Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Diogo grava CD de inéditas produzido por Bruno Cardoso, líder do Sorriso

Três meses após lançar Bossa negra, esplêndido álbum gravado e assinado com o bandolinista Hamilton de Holanda, o cantor e compositor carioca Diogo Nogueira entra em estúdio nesta última semana de novembro de 2014  para gravar disco de inéditas, o terceiro de sua discografia solo. Quem pilota a produção do álbum é Bruno Cardoso, o vocalista e líder do Sorriso Maroto, grupo carioca prestes a lançar CD e DVD gravados ao vivo em show no ginásio Maracanãzinho, no Rio de Janeiro (RJ). O primeiro álbum solo de estúdio de Diogo - em foto de Washington Possato - desde o CD Mais amor (EMI Music, 2013) vai ser editado em 2015 pela gravadora Universal Music.

5 comentários:

Mauro Ferreira disse...

♪ Três meses após lançar Bossa negra, esplêndido álbum gravado e assinado com o bandolinista Hamilton de Holanda, o cantor e compositor carioca Diogo Nogueira entra em estúdio nesta última semana de novembro de 2014 para gravar disco de inéditas, o terceiro de sua discografia solo. Quem pilota a produção do álbum é Bruno Cardoso, o vocalista e líder do Sorriso Maroto, grupo carioca prestes a lançar CD e DVD gravados ao vivo em show no ginásio Maracanãzinho, no Rio de Janeiro (RJ). O primeiro álbum solo de estúdio de Diogo - em foto de Washington Possato - desde o CD Mais amor (EMI Music, 2013) vai ser editado em 2015 pela gravadora Universal Music.

Marcelo Barbosa disse...

E dá-lhe sambrega! Depois de um estupendo disco com Hamilton de Holanda me vem com essa notícia. Se fosse um Ivan Paulo, um Rildo Hora, mas não.....Bruno do Sorriso Maroto. É!
Depois que a carreira retrocede como a maioria dos pseudo-pagodeiros, talvez tente voltar atrás. Dinheiro que vem fácil, vai fácil e a qualidade no repertório manda lembranças. Uma lástima, pois era fã do pai que NUNCA se cercou de modismos e sempre gravou o samba de qualidade.
Já o filho tem o cd de sambregas que eu não lembro do nome (o quarto, após o de Cuba), cuja participação de Zeca Pagodinho também não ajudou a deslanchar.

Marcelo disse...

realmente ! Diogo tem bela voz e precisa redirecionar sua carreira...

Marcelo disse...

Esse aí vai sempre escolher sempre o sucesso fácil do q uma carreira com um repertório de qualidade!!!

ADEMAR AMANCIO disse...

Eu nem conheço o trabalho artístico desse moço.Com essa estampa,eu só posso lhe dizer que minha carne é fraca.