Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Álbum em que Zélia canta sambas autorais já tem título e vai sair em outubro

Antes do mundo acabar é o título do álbum de inéditas autorais gravado por Zélia Duncan em estúdio. Inteiramente dedicado ao samba, o disco da cantora e compositora fluminense - vista em foto de Gal Oppido -  já está finalizado e tem seu lançamento programado para outubro de 2015. Caberá à gravadora Biscoito Fino distribuir o CD  Antes do mundo acabar no mercado fonográfico.

17 comentários:

Mauro Ferreira disse...

♪ Antes do mundo acabar é o título do álbum de inéditas autorais gravado por Zélia Duncan em estúdio. Inteiramente dedicado ao samba, o disco da cantora e compositora fluminense - vista em foto de Gal Oppido - já está finalizado e tem seu lançamento programado para outubro de 2015.

Rafael M. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rafael M. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rafael M. disse...

Virou modinha artista de MPB lançar disco de sambas... Mas vamos ver como Zélia se sai nesta área. Curioso pra ouvir... Gostei do título do álbum, é bem de samba mesmo...

ADEMAR AMANCIO disse...

E que venha logo este disco,antes que o mundo acabe.

Victor Moraes, disse...

Tanto compositor bom pelo mundo que tenho medo de disco autoral e também de disco cheio de participações.
Não acredito que a Zélia ia entrar nessa onda de samba do mercado só pra arriscar. Ela deve ter preparado algo muito bom.

Engraçado que ouvi comentários que os artistas estão lançando disco as pressas ou adiando "antes do mundo acabar" com o lançamento da Adele. Agora que vi o título da Zélia, acho que foi um sinal. rsrs.

italo vinicius disse...

A pessoa faz sempre o mesmo comentário não sei pq lê publicações dos assuntos que não interessam. Só pra poder reclamar ?

italo vinicius disse...

Zélia ta em um dos seus melhores momentos o disco tem tudo pra transparecer essa fase e que bom que é no samba e que venha o disco antes que o mundo acabe RS

Wagner Hardman Lima disse...

Ansioso. Nada mais normal esse disco. Quem conhece de fato a obra de Zélia não se surpreenderia porque ela canta sambas há tempos. De Clementina de Jesus 'Na hora da sede' às participações em homenagem a Dona Ivone Lara... e quem esqueceu o 'Eu me transformo em outras' trazia sambas e regravações de músicas cantadas por Elisete e Araci de Almeida. Não vejo como 'modinha'. Vejo como um dos caminhos naturais. E que venha o CD antes que o mundo acabe com críticas antecipadas e vazias.

italo vinicius disse...

Mauro por falar em samba já sabes informações do filme do Martinho e da vila Isabel ? Abç.

TH disse...

Mas Zélia sempre teve um pezinho no samba, Rafael. Vide Quisera eu, Na Hora da Sede, 1800 Colinas, além do disco Eu Me Transformo Em Outras, repleto de ritmos derivados do samba, tá mais do que familiarizada. Eu to ansioso!

Henrique disse...

É impressionante quantas facetas tem Zélia e quantos projetos paralelos ela consegue conciliar com plenitude. Sucesso!

Marcelo Barbosa disse...

Maravilha! Que venha mais um cd de samba! Me amarro quando a Zélia cai nele.
E muito bem lembrado, TH! O 1800 colinas com a Rainha do samba no Casa de Samba 4 é maravilhoso.

@signodear disse...

A Zélia transita muito bem "também" pelo universo do samba. O álbum Eu me transformo em outras é maravilhoso e mostrou o quanto ela é versátil. Tudo que ela se propõe a fazer o faz com primor. Repertório de ZD confio de olhos fechados. Ela precisaria se "esforçar" muito pra me decepcionar rsrs. Abraço Mauro!!!

Rubens Lisboa disse...

Zélia é Zélia e o resto que se dane futebol clube!

Daทilo disse...

Engraçado é nessa altura do campeonato as pessoas fazerem essa distinção de prateleira. É uma coisa até meio brega: cantora de samba, cantora de MPB. Esses departamentos, esses rótulos. O mais bizarro ainda é distinguir Samba de MPB. O samba é nosso rhythm and blues, amigo.

claudio apolonio de matos disse...

EU SOU SUPER FÃ DE ZELIA DUNCAN, TENHO QUASE TODOS OS CDS...TENHO SEU ÚLTIMO TRABALHO EM HOMENAGEM A ITAMAR ASSUMPÇÃO, BELO TRABALHO...ESPERO COM ENORME EXPECTATIVA...DESEJO BOA SORTE A ZD NESTE NOVO TRABALHO...SUCESSO...