Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


terça-feira, 22 de dezembro de 2015

Orquestra Ouro Preto enquadra obra dos Beatles em (bela) moldura sinfônica

A abordagem não é inédita, mas o enquadramento da obra do grupo inglês The Beatles na majestosa moldura sinfônica da Orquestra Ouro Preto confirma a habilidade da big-band mineira para transitar entre a música pop(ular) e os sons do universo da música dita erudita, como já comprovara no projeto Valencianas, idealizado em 2010, tornado concerto em 2012 e perpetuado em CD e DVD em 2014 com o registro sinfônico do recital centrado na obra do cantor e compositor pernambucano Alceu Valença, unido em Valencianas ao maestro Rodrigo Toffolo, regente titular da orquestra surgida há 15 anos na histórica cidade mineira que lhe dá nome, Ouro Preto (MG). O projeto Orquestra Ouro Preto - The Beatles ganhou os palcos do Brasil em 2010, tendo chegado à cidade natal dos Fab Four, Liverpool (Inglaterra), em 2012. Decorridos cinco anos da estreia do projeto, o recital é eternizado no CD Orquestra Ouro Preto ao vivo - The Beatles, lançado no mercado fonográfico brasileiro em edição independente distribuída pela Tratore. O disco reproduz concerto gravado ao vivo em 7 de dezembro de 2014 no Cine Theatro Brasil, em Belo Horizonte (MG). No concerto, a Orquestra Ouro Preto dá tom sinfônico a 17 músicas dos Beatles com arranjos de Mateus Freire e com o devido respeito às melodias arquitetadas por John Lennon (1940 - 1980), Paul McCartney e George Harrison (1943 - 2001) - compositores, aliás, não creditados na ficha técnica do álbum. Entre abordagens sinfônicas de She loves you (John Lennon e Paul McCartney, 1953) e Penny Lanne (John Lennon e Paul McCartney, 1967), o maestro regente Rodrigo Toffolo sola Imagine - canção de autoria e da carreira solo de Lennon - ao violino. Já With a little help from my friends (John Lennon e Paul McCartney, 1967) embute evocação ao arranjo feito por Leon Russel para a (célebre) abordagem da música do grupo pelo cantor inglês Joe Cocker (1944 - 2014).

2 comentários:

Mauro Ferreira disse...

♪ A abordagem não é inédita, mas o enquadramento da obra do grupo inglês The Beatles na majestosa moldura sinfônica da Orquestra Ouro Preto confirma a habilidade da big-band mineira para transitar entre a música pop(ular) e os sons do universo da música dita erudita, como já comprovara no projeto Valencianas, idealizado em 2010, tornado concerto em 2012 e perpetuado em CD e DVD em 2014 com o registro sinfônico do recital centrado na obra do cantor e compositor pernambucano Alceu Valença, unido em Valencianas ao maestro Rodrigo Toffolo, regente titular da orquestra surgida há 15 anos na histórica cidade mineira que lhe dá nome, Ouro Preto (MG). O projeto Orquestra Ouro Preto - The Beatles ganhou os palcos do Brasil em 2010, tendo chegado à cidade natal dos Fab Four, Liverpool (Inglaterra), em 2012. Decorridos cinco anos da estreia do projeto, o recital é eternizado no CD Orquestra Ouro Preto ao vivo - The Beatles, lançado no mercado fonográfico brasileiro em edição independente distribuída pela Tratore. O disco reproduz concerto gravado ao vivo em 7 de dezembro de 2014 no Cine Theatro Brasil, em Belo Horizonte (MG). No concerto, a Orquestra Ouro Preto dá tom sinfônico a 17 músicas dos Beatles com arranjos de Mateus Freire e com o devido respeito às melodias arquitetadas por John Lennon (1940 - 1980), Paul McCartney e George Harrison (1943 - 2001) - compositores, aliás, não creditados na ficha técnica do álbum. Entre abordagens sinfônicas de She loves you (John Lennon e Paul McCartney, 1953) e Penny Lanne (John Lennon e Paul McCartney, 1967), o maestro regente Rodrigo Toffolo sola Imagine - canção de autoria e da carreira solo de Lennon - ao violino. Já With a little help from my friends (John Lennon e Paul McCartney, 1967) embute evocação ao arranjo feito por Leon Russel para a (célebre) abordagem da música do grupo pelo cantor inglês Joe Cocker (1944 - 2014).

Rafael M. disse...

Deve ter ficado um registro lindo das belíssimas canções dos Beatles!!!