Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Alaíde e Gonzaga gravam Alceu, Capiba e João Cavalcanti no CD 'Porcelana'

Com lançamento programado para outubro de 2015, o álbum Porcelana - disco gravado pela cantora carioca Alaíde Costa com o cantor pernambucano Gonzaga Leal - alinha 14 músicas em 13 faixas. Duas - Frevo do contra-êxodo (2012) e Em tempo (2012) - são músicas de João Cavalcanti, lançadas há três anos pelo cantor e compositor carioca em seu primeiro álbum solo, Placebo (Warner Music, 2012). Alaíde Costa e Gonzaga Leal regravam também músicas dos compositores pernambucanos Alceu Valença (Solidão, 1984) e Capiba (1904 - 1997), lembrado com Quando se vai um amor, tristonho frevo-canção lançado em 1950 na voz de Carlos Calhardo (1913 - 1985), cantor nascido na Argentina, mas criado no Brasil desde os dois meses de vida. Porcelana traz também no repertório única parceria do cantor e compositor goiano Orlando Morais com o cantor e compositor baiano Caetano Veloso, Divinamente nua, a lua,  canção lançada por Orlando em 1990.

12 comentários:

Mauro Ferreira disse...

♪ Com lançamento programado para outubro de 2015, o álbum Porcelana - disco gravado pela cantora carioca Alaíde Costa com o cantor pernambucano Gonzaga Leal - alinha 14 músicas em 13 faixas. Duas - Frevo do contra-êxodo (2012) e Em tempo (2012) - são músicas de João Cavalcanti, lançadas há três anos pelo cantor e compositor carioca em seu primeiro álbum solo, Placebo (Warner Music, 2012). Alaíde Costa e Gonzaga Leal regravam também músicas dos compositores pernambucanos Alceu Valença (Solidão, 1984) e Capiba (1904 - 1997), lembrado com Quando se vai um amor, tristonho frevo-canção lançado em 1950 na voz de Carlos Calhardo (1913 - 1985), cantor nascido na Argentina, mas criado no Brasil desde os dois meses de vida. Porcelana traz também no repertório única parceria do cantor e compositor goiano Orlando Morais com o cantor e compositor baiano Caetano Veloso, Divinamente nua, a lua, canção lançada por Orlando em 1990.

Rafael M. disse...

Que maravilha de disco e de dupla! Que capa linda!!! Já está incluído nos meus favortitos de compras futuras, com toda a certeza!!!

Rafael M. disse...

Segue a relação de faixas do disco:

1. Olá (Sérgio Pererê)
-Omi Imolê (?) (Domínio Público)
2. Meu Amor Abre A Janela (Armando Machado/Tiago Torres da Silva)
3. Delicado (Socorro Lira)
4. Em Tempo (João Cavalcanti)
5. Fim do Ano (Zé Miguel Wisnik/Swami Júnior)
6. Bem-Me-Quer (Rubens Nogueira/Consuelo de Paula/Luiz Salgado)
7. Divinamente Nua, A Lua (Orlando Morais/Caetano Veloso)
8. O Meu Menino é D'Oiro (Zeca Afonso)
9. Água Doce No Mar (Socorro Lira/Consuelo de Paula)
10. Quando Se Vai Um Amor (Capiba)
11. Solidão (Alceu Valença)
12. Porcelana (Moisés Santana)
13. Frevo do Contra-Êxodo (João Cavalcanti)

Rafael M. disse...

Alaíde é uma das maiores cantoras desse país, e esse disco deve estar fabuloso, assim como tudo o que ela faz... Parabéns a ela por este novo projeto!!!

Marisa disse...

Rafael, se você realmente compra todos os cds que escreve aqui nos comentários, deve estar com dificuldade para armazena-los!

Marcelo Barbosa disse...

Bela capa mesmo!

Rafael M. disse...

Não Marisa, compro porque gosto e ponto final. Não tenho nenhuma dificuldade para armazená-los. Por quê a pergunta???

Luca disse...

repertório surpreendente para a Alaíde

Cláudio disse...

Acabo de ouvi-lo. Se eu imaginava ser um disco muito bom, enganei-me. Este CD é EXCEPCIONAL. O melhor disco que ouvi em 2015.
Mauro, você precisa ouvi-lo (se é que ainda não ouviu) e atualizar a resenha e republicá-la. Colocar as estrelas que achar que ele merece.
As pessoas precisam saber para que não fique esquecido, haja vista ter sido lançado de forma independente.

Cláudio disse...

Acabo de ouvi-lo. Se eu imaginava ser um disco muito bom, enganei-me. Este CD é EXCEPCIONAL. O melhor disco que ouvi em 2015.
Mauro, você precisa ouvi-lo (se é que ainda não ouviu) e atualizar a resenha e republicá-la. Colocar as estrelas que achar que ele merece.
As pessoas precisam saber para que não fique esquecido, haja vista ter sido lançado de forma independente.

lurian disse...

Esse disco é realmente maravilhoso. Pena que o que é bom no Brasil fique muitas vezes sem viabilidade e sem visibilidade, enquanto o lixo prospera nas gravadoras...

lurian disse...

Em tempo: além dos arranjos lindos o fado "Meu amor abre a janela" e o jazzy "Fim do ano" são duas pérolas na voz de Alaíde, e apesar de ser dificil escolher as melhores a gravação de "Porcelana" (Moisés santana) que enlaça os dois cantores é uma verdadeira louça fina.