Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


terça-feira, 25 de novembro de 2014

Racionais MC's lançam o oitavo álbum, 'Cores & valores', com 15 faixas

O grupo paulistano de rap Racionais MC's apresentou aos primeiros minutos de hoje, 25 de novembro de 2014, Cores & valores, seu oitavo álbum, o sexto de estúdio e de inéditas. Com capa provocativa, na qual os quatro integrantes do grupo (Mano Brown, Ice Blue, Edi Rock e KL Jay) aparecem mascarados e caracterizados como garis, com armas na mão, o álbum Cores & valores já está disponível para compra na plataforma virtual Google Play e para audição no YouTube. Gestado no Maraca Estúdio, situado no Capão Redondo, bairro da periferia paulista que serviu de cenário para a criação dos Racionais MC's, mas gravado no Quad Recording Studios e mixado no Brevery Recordind Studio, em Nova York (EUA), o disco enfileira 15 faixas. Algumas têm menos de um minuto e soam como vinhetas. Todas inéditas, as músicas do disco são assinadas por Mano Brown, Edi Rock e Ice Blue sozinhos ou em parceria com nomes como Don Pixote, Helião e Lino Crizz. Eis - na ordem do álbum - as 15 faixas de Cores & valores, o primeiro álbum de inéditas dos Racionais MC's desde Nada como um dia após o outro dia (Cosa Nostra, 2002):

1. Cores & valores (Mano Brown e Don Pixote)
2. Somos o que somos (Ice Blue e Helião)
3. Cores & valores - Preto e amarelo (Negreta)
4. Trilha (Mano Brown e DJ Cia)
5. Eu te disse (Mano Brown) 
6. Preto zica (Mano Brown e Edi Rock)
7. Cores & valores - Finado neguim (Mano Brown)
8. Eu compro (Ice Blue, Helião e Mano Brown)
9. A escolha que fiz (Edi Rock)
10. A praça (Edi Rock e Juliano Kurban)
11. O mal e o bem (Edi Rock e Don Pixote)
12. Você me deve (Mano Brown e Don Pixote)
13. Quanto vale o show? (Mano Brown)
14. Coração barrabaz (Mano Brown)
15. Eu te proponho (Mano Brown e Lino Crizz)

5 comentários:

Mauro Ferreira disse...

♪ O grupo paulistano de rap Racionais MC's apresentou aos primeiros minutos de hoje, 25 de novembro de 2014, Cores & valores, seu oitavo álbum, o sexto de estúdio e de inéditas. Com capa provocativa, na qual os quatro integrantes do grupo (Mano Brown, Ice Blue, Edy Rock e KL Jay) aparecem mascarados e caracterizados como garis, com armas na mão, o álbum Cores & valores já está disponível para compra na plataforma virtual Google Play e para audição no YouTube. Gestado no Maraca Estúdio, situado no Capão Redondo, bairro da periferia paulista que serviu de cenário para a criação dos Racionais MC's, mas gravado no Quad Recording Studios e mixado no Brevery Recordind Studio, em Nova York (EUA), o disco enfileira 15 faixas. Algumas têm menos de um minuto e soam como vinhetas. Todas inéditas, as músicas do disco são assinadas por Mano Brown, Edi Rock e Ice Clube sozinhos ou em parceria com nomes como Don Pixote, Helião e Lino Crizz. Eis - na ordem do álbum - as 15 faixas de Cores & valores, o primeiro álbum de inéditas dos Racionais MC's desde Nada como um dia após o outro dia (Cosa Nostra, 2002):

1. Cores & valores (Mano Brown e Don Pixote)
2. Somos o que somos (Ice Blue e Helião)
3. Cores & valores - Preto e amarelo (Negreta)
4. Trilha (Mano Brown)
5. Eu te disse (Mano Brown)
6. Preto zica (Mano Brown e Edi Rock)
7. Cores & valores - Finado neguim (Mano Brown)
8. Eu compro (Ice Blue e Helião)
9. A escolha que fiz (Edi Rock)
10. A praça (Edi Rock)
11. O mau e o bem (Edi Rock e Don Pixote)
12. Você me deve (Mano Brown e Don Pixote)
13. Quanto vale o show? (Mano Brown)
14. Coração barrabaz (Mano Brown)
15. Eu te proponho (Mano Brown e Lino Crizz)

Mauro Silva disse...

Racionais MC's cansa...cansa...cansa sempre batem na mesma tecla, ai gente...vamos amar um pouco, essa temática de injustiça já deu.Já basta a nossa vida que é "matar um Leão por dia" e ainda tem que escutar CD pesado de gírias e cara feia emburrada ah não... não dá.Trabalhem um disco de Soul ou Black, com uma levada bem gostosa, com arranjos bem trabalhados...Vamos amar meninos! Ninguém aprende apanhando não.Vocês precisam ouvir Roberto Carlos.

Paulo Helison disse...

Ice CLUBE? KKKKKKK

ADEMAR AMANCIO disse...

Além de Roberto Carlos,eu acrescentaria Amado Batista,artistas da mesma estirpe,e que tem o mesmo alcance estético.

Ricardo Santos disse...

Ouvi o cd e do ponto de vista melódico e de arranjos sobressai a faixa 11 (O Mal e o Bem), a letra de Quanto vale o show (faixa 13) remonta aos bons tempos de Racionais, conforme você já havia comentado numa postagem anterior. É de lamentar as faixas breves como vinhetas (as faixas 3 e 4, 37 segundos e 24 segundos, respectivamente), tanto tempo se lançar um álbum - os primeiros trabalhos fonográficos do quarteto tinham poucas músicas, mas extensas,a já citada faixa 11 é a mais longa com 4:59. Sobre o estilo dos Racionais, é isso mesmo, música engajada com a denúncia social no vocabulário da periferia. O tom de indignação na voz dos intérpretes, vejo como mais um elemento identitário caracterizando o teor reivindicatório/ denunciatório da proposta musical deles.Pensando bem, num cenário que tende a se homogeneizar pela égide da indústria cultural de massa, como é o panorama musical brasileiro, é salutar essa diversidade. É legal termos Amado Batista. É legal termos Roberto Carlos, mas é legal também termos um pouquinho de Racionais. Há outros artistas do rap e hip-hop mais sintonizados com o mero entretenimento e que dialogam com o Soul e suas possibilidades. De repente, todos na mesma toada também cansaria