Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


sexta-feira, 6 de março de 2015

Filha de Baby, Zabelê volta à cena com CD solo produzido por Domenico

Uma das filhas de Baby do Brasil, projetada no universo pop brasileiro como integrante do trio SNZ (1997 - 2009), Zabelê Gomes inicia sua discografia solo neste mês de março de 2015 com a edição de seu primeiro álbum, Zabelê. No disco, produzido por Domenico Lancellotti, a cantora e compositora dá voz a dez músicas inéditas, todas assinadas por nomes da cena contemporânea brasileira. Prática (André Carvalho), Céu (Zabelê, Pedro Sá e Domenico Lancellotti), Enquanto desaba o mundo (Kassin), Atenção (Marcelo Callado e Quito Ribeiro), Colado (Alberto Continentino e Domenico Lancellotti), Na Paz (Luísa Maita), Nossas noites (Alberto Continentino e Domenico Lancellotti), Cara de cão (Gustavo Benjão e Domenico Lancellotti), Livre (Domenico Lancellotti) e Sabadá (Rubinho Jacobina) são as dez músicas do disco, cuja capa exibe (bela) arte assinada por Domenico Lancellotti. O álbum Zabelê chega ao mercado fonográfico em boa edição da Pommelo.

7 comentários:

Mauro Ferreira disse...

♪ Uma das filhas de Baby do Brasil, projetada no universo pop brasileiro como integrante do trio SNZ (1997 - 2009), Zabelê Gomes inicia sua discografia solo neste mês de março de 2015 com a edição de seu primeiro álbum, Zabelê. No disco, produzido por Domenico Lancellotti, a cantora e compositora dá voz a dez músicas inéditas, todas assinadas por nomes da cena contemporânea brasileira. Prática (André Carvalho), Céu (Zabelê, Pedro Sá e Domenico Lancellotti), Enquanto desaba o mundo (Kassin), Atenção (Marcelo Callado e Quito Ribeiro), Colado (Alberto Continentino e Domenico Lancellotti), Na Paz (Luísa Maita), Nossas noites (Alberto Continentino e Domenico Lancellotti), Cara de cão (Gustavo Benjão e Domenico Lancellotti), Livre (Domenico Lancellotti) e Sabadá (Rubinho Jacobina) são as dez músicas do disco, cuja capa exibe (bela) arte assinada por Domenico Lancellotti. O álbum Zabelê chega ao mercado fonográfico em boa edição da Pommelo.

Carlos Eduardo disse...

Daqui há 10 anos, para o bem ou para o mal, toda produção 2010-2015 da música popular brasileira terá a marca Domenico. Pra quem não curte diversidade é uma boa.

Da Redação disse...

Estou tão Feliz por esse Cd. Espero que ela faça barulho na música.

Marcelo disse...

Tudo o que é demais enjoa.... E dessa vez além de produzir ainda meteu umas composições no meio da brincadeira... To fora!!!

Rafael M. disse...

Tô curioso para ouvir esse disco. Ela está cercada aqui de bons compositores. Quero ouvir esse álbum!

ADEMAR AMANCIO disse...

Marcelo,algumas ou quase todas?

lurian disse...

O disco tem cara de Baby Consuelo dos anos 80. Gostei.