Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


domingo, 21 de dezembro de 2014

Retrô 2014: Juçara Marçal se agiganta ao encarar a morte em 'Encarnado'

Retrospectiva 2014 - Juçara Marçal trouxe boas novas em 2014. Vocalista do Trio Metá Metá, a cantora e compositora paulistana sai de 2014 mais viva do que nunca ao encarar a morte em um primeiro atordoante álbum solo, Encarnado, que arrebatou a crítica. Figura fácil em todas as listas de melhores discos de 2014, Encarnado jorrou sangue ao enfiar a navalha na carne com o toque cortante das guitarras de Kiko Dinucci e Rodrigo Campos, músicos fundamentais na arquitetura deste disco cru, punk, por vezes até angustiante. Lançado em 18 de fevereiro em edição digital disponibilizada para download gratuito, Encarnado ganhou em abril uma artesanal edição física em CD, fabricado com serigrafia. No embalo da unânime consagração da crítica, Juçara promoveu o disco com shows que seduziram pequeno, mas quente e antenado, público. A morte lhe caiu bem.

5 comentários:

Fabio disse...

"Arrebatou a crítica" e só! Talvez o "DJ" Ze Pedro tb.

Mauro Ferreira disse...

♪ Retrospectiva 2014 - Juçara Marçal trouxe boas novas em 2014. Vocalista do Trio Metá Metá, a cantora e compositora paulistana sai de 2014 mais viva do que nunca ao encarar a morte em um primeiro atordoante álbum solo, Encarnado, que arrebatou a crítica. Figura fácil em todas as listas de melhores discos de 2014, Encarnado jorrou sangue ao enfiar a navalha na carne com o toque cortante das guitarras de Kiko Dinucci e Rodrigo Campos, músicos fundamentais na arquitetura deste disco cru, punk, por vezes até angustiante. Lançado em 18 de fevereiro em edição digital disponibilizada para download gratuito, Encarnado ganhou em abril uma artesanal edição física em CD, fabricado com serigrafia. No embalo da unânime consagração da crítica, Juçara promoveu o disco com shows que seduziram pequeno, mas quente e antenado, público. A morte lhe caiu bem.

Mauro Silva disse...

Eu gostei muito do "Encarnado" Juçara é danada! Belo Disco :)

lurian disse...

Ousadia necessária e na dose certa. Muita gente tenta o que Jussara conseguiu, mas não atinge esse grau.
Parabéns aos envolvidos no projeto!

Vitor disse...

Uma chata ZZZzzz