Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

Gil e Eliane Elias representam Brasil na lista de indicações ao Grammy 2016

Gilberto Gil está indicado à 58ª edição do Grammy, o maior prêmio da indústria fonográfica dos Estados Unidos. O cantor, compositor e músico baiano concorre na categoria Álbum de world music com Gilbertos samba ao vivo (Sony Music), disco lançado em dezembro de 2014 com o registro do show baseado no homônimo álbum de estúdio - também lançado em 2014, mas em março - em que Gil revisita o repertório do cantor baiano João Gilberto. Cabe lembrar que Gil - em foto de Daryan Dornelles - já ganhou duas vezes o Grammy na mesma categoria world music. A primeira foi na edição de 1999 com outro álbum ao vivo, Quanta gente veio ver (Warner Music, 1998). A segunda foi na edição de 2006 por conta do álbum Eletroacústico (Warner Music, 2004). Além de Gil, o Brasil está representado no Grammy de 2016 por Eliane Elias. A cantora, compositora e pianista paulistana - radicada nos Estados Unidos desde 1981 - concorre a um Grammy na categoria Álbum de jazz latino com Made in Brazil (Concord Jazz / Universal Music, 2015), disco gravado no Brasil com registros adicionais na Inglaterra.Os vencedores serão anunciados em 15 de fevereiro de 2016.

5 comentários:

Mauro Ferreira disse...

♪ Gilberto Gil está indicado à 58ª edição do Grammy, o maior prêmio da indústria fonográfica dos Estados Unidos. O cantor, compositor e músico baiano concorre na categoria Álbum de world music com Gilbertos samba ao vivo (Sony Music), disco lançado em dezembro de 2014 com o registro do show baseado no homônimo álbum de estúdio - também lançado em 2014, mas em março - em que Gil revisita o repertório do cantor baiano João Gilberto. Cabe lembrar que Gil - em foto de Daryan Dornelles - já ganhou o Grammy na mesma categoria, na edição de 1999, com outro álbum ao vivo, Quanta gente veio ver (Warner Music, 1998). Além de Gil, o Brasil está representado no Grammy 2016 por Eliane Elias. A cantora, compositora e pianista paulistana - radicada nos Estados Unidos - concorre a um Grammy na categoria Álbum de jazz latino com o disco Made in Brazil (Concord Jazz / Universal Music, 2015), feito no Brasil, mas com registros adicionais na Inglaterra.

Mauro Silva disse...

Queridos da Universal Music, esta na hora de vocês lançarem um Box do Gil com os CD'S remasterizados. Pois o Box do Marcelo Fróes esta fora de catálogo já há décadas...e mesmo assim não foi tudo remasterizado, foi apenas um período. E mesmo contando os cd's remasterizados avulsos da Warner o trabalho não ficou completo. Já que no Box da Rita houve junção com os trabalhos da Phonogram, com os da Som Livre e os da EMI todos em uma única caixa. O Box do Gil poderia também ser lançado com todos os períodos de diferentes gravadoras em um Box completo.

Por favor pensem com carinho neste projeto, esta mais do que na hora.

Diogo Santos disse...

Oi Mauro, além desse de 1999 o Gilberto Gil tem outro Grammy - em 2006 ele também ganhou pelo álbum "Eletroacústico". Ok?

Aquele abraço!!

Rhenan Soares disse...

Prêmio odiento.

Rafael M. disse...

Indicações merecidas, porém tem outros artistas bons que ficaram de fora da lista... Uma pena!!!