Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


domingo, 17 de agosto de 2014

Tiê posta foto com Cintra e Harris, produtores de seu álbum 'Esmeraldas'

Tiê postou hoje em sua página oficial no Facebook foto - tirada em Nova York (EUA) - em que aparece com Adriano Cintra (à esquerda) e com Jesse Harris, produtores de seu terceiro álbum, Esmeraldas. Nas lojas a partir da segunda quinzena de setembro de 2014, em edição da Warner Music, o disco foi gravado entre São Paulo (SP) e Nova York (EUA). Esmeraldas alinha participações de David Byrne (na canção All around you, música assinada por Byrne com Tiê, André Whoong e Tim Bernardes) e Guilherme Arantes (piano e hammond em Máquina de lavar, parceria de Tiê com o guitarrista e compositor André Whoong). O repertório é autoral.

3 comentários:

Mauro Ferreira disse...

♪ Tiê postou hoje em sua página oficial no Facebook foto - tirada em Nova York (EUA) - em que aparece com Adriano Cintra (à esquerda) e com Jesse Harris, produtores de seu terceiro álbum, Esmeraldas. Nas lojas a partir da segunda quinzena de setembro de 2014, em edição da Warner Music, o disco foi gravado entre São Paulo (SP) e Nova York (EUA). Esmeraldas alinha participações de David Byrne (na canção All around you, música assinada por Byrne com Tiê, André Whoong e Tim Bernardes) e Guilherme Arantes (piano e hammond em Máquina de lavar, parceria de Tiê com o guitarrista e compositor André Whoong). O repertório é autoral.

Carlos Augusto disse...

Bem legal! Você viu que a Natália Matos lançou seu CD? Tá muito bom! O show de lançamento foi ótimo! Voz incrível.

Val Js disse...

A Tiê tem um timbre de voz bonito,canta de modo natural, adequado a sua extensão vocal, mas acho que está ficando cansativo esse grupo de novos cantores/cantoras que não conseguem compor música com mais de três acordes e assumem isso como "estilo". Não seria na verdade uma preguiça ou limitação técnica?