Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Vercillo lança com exclusividade no iTunes 10º disco de estúdio, 'Vida é arte'

Décimo álbum de estúdio de Jorge Vercillo, Vida é arte vai ser lançado com exclusividade no iTunes ainda neste mês de dezembro de 2015, através do selo do artista carioca, Leve. Somente em janeiro de 2016 é que Vida é arte vai chegar ao mercado fonográfico em edição física em CD, a ser posta nas lojas com distribuição da gravadora Radar Records. O repertório de Vida é arte reúne seis músicas inéditas - entre elas, Pra valer (Jorge Vercillo), canção pop bem ao estilo do repertório ensolarado do carioca Lulu Santos - e as seis composições divulgadas na web por Vercillo, ao longo deste ano de 2015, dentro do projeto intitulado Extra-físico. As seis músicas do projeto Extra-físico são A cegueira da visão (música feita pelo norte-americano Patrick Leonard com base em letra escrita por Vercillo sobre os limites do mundo material), Luzes que se movem pelo céu (Jorge Vercillo e Flávio Venturini), Quem (música composta e gravada por Vercillo com a artista carioca Luana Mallet), Permissão (Jorge Vercillo e Dudu Falcão), Silêncio na favela (Jorge Vercillo) - samba-funk gravado com voz e percussão do baiano Carlinhos Brown - e Talismã sem par (Jorge Vercillo). Vida é arte sucede Como diria Blavatsky (Leve, 2011) na discografia de estúdio do artista, mas, incluídos os registros ao vivos, já é o 13º  título da obra fonográfica de Jorge Vercillo.

8 comentários:

Mauro Ferreira disse...

♪ Décimo álbum de estúdio de Jorge Vercillo, Vida é arte vai ser lançado com exclusividade no iTunes ainda neste mês de dezembro de 2015, através do selo do artista carioca, Leve. Somente em janeiro de 2016 é que Vida é arte vai chegar ao mercado fonográfico em edição física em CD, a ser posta nas lojas com distribuição da gravadora Radar Records. O repertório de Vida é arte reúne seis músicas inéditas - entre elas, Pra valer (Jorge Vercillo), canção pop à moda do repertório ensolarado do carioca Lulu Santos - e as seis composições divulgadas na web por Vercillo, ao longo deste ano de 2015, dentro do projeto intitulado Extra-físico. As seis músicas do projeto Extra-físico são A cegueira da visão (música feita pelo norte-americano Patrick Leonard com base em letra escrita por Vercillo sobre os limites do mundo material), Luzes que se movem pelo céu (Jorge Vercillo e Flávio Venturini), Quem (música somente de Jorge Vercillo gravada com a cantora carioca Luana Mallet), Permissão (Jorge Vercillo e Dudu Falcão), Silêncio na favela (Jorge Vercillo) - samba-funk gravado com voz e percussão do baiano Carlinhos Brown - e Talismã sem par (Jorge Vercillo). Vida é arte sucede Como diria Blavatsky (Leve, 2011) na discografia de estúdio do artista, mas, incluídos os registros ao vivos, já é o 13º título da obra fonográfica de Jorge Vercillo.

Cristiano Melo disse...

Espero que ele tenha dado um tempo naquele papo de ets nas músicas.
Vercillo compõe algumas coisas boas, não há o que negar, mas ele tava tomando um rumo tão específico nessas crenças dele que tava dando no saco já.

Torcendo por algo bom!

Luca disse...

Cristiano,ele tem coisas boas mas me parece perdido

Poemas, composições e pensamentos disse...

Os primeiros trabalhos foram excelentes ate o álbum 'trem da minha vida' , depois ele entrou numa onda muito chata ... Tomara tenha se reencontrado

André Luís disse...

Os últimos discos do Vercillo estão realmente divididos entre músicas "pop" (como aquelas que ele sabia/sabe fazer) e as tais músicas "viagem", cuja temática inclui, por exemplo, ufologia. É uma escolha dele, um caminho enquanto artista, compositor. Mas não podemos negar que a qualidade musical e vocal ainda está lá.

italo vinicius disse...

O que tem os ets gente kkk é cada uma

Unknown disse...

Rsrs... Esses últimos álbuns dele gente foram mais para os fãs mesmo, e claro revelando suas formas de pensar, crenças e talvez até religião.

Lucas Rocha disse...

Rsrs... Esses últimos álbuns dele gente foram mais para os fãs mesmo... Ele abriu um leque de pensamentos e crenças. Foi quase que um momento exclusivo e intimo. Ele explica isso no DVD 📀 Luar de Sol.