Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Caixa com cinco álbuns lembra os 30 anos do sucesso inicial do Ultraje

Contratado em 1982 pela Warner Music, gravadora pela qual debutou no mercado fonográfico em 1983 com o compacto que trazia Inútil (Roger Moreira) e Mim quer tocar (Roger Moreira), o grupo paulistano Ultraje a Rigor estourou em 1984 a partir da edição de um segundo compacto que trazia Eu me amo  (Roger Moreira) e Rebelde sem causa (Roger Moreira). Tomando como ponto de partida esse sucesso inicial, o pesquisador e produtor musical carioca Marcelo Fróes formatou para a Warner Music a caixa Ultraje a Rigor 30 anos, que chega às lojas ainda neste ano de 2014. Com o pretexto de festejar as três décadas desse êxito inicial do grupo (ainda na ativa, liderado pelo resistente vocalista Roger Moreira), a caixa embala reedições dos cinco primeiros álbuns do Ultraje, lançados entre 1985 e 1993 pela Warner Music. Nós vamos invadir sua praia (1985), Sexo! (1987), Crescendo (1989), Por quê Ultraje a Rigor? (1990) e Ó (1993) voltam ao catálogo, encaixotados com capas e contracapas originais, letras, fichas técnicas e reprodução dos rótulos dos LPs originais. As reedições são aditivadas com 17 faixas-bônus extraídas de singles, discos promocionais, coletâneas e projetos especiais. Entre elas, há Vamos virar japonês (Roger Moreira), música lançada na compilação O mundo encantado do Ultraje a Rigor (1992).

6 comentários:

Mauro Ferreira disse...

♪ Contratado em 1982 pela Warner Music, gravadora pela qual debutou no mercado fonográfico em 1983 com o compacto que trazia Inútil (Roger Moreira) e Mim quer tocar (Roger Moreira), o grupo paulistano Ultraje a Rigor estourou em 1984 a partir da edição de um segundo compacto que trazia Eu me amo (Roger Moreira) e Rebelde sem causa (Roger Moreira). Tomando como ponto de partida esse sucesso inicial, o pesquisador e produtor musical carioca Marcelo Fróes formatou para a Warner Music a caixa Ultraje a Rigor 30 anos, que chega às lojas ainda neste ano de 2014. Com o pretexto de festejar as três décadas desse êxito inicial do grupo (ainda na ativa, liderado pelo resistente vocalista Roger Moreira), a caixa embala reedições dos cinco primeiros álbuns do Ultraje, lançados entre 1985 e 1993 pela Warner Music. Nós vamos invadir sua praia (1985), Sexo! (1987), Crescendo (1989), Por quê Ultraje a Rigor? (1990) e Ó (1993) voltam ao catálogo, encaixotados com capas e contracapas originais, letras, fichas técnicas e reprodução dos rótulos dos LPs originais. As reedições são aditivadas com 17 faixas-bônus extraídas de singles, discos promocionais, coletâneas e projetos especiais. Entre elas, há Vamos virar japonês (Roger Moreira), música lançada na compilação O mundo encantado do Ultraje a Rigor (1992).

Mauro Silva disse...

Mauro Ferreira, sabe dizer se a caixa do Paulinho e da Rita vai sair ainda este ano, ou só pro ano que vem ?

Mauro Ferreira disse...

Mauro, a assessoria da Universal Music me disse que a caixa do Paulinho sairia neste mês de novembro. Mas esses produtos sempre atrasam. Abs, MauroF

Manoel Leite disse...

A caixa do Ultraje estava em pre venda na saraiva e saiu... Sabe qual o motivo??

Manoel Leite disse...

A caixa do Ultraje estava em pre venda na saraiva e saiu... Sabe qual o motivo??

Mauro Ferreira disse...

Não, não sei o motivo. Abs, MauroF