Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


terça-feira, 29 de março de 2016

Cancioneiro soberano de Jobim ganha tons lusitanos em álbum de Carminho

Os cancioneiros de dois dos maiores compositores brasileiros de todos os tempos inspiram e guiam os próximos disco de dois dos maiores cantores portugueses da atualidade. Enquanto António Zambujo vai lançar álbum dedicado à obra de Chico Buarque neste ano de 2016, a cantora Carminho começa a preparar álbum - previsto para 2017 - com músicas do cancioneiro soberano do compositor carioca Antonio Carlos Jobim (1927 - 1994). Cabe lembrar que foi cantando em dueto uma parceria de Jobim (foto) com Chico, Sabiá, que Carminho e Zambujo ampliaram o número de fãs brasileiros em número feito, em junho de 2013, na 24ª edição do Prêmio da Música Brasileira.

5 comentários:

Mauro Ferreira disse...

♪ Os cancioneiros de dois dos maiores compositores brasileiros de todos os tempos inspiram e guiam os próximos disco de dois dos maiores cantores portugueses da atualidade. Enquanto António Zambujo vai lançar álbum dedicado à obra de Chico Buarque neste ano de 2016, a cantora Carminho começa a preparar álbum - previsto para 2017 - com músicas do cancioneiro soberano do compositor carioca Antonio Carlos Jobim (1927 - 1994). Cabe lembrar que foi cantando em dueto uma parceria de Jobim (foto) com Chico, Sabiá, que Carminho e Zambujo ampliaram o número de fãs brasileiros em número feito, em junho de 2013, na 24ª edição do Prêmio da Música Brasileira.

Rafael M. disse...

Amo Carminho... Uma das mais talentosíssimas cantoras portuguesas dessa geração... Tenho confiança de que esse seu disco dedicado ao mestre Jobim será esplêndido.

Luca disse...

concordo, Rafael, esse disco promete...

Bernardo Barroso Neto disse...

Carminho é espetacular. Melhor cantora portuguesa da atualidade. Esse disco promete demais.

ADEMAR AMANCIO disse...

Imaginei ainda hoje a Carminho cantando a obra de Tom Jobim,estou virando o pai Diná.