Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


sábado, 2 de abril de 2016

Bailão eletro-popular de Ana & Jorge tem hits de Cassiano, Elson e Prêntice

SÃO PAULO (SP) - Em 1985, o cantor fluminense Prêntice Maciel Teixeira (1956 - 2005) - conhecido como Prêntice - conseguiu um sucesso popular ao gravar um compacto pela RCA com Não diga nada (Prêntice, Ed Wilson, Gilson e Ronaldo Bastos, 1985), melodiosa canção romântica que ganha as vozes de Ana Carolina e Seu Jorge 36 anos após ser propagada em escala nacional na trilha sonora da novela Ti-ti-ti (TV Globo, 1985). Revivida com reverência à arquitetura melódica da canção, Não diga nada é uma das surpresas do roteiro do show da turnê nacional Mais uma vez Ana & Jorge. O show teve estreia nacional na noite de ontem, 1º de abril de 2016, na Citibank Hall, na cidade de São Paulo (SP). Além de Não diga nada, a dupla surpreendeu ao dar voz a uma outra balada propagada em novela das 19h da Globo. Ana e Jorge revivem Coleção (Cassiano e Paulo Zdanowski, 1976), bela canção de alma soul lançada há 40 anos pelo cantor e compositor paraibano Cassiano no segundo álbum solo, Cuban soul (Polydor, 1976), e difundida em 1977 na trilha sonora da novela Locomotivas (TV Globo, 1977). Em momento solo, Jorge também cantou Talismã (Michael Sullivan e Paulo Massadas, 1989), samba propagado na voz do cantor fluminense conhecido como Elson do Forrogode. Sucessos do compositor paulistano Adoniran Barbosa (1910 - 1982) e do Trio Preto + 1 - Tiro ao Álvaro (Adoniran Barbosa e Osvaldo Molles, 1980) e Sábado e domingo (Nenê Brown e Alexandre França, 2012), respectivamente - também entraram em cena no bailão eletro-popular feito por Ana e Jorge com as adesões das programações e teclados pilotados por Mikael Mutti e Rodrigo Tavares. Mas a base do repertório é formada por hits de Ana e Jorge. Eis o roteiro seguido em 1º de abril de 2016 por Ana Carolina e Seu Jorge - em foto de Mauro Ferreira - na estreia nacional do show da turnê que reúne os (ótimos) cantores onze anos após o sucesso de show de vozes & violões que virou DVD e CD ao vivo:

1. Tanta saudade (Djavan e Chico Buarque, 1983)
2. Pole dance (Ana Carolina e Edu Krieger, 2013)

3. Mina do condomínio (Seu Jorge, Pretinho da Serrinha, Gabriel Moura e Pierre Aderne, 2007)
4. Cantinho (Ana Carolina e Gastão Villeroy, 2006)
5. Chatterton (Serge Gainsbourg, 1967, em versão em português de Seu Jorge, 2004)
6. É isso aí (The blower's daughter) (Damien Rice, 2002, em versão em português de Ana
    Carolina, 2005)
7. Mais uma vez (Nós dois) (Ana Carolina, Dudu Falcão, Gabriel Moura e Leandro Fab, 2016)
8. Quem não quer sou eu (Seu Jorge, Gabriel Moura e Adriano Trindade, 2011)
9. Não diga nada (Prêntice, Ed Wilson, Gilson e Ronaldo Bastos, 1985)
10. Coleção (Cassiano e Paulo Zdanozwski, 1976)
11. Sábado e domingo (Nenê Brown e Alexandre França, 2012)
12. Vox populi (Ana Carolina, 2003)
13. Comparsas (Ana Carolina e Seu Jorge, 2005)
14. O pequinês e o pitbull (Gabriel Moura, Jovi Joviniano e Aranha, 2001)
15. Tiro ao Álvaro (Adoniran Barbosa e Osvaldo Molles, 1980)
16. Chiclete com banana (Gordurinha e Almira Castilho, 1958)
17. Mal acostumada (Meg Evans e Ray Araújo, 1997)
18. Pra rua me levar (Ana Carolina e Antonio Villeroy, 2001)
19. Talismã (Michael Sullivan e Paulo Massadas, 1989)
20. São Gonça (Seu Jorge, 1998)
21. Carolina (Seu Jorge, 2001)
22. Sinais de fogo (Ana Carolina e Antonio Villeroy, 2003)
23. Amiga da minha mulher (Seu Jorge, Gabriel Moura, Pretinho da Serrinha e Rogê, 2001)
24. Rosas (Antonio Villeroy, 2006)
25. Alma de guerreiro (Seu Jorge, Gabriel Moura, Pretinho da Serrinha e Leandro Fab 2012)
26. Elevador (Livro do esquecimento) (Ana Carolina, 2003)
27. Burguesinha (Seu Jorge, Gabriel Moura e Pretinho da Serrinha, 2007)
28. Garganta (Antonio Villeroy, 1999)
Bis:
29. Mais uma vez (Nós dois) (Ana Carolina, Dudu Falcão, Gabriel Moura e Leandro Fab, 2016)
30. O beat da beata (Ana Carolina e Seu Jorge, 2003)

9 comentários:

Mauro Ferreira disse...

♪ Em 1985, o cantor fluminense Prêntice Maciel Teixeira (1956 - 2005) - conhecido somente como Prêntice - conseguiu um sucesso popular ao gravar um compacto pela RCA com Não diga nada (Prêntice, Ed Wilson, Gilson e Ronaldo Bastos, 1985), melodiosa canção romântica que ganha as vozes de Ana Carolina e Seu Jorge 36 anos após ser propagada em escala nacional na trilha sonora da novela Ti-ti-ti (TV Globo, 1985). Revivida com reverência à arquitetura melódica da canção, Não diga nada é uma das surpresas do roteiro do show da turnê nacional Mais uma vez Ana & Jorge. O show teve estreia nacional na noite de ontem, 1º de abril de 2016, na Citibank Hall, na cidade de São Paulo (SP). Além de Não diga nada, a dupla surpreendeu ao dar voz a uma outra balada propagada em novela das 19h da Globo. Ana e Jorge revivem Coleção (Cassiano e Paulo Zdanowski, 1976), bela canção de alma soul lançada há 40 anos pelo cantor e compositor paraibano Cassiano no segundo álbum solo, Cuban soul (Polydor, 1976), e difundida em 1977 na trilha sonora da novela Locomotivas (TV Globo, 1977). Em momento solo, Jorge também cantou Talismã (Michael Sullivan e Paulo Massadas, 1989), samba propagado na voz do cantor fluminense conhecido como Elson do Forrogode. Sucessos do compositor paulistano Adoniran Barbosa (1910 - 1982) e do Trio Preto + 1 - Tiro ao Álvaro (Adoniran Barbosa e Osvaldo Molles, 1980) e Sábado e domingo (Nenê Brown e Alexandre França, 2012), respectivamente - também entraram em cena no bailão eletro-popular feito por Ana e Jorge com as adesões das programações e teclados pilotados por Mikael Mutti e Rodrigo Tavares. Mas a base do repertório é formada por hits de Ana e Jorge. Eis o roteiro seguido em 1º de abril de 2016 por Ana Carolina e Seu Jorge - em foto de Mauro Ferreira - na estreia nacional do show da turnê que reúne os (ótimos) cantores onze anos após o sucesso de show de vozes & violões que virou DVD e CD ao vivo:

1. Tanta saudade (Djavan e Chico Buarque, 1983)
2. Pole dance (Ana Carolina e Edu Krieger, 2013)
3. Mina do condomínio (Seu Jorge, Pretinho da Serrinha, Gabriel Moura e Pierre Aderne, 2007)
4. Cantinho (Ana Carolina e Gastão Villeroy, 2006)
5. Chatterton (Serge Gainsbourg, 1967, em versão em português de Seu Jorge, 2004)
6. É isso aí (The blower's daughter) (Damien Rice, 2002, em versão em português de Ana
Carolina, 2005)
7. Mais uma vez (Nós dois) (Ana Carolina, Dudu Falcão, Gabriel Moura e Leandro Fab, 2016)
8. Quem não quer sou eu (Seu Jorge, Gabriel Moura e Adriano Trindade, 2011)
9. Não diga nada (Prêntice, Ed Wilson, Gilson e Ronaldo Bastos, 1985)
10. Coleção (Cassiano e Paulo Zdanozwski, 1976)
11. Sábado e domingo (Nenê Brown e Alexandre França, 2012)
12. Vox populi (Ana Carolina, 2003)
13. Comparsas (Ana Carolina e Seu Jorge, 2005)
14. O pequinês e o pitbull (Gabriel Moura, Jovi Joviniano e Aranha, 2001)
15. Tiro ao Álvaro (Adoniran Barbosa e Osvaldo Molles, 1980)
16. Chiclete com banana (Gordurinha e Almira Castilho, 1958)
17. Mal acostumada (Meg Evans e Ray Araújo, 1997)
18. Pra rua me levar (Ana Carolina e Antonio Villeroy, 2001)
19. Talismã (Michael Sullivan e Paulo Massadas, 1989)
20. São Gonça (Seu Jorge, 1998)
21. Carolina (Seu Jorge, 2001)
22. Sinais de fogo (Ana Carolina e Antonio Villeroy, 2003)
23. Amiga da minha mulher (Seu Jorge, Gabriel Moura, Pretinho da Serrinha e Rogê, 2001)
24. Rosas (Antonio Villeroy, 2006)
25. Jorge da Capadócia (Jorge Ben Jor, 1975)
26. Elevador (Livro do esquecimento) (Ana Carolina, 2003)
27. Burguesinha (Seu Jorge, Gabriel Moura e Pretinho da Serrinha, 2007)
28. Garganta (Antonio Villeroy, 1999)
Bis:
29. Mais uma vez (Nós dois) (Ana Carolina, Dudu Falcão, Gabriel Moura e Leandro Fab, 2016)
30. O beat da beata (Ana Carolina e Seu Jorge, 2003)

Alexandre Teixeira disse...

Que roteiro louco (e irresistível)!
Quero ver esse show.

Rhenan Soares disse...

Cantores populares de músicas populares para gostos populares! Nunca enganaram. <3

Roteiro maravilhoso! : ))

GAY disse...

Rsrsrs

GAY disse...

Pois é...

Rafael M. disse...

Roteiro bem requentado... Não estou animado com essa volta...

Victor Amarante disse...

Mauro, creio que a música certa seja 'Alma de guerreiro' do Seu Jorge, e não 'Jorge da Capadócia', do Ben Jor. Ela começa com "Jorge vem de lá da Capadócia, montado em seu cavalo...", mas são músicas diferentes.

Victor Amarante disse...

Se eu estiver certo, a composição é do Pretinho da Serrinha

Mauro Ferreira disse...

Victor Amarante, você está certo, sim. Grato pelo toque. Abs, MauroF