Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


sexta-feira, 8 de agosto de 2014

Blondie recicla hits em CD duplo que traz um disco de inéditas da banda

Lançado em maio de 2014 nos Estados Unidos com o engenhoso título Blondie 4(0) ever, suprimido na edição brasileira recém-posta nas lojas pela gravadora Universal Music, o álbum duplo da banda norte-americana Blondie flagra Debbie Harry entre o passado e o presente. No CD 1, Greatest hits deluxe redux, a banda - ícone da New Wave - recicla hits como Heart of glass (Debbie Harry e Chris Stain, 1978), Rapture (Debbie Harry e Chris Stain, 1978) e The tide is high (1967), cover do grupo jamaicano The Paragons, lançado pela Blondie em 1980. No CD 2, Ghosts of downloads, álbum de inéditas, Blondie tenta atualizar seu som, flertando com o pop dance. Com capa psicodélica, Ghost of downloads é o disco mais eletrônico da banda e o de maior conotação sexual. A cantora Beth Ditto figura em A rose by any name. Outros destaques do álbum, autoral, são Sugar on the side, Rave e I want to drag you around.

4 comentários:

Mauro Ferreira disse...

Curta a página de Notas Musicais no Facebook para ser notificado das atualizações do blog. Abs, MauroF

Nando Moraes disse...

Li que um dos motivos da regravacao dos hits eh pelo fato da gravadora antiga conter os direitos daa gravacoes dos hits gravados no passado. Blondie regravou com uma fidelidade impressionante!

Unidade de Carbono no Palido ponto Azul disse...

A versão internacional ainda possui um DVD com um show de 1978, realizado pela banda no lendário CBGB's. E ainda vem 5 fotos dos arquivos de Chris Stein, com a Debbie Harry em sua fase mais linda nos anos 70 e um poster vintage.

Tudo isto foi limado da edição nacional pela Universal...

Bom, melhor que nada...mas fiz questão de comprar o importado, pois sou fanático pela Banda.

E aproveitando que Heart of Glass voltou a trilha sonora de uma novela da Globo após mais de 30 anos (no caso Boogie Oogie), esperamos que finalmente a banda venha ao Brasil, conforme vem prometendo em jornais e revistas.

Edy Lima disse...

Incrível como a antiga gravadora ficou com os direitos das musicas.

Já vi entrevistas em que Debbie diz que no show buziness, Blondie é a única banda que não tem um lucro que condiz com a fama da banda.
A mesma já afirmou dizer que com a vinda de Lady Gaga, muitos dos artistas underground que conseguiram voltar ao foco, são ridiculamente passados para trás até em tapete vermelho.