Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

RETROSPECTIVA 2015 – Desunião de Joelma e Chimbinha dissolve Calypso

RETROSPECTIVA 2015 – Em atividade desde que surgiu em Belém (PA) em 1999, a Banda Calypso chegou ao fim em 2015. Para efeitos legais, a banda - comandada pela dupla formada pela cantora paraense Joelma da Silva Mendes com o guitarrista também paraense Cledivan de Almeida Farias, o Chimbinha - permanece em cena com a formação original até 31 de dezembro de 2015. Mas, na prática, a Calypso implodiu em 19 de agosto de 2015, data em que foi anunciada a ruidosa separação do casal Joelma e Chimbinha. A desunião afetiva dos artistas resultou na dissolução da parceria musical que atingiu o ápice em 2005 com a repercussão do oitavo álbum da Banda Calypso. A partir de 1º de janeiro de 2016, a cantora segue carreira solo com o nome artístico de Joelma Calypso. Já Chimbinha passa a se chamar Ximbinha e a comanda a banda X Calypso ao lado da cantora potiguar Thábata Mendes, recrutada em outubro para ocupar o posto de Joelma. É o fim!!

7 comentários:

Mauro Ferreira disse...

♪ RETROSPECTIVA 2015 – Em atividade desde que surgiu em Belém (PA) em 1999, a Banda Calypso chegou ao fim em 2015. Para efeitos legais, a banda - comandada pela dupla formada pela cantora paraense Joelma da Silva Mendes com o guitarrista também paraense Cledivan de Almeida Farias, o Chimbinha - permanece em cena com a formação original até 31 de dezembro de 2015. Mas, na prática, a Calypso implodiu em 19 de agosto de 2015, data em que foi anunciada a ruidosa separação do casal Joelma e Chimbinha. A desunião afetiva dos artistas resultou na dissolução da parceria musical que atingiu o ápice em 2005 com a repercussão do oitavo álbum da Banda Calypso. A partir de 1º de janeiro de 2016, a cantora segue carreira solo com o nome artístico de Joelma Calypso. Já Chimbinha passa a se chamar Ximbinha e a comanda a banda X Calypso ao lado da cantora potiguar Thábata Mendes, recrutada em outubro para ocupar o posto de Joelma. É o fim!!

Rafael M. disse...

Já foi tarde essa banda... Graças a Deus!!!

Marcelo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Estalactites hemorrágicas disse...

Que caca, o que era uma, numa meiose virou duas. Agora cada um comete no seu respectivo lado. Não "foi a lua que nos traiu", foi o bom gosto.

Ricardo Sérgio

Unknown disse...

O ápice foi em 2015 certo Mauro? Abs, Leandro Soares

ADEMAR AMANCIO disse...

Adorei o final do texto:É o fim!!
Sugere tanta coisa,eu poderia dizer que é o fim do mundo perder tempo com essa banda.Não é ela que cantava uma música chamada "Cavalo Manco"?

Wanderson Radiotécnico disse...

Passou a Banda Calipso, foi se o q era sucesso do casal cantando nos palco. Por isso ta claro, fama,sucesso,um dia se acaba, nada eh pra sempre. Mas ele agora se deu bem, eh linda a Thabata e voz maravilhosa. A banda dissolveu,mas o talento permanece. Tanto pró Chimbinha qnto pra Joelma