Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


sábado, 29 de agosto de 2015

Universal Music dissocia reedição do disco 'Legião Urbana' da volta do grupo

Em comunicado expedido no fim da tarde de ontem, 28 de agosto de 2015, a gravadora Universal Music anunciou que prepara, através de seu selo EMI, reedição comemorativa dos 30 anos do álbum Legião Urbana (EMI-Odeon, 1985), o primeiro da banda formada em Brasília (DF) em 1982 por Renato Russo (1960 - 1996), mas ressaltou que tal iniciativa está dissociada dos "projetos pessoais dos integrantes originais da banda ou de qualquer outra ação envolvendo a marca". O comunicado se refere veladamente à volta da Legião à cena a partir de outubro em show que vai percorrer o Brasil. Como recuperaram na Justiça o direito de usarem a marca Legião Urbana, após longo embate nos tribunais com Giuliano Manfredini, filho e herdeiro de Russo, o guitarrista Dado Villa-Lobos e o baterista Marcelo Bonfá vão fazer show como Legião Urbana com o cantor paulista André Frateschi no posto de vocalista da banda, ocupando a função de Russo (tal como o ator e cantor Wagner Moura fez em 2012 em controvertido projeto da MTV), mentor e cantor original do grupo. O show tem direção cênica do encenador de teatro Felipe Hirsch. Liminha - de boné na foto acima, postada por Bonfá no Facebook - cuida da produção musical. Lucas Vasconcelos (à esquerda) faz parte da banda que acompanhará Bonfá, Dado e Frateschi no palco - assim como o baixista Mauro Berman e o tecladista Roberto Polo. O comunicado da Universal Music sinaliza que a briga continua.

10 comentários:

Mauro Ferreira disse...

♪ Em comunicado expedido no fim da tarde de ontem, 28 de agosto de 2015, a gravadora Universal Music anunciou que prepara, através de seu selo EMI, reedição comemorativa dos 30 anos do álbum Legião Urbana (EMI-Odeon, 1985), o primeiro da banda formada em Brasília (DF) em 1982 por Renato Russo (1960 - 1996), mas ressaltou que tal iniciativa está dissociada dos "projetos pessoais dos integrantes originais da banda ou de qualquer outra ação envolvendo a marca". O comunicado se refere veladamente à volta da Legião à cena a partir de outubro em show que vai percorrer o Brasil. Como recuperaram na Justiça o direito de usarem a marca Legião Urbana, após longo embate nos tribunais com Giuliano Manfredini, filho e herdeiro de Russo, o guitarrista Dado Villa-Lobos e o baterista Marcelo Bonfá vão fazer show como Legião Urbana com o cantor paulista André Frateschi no posto de vocalista da banda, ocupando a função de Russo (tal como o ator e cantor Wagner Moura fez em 2012 em controvertido projeto da MTV), mentor e cantor original do grupo. O show tem direção cênica do encenador de teatro Felipe Hirsch. Liminha - de boné na foto acima, postada por Bonfá no Facebook - cuida da produção musical. Lucas Vasconcelos (à esquerda) faz parte da banda que acompanhará Bonfá, Dado e Frateschi no palco - assim como o baixista Mauro Berman e o tecladista Roberto Polo. O comunicado da Universal Music sinaliza que a briga continua.

Cassius Burle disse...

Nada contra Dado e Bonfá, mas estes dois só podem estar de sacanagem. Qualquer fã(ou não) da Legião sabe que o inesquecível Renato Russo foi e sempre será o coração, a alma e a voz da principal banda de rock brasiliense surgida nos anos 80. Para tentar fazer uma volta dessas Dado e Bonfá devem estar no mínimo com suas contas bancárias no vermelho...

Unknown disse...

É muita coragem trazer de volta a Legião com outro no lugar do Renato.
Ainda mais se não tiver um carácter de homenagem e sim de continuação.
Desejo sorte, mas não espero muito disso não.

BIGODE disse...

Povo fica falando mal, mas vai estar lotado....com o Wagner Moura foi bem ruim e ainda assim lotou....eu acho que fica bom com o Frateschi, gosto dele como cantor e do disco dele, acho muito talentoso....boa sorte com a homenagem

Daทilo disse...

Só vai convencer aos mais desavisados e aos muito jovens. A personalidade artística da banda está totalmente atrelada ao Renato. O forte da Legião é justamente a LETRA de Renato. Era o seu ponto mais forte, uma vez que nunca foram grandes músicos. Se for uma turnê única, com alguém CANTANDO BEM (pelo amor de Deus, Wagner Moura nunca mais) até vá lá. Do contrário será um mico e uma mancha na história da banda. Se bem que a banda que me refiro acabou dia 11 de outubro de 96.

Alexandre disse...

Tem alguma novidade nas faixas do cd ou é mais do mesmo?

Mauro Ferreira disse...

Alexandre, o comunicado da Universal Music não especifica se haverá faixas-bônus na reedição. Abs, obrigado.

Rafael M. disse...

Por mais que o Frateschi seja talentoso, sinceramente não boto fé nessa volta da banda com ele no comando. Renato Russo era e ainda é único!

Alex disse...

Não procede a notícia da volta da Legião Urbana. Quem leu o livro do Dado sabe perfeitamente que é impossível o retorno da banda. A notícia não tem fundamento algum. Não acreditem em tudo que sai por aí.

BIGODE disse...

O povo confunde as coisas, não é a volta, eles não vão gravar inéditas e nem ele quer ser Renato Russo....
Eles farão um show e tocarão as músicas, encarem como uma homenagem isso é normal