Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

'Bossa funk', música que inclui Jobim no baile, dá pista de CD de Krieger

O cantor e compositor carioca Edu Krieger planeja lançar seu terceiro álbum neste ano de 2015. Música lançada hoje por Krieger em seu canal no YouTube, Bossa funk dá pista do CD que vai suceder de Correnteza (Biscoito Fino, 2009) na discografia do artista. "Bossa funk dá continuidade a minha pesquisa em torno da fusão do funk carioca com a MPB. Pesquisa que já pode ser vista em meu vídeo Resposta ao funk ostentação. Esta pesquisa, que venho desenvolvendo há cerca de quatro anos, vai ser a base do meu próximo CD", adianta Krieger. A intenção do artista ao compor e registrar Bossa funk - em gravação feita no Arena estúdio, no Rio de Janeiro (RJ), com arranjo e piano de Marcelo Caldi - foi aproximar o universo harmônico da Bossa Nova do batidão do funk carioca. Eis a letra de Bossa funk - música gravada com o violão e o baixo do próprio Krieger:

Bossa funk
(Edu Krieger)


É Tom Jobim com tamborzão
Tamborzão com Tom Jobim
Tamborzim com Tom Jobão
Tom Jobão com tamborzim


Samba supersônico
Maculeletrônico
Samba supersônico
Maculeletrônico


É bagulho eletrônico
Samba supersônico
Maculeletrônico


À benção João Gilberto e Monsieur Limá
Vinícius de Moraes e Bonde do Tigrão
Cidinho e Doca, Marlboro e Luiz Bonfá
Buchecha, Johnny Alf e MC Sapão

4 comentários:

Mauro Ferreira disse...

♪ O cantor e compositor carioca Edu Krieger planeja lançar seu terceiro álbum neste ano de 2015. Música lançada hoje por Krieger em seu canal no YouTube, Bossa funk dá pista do CD que vai suceder de Correnteza (Biscoito Fino, 2009) na discografia do artista. "Bossa funk dá continuidade a minha pesquisa em torno da fusão do funk carioca com a MPB. Pesquisa que já pode ser vista em meu vídeo Resposta ao funk ostentação. Esta pesquisa, que venho desenvolvendo há cerca de quatro anos, vai ser a base do meu próximo CD", adianta Krieger. A intenção do artista ao compor e registrar Bossa funk - em gravação feita no Arena estúdio, no Rio de Janeiro (RJ), com arranjo e piano de Marcelo Caldi - foi aproximar o universo harmônico da Bossa Nova do batidão do funk carioca. Eis a letra de Bossa funk - música gravada com o violão e o baixo do próprio Krieger:

Bossa funk
(Edu Krieger)

É Tom Jobim com tamborzão
Tamborzão com Tom Jobim
Tamborzim com Tom Jobão
Tom Jobão com tamborzim

Samba supersônico
Maculeletrônico
Samba supersônico
Maculeletrônico

É bagulho eletrônico
Samba supersônico
Maculeletrônico

À benção João Gilberto e Monsieur Limá
Vinícius de Moraes e Bonde do Tigrão
Cidinho e Doca, Marlboro e Luiz Bonfá
Buchecha, Johnny Alf e MC Sapão

Eduardo Canntho disse...

é pau , é pedra ; é o FIM do caminho

Eduardo Canntho disse...

é pau, é pedra; é o FIM do caminho

Maurício Detoni disse...

Edu, meu amigo e parceiro, dono de misturas inusitadamente geniais como esta. Sou fã.