Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Baile pagodeiro do Raça Negra agrega hits de Maysa, Rappa, Skank e Wando

Um dos hits nacionais emplacados pelo terceiro álbum do grupo mineiro Skank, O samba poconé (Sony Music, 1996), o pop reggae Tão seu (Samuel Rosa e Chico Amaral, 1996) ganhou a voz do cantor Luiz Carlos e o suingue pagodeiro do grupo paulista Raça Negra. Tão seu é uma das músicas gravadas pelo grupo no álbum Rei do baile, lançado neste mês de dezembro de 2015 em edição da gravadora Som Livre. O roteiro do baile do Raça Negra inclui sucessos de Kiko Zambianchi, O Rappa, Roberta Campos e Wando (1945 - 2012), de quem o grupo reacende Fogo e paixão (Rose, 1985). Da lavra de Zambianchi, o Raça Negra rebobina Primeiros erros (Chove), música lançada pelo cantor e compositor paulista em 1985 e revitalizada pelo grupo brasiliense Capital Inicial em gravação de 2000. Do grupo carioca O Rappa, o Raça Negra fisga Pescador de ilusões (Marcelo Yuka, Lauro Farias, Marcelo Falcão, Xandão e Marcelo Lobato, 1996). Já a cantora e compositora mineira Roberta Campos tem sua canção De janeiro a janeiro (2008) transmutada para o universo pagodeiro do Raça Negra. Até o magoado samba-canção Ouça (1957) - joia do cancioneiro autoral da cantora e compositora paulista Maysa (1936 - 1977) - entra no baile fonográfico do Raça Negra.

3 comentários:

Mauro Ferreira disse...

♪ Um dos hits nacionais emplacados pelo terceiro álbum do grupo mineiro Skank, O samba poconé (Sony Music, 1996), o pop reggae Tão seu (Samuel Rosa e Chico Amaral, 1996) ganhou a voz do cantor Luiz Carlos e o suingue pagodeiro do grupo paulista Raça Negra. Tão seu é uma das músicas gravadas pelo grupo no álbum Rei do baile, lançado neste mês de dezembro de 2015 em edição da gravadora Som Livre. O roteiro do baile do Raça Negra inclui sucessos de Kiko Zambianchi, O Rappa, Roberta Campos e Wando (1945 - 2012), de quem o grupo reacende Fogo e paixão (Rose, 1985). Da lavra de Zambianchi, o Raça Negra rebobina Primeiros erros (Chove), música lançada pelo cantor e compositor paulista em 1985 e revitalizada pelo grupo brasiliense Capital Inicial em gravação de 2000. Do grupo carioca O Rappa, o Raça Negra fisga Pescador de ilusões (Marcelo Yuka, Lauro Farias, Marcelo Falcão, Xandão e Marcelo Lobato, 1996). Já a cantora e compositora mineira Roberta Campos tem sua canção De janeiro a janeiro (2008) transmutada para o universo pagodeiro do Raça Negra. Até o magoado samba-canção Ouça (1957) - joia do cancioneiro autoral da cantora e compositora paulista Maysa (1936 - 1977) - entra no baile fonográfico do Raça Negra.

Rafael M. disse...

Coitada da Maysa, não merecia isso...

Gené Barros disse...

Show de bolas sua referências em relação ao album, simplosmente perfeito as suas palavras.