Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


sábado, 8 de agosto de 2015

CD em tributo a Brant inclui Djavan, Dori, Maria Rita, Melodia, Samuel e Takai

Sobrinho do compositor mineiro Fernando Brant (Caldas - MG, 9 de outubro de 1946 / Belo Horizonte - MG, 12 de junho de 2015), Robertinho Brant produz para 2016 álbum duplo em tributo aos 70 anos do parceiro mais importante de Milton Nascimento. Intitulado O vendedor de sonhos, o disco vai apresentar gravações inéditas de Beto Guedes (San Vicente, Milton Nascimento e Fernando Brant, 1972), Djavan (Milagre dos peixes, Milton Nascimento e Fernando Brant, 1973), Dori Caymmi (Sentinela, Milton Nascimento e Fernando Brant, 1968), Fernanda Takai (Vevecos, panelas e canelas, Milton Nascimento e Fernando Brant, 1981), Joyce Moreno (Conversando no bar - Nas asas da Panair, Milton Nascimento e Fernando Brant, 1974), Luiz Melodia (Aqui é o país do futebol, Milton Nascimento e Fernando Brant, 1970), Maria Rita (Vida, Milton Nascimento e Fernando Brant, 1981) e Samuel Rosa (Paisagem da janela, Lô Borges e Fernando Brant, 1972). Milton Nascimento também participa do tributo, tendo gravado O medo de amar é o medo de ser livre (Beto Guedes e Fernando Brant, 1978).  O álbum-tributo ainda está em processo de gravação.

9 comentários:

Mauro Ferreira disse...

♪ Sobrinho do compositor mineiro Fernando Brant (Caldas - MG, 9 de outubro de 1946 / Belo Horizonte - MG, 12 de junho de 2015), Robertinho Brant produz álbum em tributo ao parceiro mais importante de Milton Nascimento. Intitulado O vendedor de sonhos, o disco vai apresentar gravações inéditas de Beto Guedes (San Vicente, Milton Nascimento e Fernando Brant, 1972), Djavan (Milagre dos peixes, Milton Nascimento e Fernando Brant, 1973), Dori Caymmi (Sentinela, Milton Nascimento e Fernando Brant, 1968), Fernanda Takai (Vevecos, panelas e canelas, Milton Nascimento e Fernando Brant, 1981), Joyce Moreno (Conversando no bar - Nas asas da Panair, Milton Nascimento e Fernando Brant, 1974), Luiz Melodia (Aqui é o país do futebol, Milton Nascimento e Fernando Brant, 1970), Maria Rita (Vida, Milton Nascimento e Fernando Brant, 1981) e Samuel Rosa (Paisagem da janela, Lô Borges e Fernando Brant, 1972). Milton Nascimento também participa do tributo, tendo gravado O medo de amar é o medo de ser livre (Beto Guedes e Fernando Brant, 1978). O disco-tributo ainda está em processo de gravação e pode vir a ser duplo.

Rafael M. disse...

Só gente boa participando desse tributo. Tomara que saia um álbum duplo... E que venha uma bela homenagem a Brant!

Marcelo disse...

Deveria ser duplo realmente. Uma obra vasta e tão magnífica merecia... E a lista deveria incluir Nana Caymmi, Simone, Joanna e Fafá de Belém. Isso...se aceitassem...

Rafael M. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rafael M. disse...

Que belíssima homenagem a Fernando Brant, e ainda mais com tanta gente boa cantando Brant. Esse tributo será fantástico... Tomara que saia mesmo um disco duplo.

lurian disse...

Ah que beleza, Brant construiu a arquitetura de versos para muitas vozes da MPB dos 70-80, espero que boa parte dela possa cantar em sua homenagem.

Henrique disse...

Que elenco mais lindo! Brant merece.

noca disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Victor Moraes, disse...

Paaaaara o mundo que Maria Rita tá dando voz ao Milton novamente. Já tô roendo as unhas.