Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


domingo, 9 de agosto de 2015

Eis a capa do único álbum gravado em tributo ao centenário de Orlando Silva

Esta é a capa de Abre a janela - Zé Guilherme canta Orlando Silva, único álbum produzido neste ano de 2015 para celebrar o centenário de nascimento do cantor carioca Orlando Silva (3 de outubro de 1915 - 7 de agosto de 1978), voz icônica da era pré-Bossa Nova dominada pelos intérpretes do estilo dó de peito. Com lançamento programado para setembro, Abre a janela é o terceiro álbum da discografia de Zé Guilherme, cantor nascido em Juazeiro do Norte (CE) e radicado em São Paulo (SP). Cezinha Oliveira assina a produção do CD em que Zé Guilherme dá voz a 18 músicas dos anos 1930 e 1940, todas gravadas por Orlando Silva em seu auge artístico. Eis, na ordem do CD, o repertório vintage do álbum  Abre a janela - Zé Guilherme canta Orlando Silva:

1. A jardineira (Benedito Lacerda e Humberto Porto, 1938)
2. Dama do cabaré (Noel Rosa, 1936)
3. A primeira vez (Alcebíades Barcelos e Armando Marçal, 1940)
4. Abre a janela (Roberto Roberti e Arlindo Marques Jr., 1938)
5. Aos pés da cruz (Marino Pinto e José Gonçalves, 1942)
6. Cidade do arranha céu (Edgard Cardoso, Ranchinho e Alvarenga, 1936)
7. Cidade brinquedo (Silvino Neto e Plínio Bretas, 1939)
8. Curare (Alberto Simões e Bororó, 1940)
9. Faixa de cetim (Ary Barroso, 1942)
10. Lábios que eu beijei (J. Cascata e Leonel Azevedo, 1937)
11. Lealdade (Wilson Batista e Jorge de Castro, 1942)
12. Malmequer (Newton Teixeira e Cristóvão de Alencar, 1940)
13. Meu consolo é você (Nássara e Roberto Martins, 1938)
14. Meu romance (J. Cascata, 1938)
15. O homem sem mulher não vale nada (Arlindo Marques Jr. e Roberto Roberti, 1939)
16. Pela primeira vez (Noel Rosa e Cristóvão de Alencar, 1936)
17. Preconceito (Marino Pinto e Wilson Batista, 1941)
18. Alegria (Assis Valente e Durval Maia, 1937)

8 comentários:

Mauro Ferreira disse...

♪ Esta é a capa de Abre a janela - Zé Guilherme canta Orlando Silva, único álbum produzido neste ano de 2015 para celebrar o centenário de nascimento do cantor carioca Orlando Silva (3 de outubro de 1915 - 7 de agosto de 1978), voz icônica da era pré-Bossa Nova dominada pelos intérpretes do estilo dó de peito. Com lançamento programado para setembro, Abre a janela é o terceiro álbum da discografia de Zé Guilherme, cantor nascido em Juazeiro do Norte (CE) e radicado em São Paulo (SP). Cezinha Oliveira assina a produção do CD em que Zé Guilherme dá voz a 18 músicas dos anos 1930 e 1940, todas gravadas por Orlando Silva em seu auge artístico. Eis, na ordem do CD, o repertório vintage do álbum Abre a janela - Zé Guilherme canta Orlando Silva:

1. A jardineira (Benedito Lacerda e Humberto Porto, 1938)
2. Dama do cabaré (Noel Rosa, 1936)
3. A primeira vez (Alcebíades Barcelos e Armando Marçal, 1940)
4. Abre a janela (Roberto Roberti e Arlindo Marques Jr., 1938)
5. Aos pés da cruz (Marino Pinto e José Gonçalves, 1942)
6. Cidade do arranha céu (Edgard Cardoso, Ranchinho e Alvarenga, 1936)
7. Cidade brinquedo (Silvino Neto e Plínio Bretas, 1939)
8. Curare (Alberto Simões e Bororó, 1940)
9. Faixa de cetim (Ary Barroso, 1942)
10. Lábios que eu beijei (J. Cascata e Leonel Azevedo, 1937)
11. Lealdade (Wilson Batista e Jorge de Castro, 1942)
12. Malmequer (Newton Teixeira e Cristóvão de Alencar, 1940)
13. Meu consolo é você (Nássara e Roberto Martins, 1938)
14. Meu romance (J. Cascata, 1938)
15. O homem sem mulher não vale nada (Arlindo Marques Jr. e Roberto Roberti, 1939)
16. Pela primeira vez (Noel Rosa e Cristóvão de Alencar, 1936)
17. Preconceito (Marino Pinto e Wilson Batista, 1941)
18. Alegria (Assis Valente e Durval Maia, 1937)

Rafael M. disse...

Simples, porém bonita a capa.

Marcelo disse...

E o repertório??? Fantástico! Parabéns ao cantor pela escolha!!

Rafael M. disse...

Também achei o repertório espetacular. Parabéns ao cantor e viva Orlando Silva!!! Uma pena o Orlando Silva ter seu centenário esquecido pelas gravadoras....

Oficina Rosina Pagan disse...

https://www.youtube.com/watch?v=UFUUAc0TsTU

Marcelo Barbosa disse...

Repertório biscoito finíssimo! Tomara que tenha uma bela voz! Vou conferir!

Luca disse...

o disco depende da forma como o repertório foi gravado pra ser bom

ADEMAR AMANCIO disse...

Estranho paradoxo,o "cantor das multidões" é praticamente desconhecido hoje em dia.Devia ser cultuado como Gardel na Argentina.