Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


quarta-feira, 1 de abril de 2015

No Rio, Criolo e Ivete revivem 'Lamento' de Tim em show cheio de sucessos

Separados, mas também juntos, Ivete Sangalo e Criolo deram vozes a todos os grandes sucessos de Tim Maia (1942 - 1998) entre solos e duetos do roteiro do show Nivea Viva Tim Maia, idealizado para celebrar a obra e o legado do cantor e compositor carioca Sebastião Rodrigues Maia (1942 - 1998). Nenhum grande hit foi esquecido no show orquestrado por Monique Gardenberg sob a direção musical de Daniel Ganjaman. Mas a cantora baiana e o rapper paulistano também tiraram algumas joias raras do baú black do Síndico para apresentar ao público de convidados que viu o show na noite de ontem, 31 de março de 2015, na casa Vivo Rio. Balada melancólica gravada pelo cantor em seu segundo álbum, Tim Maia (Polydor, 1972), Lamento foi uma dessas pérolas mais raras. Cantada por Ivete, o funk Lábios de mel (Cleonice e Edson Trindade, 1979) - lançado por Tim no álbum Reencontro (EMI-Odeon, 1979) - foi outra música menos conhecida do repertório de hits. Eis o roteiro de 28 músicas seguido em 31 de março de 2015 por Ivete e Criolo - em foto de Rodrigo Goffredo - na casa Vivo Rio, no Rio de Janeiro (RJ), na estreia nacional do show que, a partir deste mês de abril, vai seguir até junho em turnê cuja rota passa por Porto Alegre (RS), Recife (PE), Salvador (BA), Fortaleza (CE), Brasília (DF), Rio de Janeiro (RJ) e São Paulo (SP) com apresentações gratuitas, realizadas ao ar livre:

1. Não quero dinheiro (Só quero amar) (Tim Maia, 1971) – Ivete Sangalo
2. Gostava tanto de você (Edson Trindade, 1973) – Ivete Sangalo
3. Você (Tim Maia, 1971) – Ivete Sangalo
4. Azul da cor do mar (Tim Maia, 1970) – Ivete Sangalo
5. Primavera (Genival Cassiano e Silvio Roachel, 1970) – Criolo
6. Chocolate (Tim Maia, 1970) – Criolo
7. Imunização racional (Que beleza) (Tim Maia, 1975) – Ivete Sangalo
8. Bom senso (Tim Maia, 1975) – Ivete Sangalo
9. Réu confesso (Tim Maia, 1973) – Ivete Sangalo
10. Telefone (Nelson Kaê e Beto Correia, 1986) – Ivete Sangalo
11. Não vou ficar (Tim Maia, 1969) – Ivete Sangalo
12. O que me importa (Cury, 1972) – Ivete Sangalo
13. Lamento (Tim Maia, 1972) – Criolo e Ivete Sangalo
14. Sossego (Tim Maia, 1978) / Do Leme ao Pontal (Tim Maia, 1981) – Criolo e Ivete Sangalo
15. Você e eu, eu e você (Juntinhos) (Tim Maia, 1980) – Criolo e Ivete Sangalo
16. Ela partiu (Tim Maia e Beto Cajueiro, 1975) – Criolo
17. Eu amo você (Genival Cassiano e Silvio Roachel) – Criolo
18. Coroné Antonio Bento (João do Valle e Luiz Wanderley, 1970) – Criolo
19. Canário do reino (Carvalho e Zapatta, 1972) – Criolo /
      A festa de Santo Reis (Márcio Leonardo, 1971) – Ivete Sangalo
20. Leva (Michael Sullivan e Paulo Massadas, 1984) – Ivete Sangalo
21. Me dê motivo (Michael Sullivan e Paulo Massadas, 1983) - Criolo
22. Um dia de domingo (Michael Sullivan e Paulo Massadas, 1985) – Criolo e Ivete Sangalo
23. Lábios de mel (Cleonice e Edson Trindade, 1979) – Ivete Sangalo
24. O descobridor dos sete mares (Michel e Gilson Mendonça, 1983) – Ivete Sangalo
25. Acende o farol (Tim Maia, 1978) – Criolo e Ivete Sangalo
26. Não quero dinheiro (Só quero amar) (Tim Maia, 1971) – Criolo e Ivete Sangalo
Bis:
27. Vale tudo (Tim Maia, 1983) – Criolo e Ivete Sangalo
28. Sossego (Tim Maia, 1978) / Do Leme ao Pontal (Tim Maia, 1981) – Criolo e Ivete Sangalo

9 comentários:

Mauro Ferreira disse...

♪ Separados, mas também juntos, Ivete Sangalo e Criolo deram vozes a todos os grandes sucessos de Tim Maia (1942 - 1998) entre solos e duetos do roteiro do show Nivea Viva Tim Maia, idealizado para celebrar a obra e o legado do cantor e compositor carioca Sebastião Rodrigues Maia (1942 - 1998). Nenhum grande hit foi esquecido no show orquestrado por Monique Gardenberg sob a direção musical de Daniel Ganjaman. Mas a cantora baiana e o rapper paulistano também tiraram algumas joias raras do baú black do Síndico para apresentar ao público de convidados que viu o show na noite de ontem, 31 de março de 2015, na casa Vivo Rio. Balada melancólica gravada pelo cantor em seu segundo álbum, Tim Maia (Polydor, 1972), Lamento foi uma dessas pérolas mais raras. Cantada por Ivete, o funk Lábios de mel (Cleonice e Edson Trindade, 1979) - lançado por Tim no álbum Reencontro (EMI-Odeon, 1979) - foi outra música menos conhecida do repertório de hits. Eis o roteiro de 28 músicas seguido em 31 de março de 2015 por Ivete e Criolo - em foto de Rodrigo Goffredo - no palco da casa Vivo Rio, no Rio de Janeiro (RJ), na estreia nacional do show que, a partir deste mês de abril, vai seguir até junho em turnê cuja rota passa por Porto Alegre (RS), Recife (PE), Salvador (BA), Fortaleza (CE), Brasília (DF), Rio de Janeiro (RJ) e São Paulo (SP) com apresentações sempre gratuitas, feitas ao ar livre:

1. Não quero dinheiro (Só quero amar) (Tim Maia, 1971) – Ivete Sangalo
2. Gostava tanto de você (Edson Trindade, 1973) – Ivete Sangalo
3. Você (Tim Maia, 1971) – Ivete Sangalo
4. Azul da cor do mar (Tim Maia, 1970) – Ivete Sangalo
5. Primavera (Genival Cassiano e Silvio Roachel, 1970) – Criolo
6. Chocolate (Tim Maia, 1970) – Criolo
7. Imunização racional (Que beleza) (Tim Maia, 1975) – Ivete Sangalo
8. Bom senso (Tim Maia, 1975) – Ivete Sangalo
9. Réu confesso (Tim Maia, 1973) – Ivete Sangalo
10. Telefone (Nelson Kaê e Beto Correia, 1986) – Ivete Sangalo
11. Não vou ficar (Tim Maia, 1969) – Ivete Sangalo
12. O que me importa (Cury, 1972) – Ivete Sangalo
13. Lamento (Tim Maia, 1972) – Criolo e Ivete Sangalo
14. Sossego (Tim Maia, 1978) / Do Leme ao Pontal (Tim Maia, 1981) – Criolo e Ivete Sangalo
15. Você e eu, eu e você (Juntinhos) (Tim Maia, 1980) – Criolo e Ivete Sangalo
16. Ela partiu (Tim Maia e Beto Cajueiro, 1975) – Criolo
17. Eu amo você (Genival Cassiano e Silvio Roachel) – Criolo
18. Coroné Antonio Bento (João do Valle e Luiz Wanderley, 1970) – Criolo
19. Canário do reino (Carvalho e Zapatta, 1972) – Criolo /A festa de Santo Reis (Márcio Leonardo, 1971) – Ivete Sangalo
20. Leva (Michael Sullivan e Paulo Massadas, 1984) – Ivete Sangalo
21. Me dê motivo (Michael Sullivan e Paulo Massadas, 1983) - Criolo
22. Um dia de domingo (Michael Sullivan e Paulo Massadas, 1985) – Criolo e Ivete Sangalo
23. Lábios de mel (Cleonice e Edson Trindade, 1979) – Ivete Sangalo
24. O descobridor dos sete mares (Michel e Gilson Mendonça, 1983) – Ivete Sangalo
25. Acende o farol (Tim Maia, 1978) – Criolo e Ivete Sangalo
26. Não quero dinheiro (Só quero amar) (Tim Maia, 1971) – Criolo e Ivete Sangalo
Bis:
27. Vale tudo (Tim Maia, 1983) – Criolo e Ivete Sangalo
28. Sossego (Tim Maia, 1978) / Do Leme ao Pontal (Tim Maiao, 1981) – Criolo e Ivete Sangalo

Vinicius Valente disse...

Por favor, vcs podem postar as datas dos outros shows desse projeto?

Rafael M. disse...

Acho Ivete Sangalo tão sem graça... Será que ela conseguiu passar emoção através das músicas do nosso saudoso Tim? Eis a questão.

Rafael M. disse...

Será que Ivete Sangalo e Criolo conseguiram transpor a emoção necessária das músicas de Tim nesse show da Nivea? Resta saber como ficou o resultado disso...

Carlos disse...

Acredito que o resultado ficou muito bom. Se não tivesse ficado, o Mauro teria descido a lenha, como faz com tudo relacionado a Ivete. Como ele não meteu o pau, mas também não deu o braço a torcer a ponto de elogiar, me faz acreditar que o show foi realmente bom.

Carlos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Marcelo disse...

Ivete foi feita pra carnaval e trio elétrico. Basta ver sua participação no especial junto a Caetano e Gil. Pedir pras pessoas participarem, rindo e falando no meio de "Olhos nos Olhos" é passar um atestado de falta de intimidade e de sensibilidade. Ivete não tem maturidade pra encarar um repertório assim. Já Tim Maia...nas músicas festivas..pode ser q de conta do recado! Já o Criolo....sem comentários....

Leandro Soares disse...

Lábios de mel vez ou outra toca nas rádios do Rio. Agora, Lamento eu não me recordo.

ADEMAR AMANCIO disse...

Ivete não é pra ser levada a sério,pra arrembentar varizes qualquer som serve.