Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

'Chuva no mar' reitera inspiração de Marisa ao cair no disco de Carminho

Leve, a melodia soa como o sopro no ar citado em verso da letra que poetiza a eterna mutação do mundo, das coisas e das pessoas. A incessante e por vezes silenciosa transformação advinda da interferência de umas nas outras. Grande destaque do terceiro álbum da cantora portuguesa Carminho, o sublime Canto (Warner Music, 2014), Chuva no mar é envolvente canção que reitera a inspiração do cancioneiro autoral de Marisa Monte. A parceria da cantora e compositora carioca com o paulistano Arnaldo Antunes ganha em Canto - disco previsto para ser lançado no Brasil neste ano de 2015 - um registro à altura da lindeza da música, gravada por Carminho em dueto com a própria Marisa Monte. Disponível para audição no YouTube, através de lyric video feito com animação de Nicolau.pt, Chuva no mar é canção de delicadeza tribalista que valoriza o melhor álbum de Carminho no oceano que reconecta Brasil e Portugal. Eis a bela letra de Chuva no mar:

Chuva no mar
(Marisa Monte e Arnaldo Antunes)


Coisas transformam-se em mim
É como chuva no mar
Se desmancha assim em
Ondas a me atravessar
Um corpo sopro no ar
Com um nome pra chamar
É só alguém batizar
Nome pra chamar de
Nuvem, vidraça, varal
Asa, desejo, quintal
O horizonte lá longe
Tudo o que o olho alcançar
E o que ninguém escutar
Te invade sem parar
Te transforma sem ninguém notar
Frases, vozes, cores
Ondas, frequências, sinais
O mundo é grande demais
Coisas transformam-se em mim
Por todo o mundo é assim

5 comentários:

Mauro Ferreira disse...

♪ Leve, a melodia soa como o sopro no ar citado em verso da letra que poetiza a eterna mutação do mundo, das coisas e das pessoas. Destaque do terceiro álbum da cantora portuguesa Carminho, o sublime Canto (Warner Music, 2014), Chuva no mar é envolvente canção que reitera a inspiração do cancioneiro autoral de Marisa Monte. A parceria da cantora e compositora carioca com o paulistano Arnaldo Antunes ganha em Canto - disco previsto para ser lançado no Brasil neste ano de 2015 - um registro à altura da lindeza da música, gravada por Carminho em dueto com a própria Marisa Monte. Disponível para audição no YouTube, através de lyric video feito com animação de Nicolau.pt, Chuva no mar é canção de delicadeza tribalista que valoriza o melhor álbum de Carminho no oceano que reconecta Brasil e Portugal. Eis a bela letra de Chuva no mar:

Chuva no mar
(Marisa Monte e Arnaldo Antunes)

Coisas transformam-se em mim
É como chuva no mar
Se desmancha assim em
Ondas a me atravessar
Um corpo sopro no ar
Com um nome pra chamar
É só alguém batizar
Nome pra chamar de
Nuvem, vidraça, varal
Asa, desejo, quintal
O horizonte lá longe
Tudo o que o olho alcançar
E o que ninguém escutar
Te invade sem parar
Te transforma sem ninguém notar
Frases, vozes, cores
Ondas, frequências, sinais
O mundo é grande demais
Coisas transformam-se em mim
Por todo o mundo é assim

Luca disse...

Marisa é uma compositora bem fraquinha, tá longe de ser a sumidade na área que o Mauro acha que ela é

Rafael M. disse...

Letra muito bonita...

André disse...

Linda canção de Marisa e Arnaldo e na voz de Carminho ficou maravilhosa.

Fernando Lima disse...

Belíssima canção e o canto de Marisa valoriza qualquer canção.