico, o disco traz no repertório músicas como Morena de Angola (Chico Buarque, 1980), Piano na Mangueira (Antonio Carlos Jobim e Chico Buarque, 1992), A Rita (Chico Buarque, 1966), Samba do grande amor (Chico Buarque, 1983), Quem te viu, quem te vê (Chico Buarque, 1967), Roda viva (Chico Buarque, 1967), A banda (Chico Buarque, 1966), Samba e amor (Chico Buarque,1969) e medley que une duas músicas de 1971, Construção e Deus lhe pague.

Luca disse...

um grande compositor tocado por um grande músico só pode ter resultado em um grande disco

Rafael M. disse...

Esse disco será show... A seleção do repertório é mais do que primorosa... Só canção boa! Mais o que é mais tenebroso no meio disso tudo é essa capa feia... Não tem nada a ver com o universo das canções de Chico... Poderiam ter feito algo bem sacado, bem elaborado.

Bernardo Barroso Neto disse...

Esse cd com certeza está imperdível.

Rodrigo Francisco disse...

Comprei o disco, muito bom!