Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


sábado, 16 de maio de 2015

Período em que Gal foi musa da contracultura vai ser documentado em filme

Atual diretor artístico dos discos e shows de Gal Costa, ocupando função já desempenhada por nomes como Caetano Veloso e Waly Salomão (1943 - 2003), Marcus Preto vai lançar um olhar cinematográfico sobre o período em que a cantora foi a musa da contracultura brasileira. Preto - com Gal na foto de Lauro Lisboa Garcia - planeja com o cineasta Daniel Ribeiro um documentário sobre a carreira e a postura de Gal no período que vai de 1969 a 1972, quando Caetano Veloso e Gilberto Gil amargaram forçado exílio europeu. A ideia é começar a filmar em 2016, incluindo no documentário imagens do show Fa-Tal  -  Gal a todo vapor (1971), marco dessa fase da cantora.

9 comentários:

Mauro Ferreira disse...

♪ Atual diretor artístico da carreira de Gal Costa, ocupando função já desempenhada por nomes como Caetano Veloso e Waly Salomão (1943 - 2003), Marcus Preto vai lançar um olhar cinematográfico sobre o período em que a cantora foi a musa da contracultura brasileira. Preto - com Gal na foto de Lauro Lisboa Garcia - planeja com o cineasta Daniel Ribeiro um documentário sobre a carreira e a postura de Gal no período que vai de 1969 a 1972, quando Caetano Veloso e Gilberto Gil amargaram forçado exílio europeu. A ideia é começar a filmar em 2016, incluindo no documentário imagens do show Fa-Tal - Gal a todo vapor (1971), marco dessa fase da cantora.

Rafael M. disse...

Uma das melhores e mais efervescentes fases de Gal. Merece mesmo ganhar um documentário.

rafael disse...

"Diretor Artístico da carreira"... Eu nunca tinha ouvido falar nessa função, mas, olha, faz todo sentido. Alguém mais próximo, inclusive, podia indicar um pra Zizi Possi e pra tantas cantoras desse nosso Brasil varonil.

noca disse...

Feliz pela GAL e o novo casamento!

Fabio disse...

Hoje Gal foi materia no Globo, Folha e Estadao. Neste ultimo consta que as musicas de Wisnik e Arantes serão lançadas no iTunes mais próximo do dia dos pais.

Daทilo disse...

A esperança é que tenha muitos trechos de Fa-Tal, disco extraordinário. E essa fase do desbunde é a melhor de todas.

Mauro Silva disse...

Tomara que neste documentário abordem o disco de 1969, O 2° de Gal, que abre com "Cinema Olímpia".É um sonho ver a Gal ou alguém da produção da época falar deste disco, muito se fala do Fa-tal, que é muito bom, mas vamos falar do que até hoje não se foi falado. Eu acho este disco de 1969, surreal! Tem Jards Macalé ali com a Gal,Tem Caetano, Gil...tem muito grito, distorção, psicodelia absurda e ninguem fala nada deste disco..nem a própria Gal. Quero saber muito como este disco foi feito, por que aquilo alí não parece uma gravação'normal'feita no estudio.Nenhum disco Psicodélico de qualquer país, chega á loucura deste.

Marcelo disse...

Gal é realmente eterna. Outras cantoras fazem um, dois cds, fazem um burburinho na mídia e depois somem... Gal continua aí...Uma geração realmente imbatível!!!

ADEMAR AMANCIO disse...

Gal faz a diferença.