Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


segunda-feira, 4 de abril de 2016

Jornalista historia canto feminino no Brasil, de Carmen a Alice, em workshop

Universo sertanejo à parte, o Brasil é reconhecidamente um país de cantoras. Solo fértil para o crescimento e propagação de vozes femininas, o país historicamente tem produzido cantoras de sucesso desde 1930, ano da explosão nacional da acidentalmente portuguesa Carmen Miranda (1909 - 1955), em linhagem que vai até os atuais anos 2010, tempo de Alice Caymmi e Anitta, entre outras  cantoras. Mas que vozes de mulheres se fizeram ouvir entre Carmen e Alice? Qual a linha evolutiva do canto feminino no Brasil? Essas e outras questões sobre um assunto que desperta paixões nacionais – as cantoras do Brasil – serão respondidas pelo jornalista carioca Mauro Ferreira, editor de Notas Musicais, no workshop A sedução da voz – A história do canto feminino no Brasil - De Carmen Miranda a Alice Caymmi, promovido pela empresa Art Hunter Produções em 7 de maio de 2016, das 10h às 13h, em Ipanema, na cidade do Rio de Janeiro (RJ). Estruturado em oito dinâmicos módulos, o workshop vai abordar as trajetórias das cantoras da era do rádio, das vozes da Bossa Nova, das estrelas da MPB e do samba dos anos 1970, das roqueiras brasileiras dos anos 1980, de Marisa Monte e das cantoras que deram o tom da década de 1990 e das artistas que fizeram nome no mercado independente a partir dos anos 2000. Clique aqui se quiser se inscrever. Os participantes do workshop ganharão, de brinde, um exemplar do livro Cantadas - A sedução da voz feminina em 25 anos de jornalismo musical, escrito por Mauro Ferreira e publicado em 2013.

9 comentários:

Mauro Ferreira disse...

♪ Universo sertanejo à parte, o Brasil é reconhecidamente um país de cantoras. Solo fértil para o crescimento e propagação de vozes femininas, o país historicamente tem produzido cantoras de sucesso desde 1930, ano da explosão nacional da acidentalmente portuguesa Carmen Miranda (1909 - 1955), em linhagem que vai até os atuais anos 2010, tempo de Alice Caymmi e Anitta, entre outras cantoras. Mas que vozes de mulheres se fizeram ouvir entre Carmen e Alice? Qual a linha evolutiva do canto feminino no Brasil? Essas e outras questões sobre um assunto que desperta paixões nacionais – as cantoras do Brasil – serão respondidas pelo jornalista carioca Mauro Ferreira, editor de Notas Musicais, no workshop A sedução da voz – A história do canto feminino no Brasil - De Carmen Miranda a Alice Caymmi, promovido pela empresa Art Hunter Produções em 7 de maio de 2016, das 10h às 13h, em Ipanema, na cidade do Rio de Janeiro (RJ). Estruturado em oito dinâmicos módulos, o workshop vai abordar as trajetórias das cantoras da era do rádio, das vozes da Bossa Nova, das estrelas da MPB e do samba dos anos 1970, das roqueiras brasileiras dos anos 1980, de Marisa Monte e das cantoras que deram o tom da década de 1990 e das artistas que fizeram nome no mercado independente a partir dos anos 2000. Clique aqui se quiser se inscrever. Os participantes do workshop ganharão, de brinde, um exemplar do livro Cantadas - A sedução da voz feminina em 25 anos de jornalismo musical, escrito por Mauro Ferreira e publicado em 2013.

Unknown disse...

Nossa, com certeza eu iria se morasse no Rio. Sou um grande fã do seu blog. Me atualizo todos os dias por aqui. Parabéns e muito sucesso!

Tiago Telles Ferreira Braz disse...

Nossa, se eu morasse no Rio com certeza iria participar. Admiro muito seu conhecendo dd música e me atualizo todos os dias aqui no seu blog. Abraço e sucesso

Tiago Telles Ferreira Braz disse...

Nossa, se eu morasse no Rio com certeza iria participar. Admiro muito seu conhecendo dd música e me atualizo todos os dias aqui no seu blog. Abraço e sucesso

Alex Sarmento disse...

Sucesso!

Victor Moraes, disse...

Queria um desse na minha terra, mas não tem ainda. Boa sorte, Mauro. Queria muito ver.
Aguardo também um próximo livro, quem sabe com foco nas interpretações ou nas vozes masculinas...
O "cantadas" eu demorei de achar. Mas estava procurando no lugar errado. Quando comprei o pobre vendedor da cultura disse, depois de muito procurarmos, que estava na parte de discos e não de livros. Procuramos a morrer até descobrirmos. rs.

Antenor Leopoldino disse...

Ele insiste em citar a ~voz~ de Anitta...

Márcio disse...

Que o workshop faça muito sucesso e que depois você o traga aqui para Brasília, bem como para outras cidades, Mauro.

ADEMAR AMANCIO disse...

Eu prefiro as vozes femininas,Anittas à parte.Quanto ao sertanejo,não é gênero,é castigo.