Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


sábado, 30 de maio de 2015

Hyldon regrava primeiro álbum, lançado há 40 anos, apenas com voz e violão

O soulman Hyldon continua na rua, na chuva e na fazenda. Por mais que venha tentando renovar seu repertório e abrir parcerias, como fez no ótimo disco de inéditas Romances urbanos (Sony Music, 2013), o cantor, compositor e músico baiano - radicado no Rio de Janeiro (RJ) - continua associado ao inspirado repertório autoral de seu primeiro álbum, Na rua, na chuva, na fazenda (Polydor, 1975). Repertório que gerou hits instantâneos como As dores do mundo e Na sombra de uma árvore. Tanto que, para lembrar os 40 anos de lançamento do LP, Hyldon decidiu regravar as 12 músicas do álbum no CD intitulado Na rua, na chuva, na fazenda - A origem. O subtítulo A origem alude ao fato de Hyldon estar revisitando as músicas tal como elas foram concebidas ao violão em gravação mixada por Cézar Delano. À venda no site oficial do artista, em edição da DPA Music, o remake do álbum Na rua, na chuva, na fazenda - cuja música-título foi previamente lançada em compacto, em 1973 - reapresenta as 12 músicas em ordem diversa da exposição das faixas no LP lançado em 1975. Eis a ordem das 12 músicas do disco lançado neste mês de maio de 2015 com capa que exibe Hyldon em foto de Daryan Dornelles e no projeto gráfico de Flávio Albino:

1. Na sombra de uma árvore (Hyldon)
2. Eleonora (Hyldon)
3. Na rua, na chuva, na fazenda (Hyldon)
4. Sábado e domingo (Hyldon e Nenem)
5. As dores do mundo (Hyldon)
6. Quando a noite vem (Hyldon)
7. Acontecimento (Hyldon)
8. Vamos passear de bicicleta? (Hyldon)
9. Guitarras, violinos e instrumentos de samba (Hyldon)
10. Vida engraçada (Hyldon)
11. Meu patuá (Hyldon)
12. Balanço do violão (Hyldon e Beto Moura)

6 comentários:

Mauro Ferreira disse...

♪ O soulman Hyldon continua na rua, na chuva e na fazenda. Por mais que venha tentando renovar seu repertório e abrir parcerias, como fez no ótimo disco de inéditas Romances urbanos (Sony Music, 2013), o cantor, compositor e músico baiano - radicado no Rio de Janeiro (RJ) - continua associado ao inspirado repertório autoral de seu primeiro álbum, Na rua, na chuva, na fazenda (Polydor, 1975). Repertório que gerou hits instantâneos como As dores do mundo e Na sombra de uma árvore. Tanto que, para lembrar os 40 anos de lançamento do LP, Hyldon decidiu regravar as 12 músicas do álbum no CD intitulado Na rua, na chuva, na fazenda - A origem. O subtítulo A origem alude ao fato de Hyldon estar revisitando as músicas tal como elas foram concebidas ao violão em gravação mixada por Cézar Delano. À venda no site oficial do artista, em edição da DPA Music, o remake do álbum Na rua, na chuva, na fazenda - cuja música-título foi previamente lançada em compacto, em 1973 - reapresenta as 12 músicas em ordem diversa da exposição das faixas no LP lançado em 1975. Eis a ordem das 12 músicas do disco lançado neste mês de maio de 2015 com capa que exibe Hyldon em foto de Daryan Dornelles e no projeto gráfico de Flávio Albino:

1. Na sombra de uma árvore (Hyldon)
2. Eleonora (Hyldon)
3. Na rua, na chuva, na fazenda (Hyldon)
4. Sábado e domingo (Hyldon e Nenem)
5. As dores do mundo (Hyldon)
6. Quando a noite vem (Hyldon)
7. Acontecimento (Hyldon)
8. Vamos passear de bicicleta? (Hyldon)
9. Guitarras, violinos e instrumentos de samba (Hyldon)
10. Vida engraçada (Hyldon)
11. Meu patuá (Hyldon)
12. Balanço do violão (Hyldon e Beto Moura)

Luca disse...

perda de tempo, falta do que fazer

Mauro Silva disse...

Gosto muito do Hyldon, mas sinceramente regravar um disco, mesmo com arranjos diferentes é chover no molhado, não rola, não dá. Seria muito bem vindo um Box com os discos antigos REMASTERIZADOS EM CD, onde a maioria AINDA é inédito no formato digital. Ou até mesmo um disco de inéditas Hyldon, por que não ? Pense com carinhos nestas idéias, principalmente em relançar a tua obra, você tem discos incríveis, queremos eles em CD :)

Rafael M. disse...

O primeiro álbum dele é um clássico, não precisava de ter uma regravação... Uma grande bobagem, perda de tempo mesmo...

Rafael M. disse...

O disco está disponível para download gratuito em seu site oficial.

Marcelo disse...

Quem quer isso???