Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


domingo, 12 de abril de 2015

Clara Moreno recria 'Samba esquema novo', álbum seminal de Jorge Ben

Uma das pedras fundamentais da música brasileira, o primeiro álbum do cantor, compositor e músico carioca Jorge Ben Jor - Samba esquema novo, lançado originalmente em 1963 pela gravadora Philips - tem suas 12 músicas recriadas pela cantora carioca Clara Moreno no disco Samba esquema novo "de novo". Já disponível para compra no iTunes, o disco ganha edição física em CD, pela gravadora Biscoito Fino, na segunda quinzena deste mês de abril de 2015. Ao recriar Samba esquema novo com influência do samba-jazz, Clara Moreno aceita o desafio de abordar um disco que resiste ao tempo como uma das obras-primas da música brasileira pós-Bossa Nova. A novidade do esquema de Ben é que seu samba de (enganosa) aparência primária incorporou, na levada revolucionária do violão do artista, toques de rock e da música negra norte-americana que brotava com viço nos Estados Unidos naquela década de 1960. Foi como se Ben tivesse renegado as conquistas harmônicas da geração genial da Bossa Nova para estabelecer elo com a negritude made in África em arranjos minimalistas que gravitavam em torno de seu violão. Sem falar que foi no álbum Samba esquema novo que o Brasil ouviu pela primeira vez o cancioneiro autoral de Ben. Músicas como Mas que nada, Chove chuva, Balança pema (revivida em 1994 pela cantora carioca Marisa Monte em seu álbum Verde anil amarelo cor-de-rosa e carvão), Rosa, menina rosa (regravada em 2009 pela cantora paulistana Céu no álbum Vagarosa) e Por causa de você, menina apontaram novo caminho de coloquialidade para a construção de letras que soavam naturais e ajustadas à seminal  batida diferente  das canções de Jorge Ben Jor.

3 comentários:

Mauro Ferreira disse...

♪ Uma das pedras fundamentais da música brasileira, o primeiro álbum do cantor, compositor e músico carioca Jorge Ben Jor - Samba esquema novo, lançado originalmente em 1963 pela gravadora Philips - tem suas 12 músicas recriadas pela cantora carioca Clara Moreno no disco Samba esquema novo "de novo". Já disponível para compra no iTunes, o disco ganha edição física em CD, pela gravadora Biscoito Fino, na segunda quinzena deste mês de abril de 2015. Ao recriar Samba esquema novo com influência do samba-jazz, Clara Moreno aceita o desafio de abordar um disco que resiste ao tempo como uma das obras-primas da música brasileira pós-Bossa Nova, A novidade do esquema de Ben é que seu samba de (enganosa) aparência primária incorporou, na levada revolucionária do violão do artista, toques de rock e da música negra norte-americana que brotava com viço nos Estados Unidos naquela década de 1960. Foi como se Ben tivesse renegado as conquistas harmônicas da geração genial da Bossa Nova para estabelecer elo com a negritude made in África em arranjos minimalistas que gravitavam em torno de seu violão. Sem falar que foi no álbum Samba esquema novo que o Brasil ouviu pela primeira vez o cancioneiro autoral de Ben. Músicas como Mas que nada, Chove chuva, Balança pema (revivida em 1994 pela cantora carioca Marisa Monte em seu álbum Verde anil amarelo cor-de-rosa e carvão), Rosa, menina rosa (regravada em 2009 pela cantora paulistana Céu no álbum Vagarosa) e Por causa de você, menina apontaram novo caminho de coloquialidade para a construção de letras que soavam naturais e ajustadas à seminal batida diferente das canções de Jorge Ben Jor.

Rafael M. disse...

Fiquei sabendo do lançamento desse disco hoje, através da net. Resta saber se a homenagem da cantora a esse espetacular disco do Jorge Ben merece os devidos aplausos. Acho difícil...

BIGODE disse...

Achei a capa de gosto duvidoso, dá até receio de ouvir o disco....