Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Discobertas encaixota reedições de (outros) quatro álbuns de Agostinho

Dando sequência à reedição da discografia do cantor paulista Agostinho dos Santos (1932 - 1973) na extinta gravadora RGE, o selo carioca Discobertas põe nas lojas o segundo volume da caixa intitulada Bossa nova e produzida pelo pesquisador musical Marcelo Fróes, diretor do selo. Tal como a primeira caixa, editada no primeiro semestre deste ano de 2014, a segunda caixa embala reedições de quatro álbuns do cantor, aditivadas com faixas-bônus extraídas de raros compactos. No caso, o Vol. 2 de Bossa nova traz álbuns lançados de 1962 a 1964. Os títulos encaixotados são A presença de Agostinho (1962), Boleros famosos (1963), Mais boleros famosos (1963) e Vanguarda (1964), único álbum que faz jus ao título da caixa Bossa nova com uma seleção de sucessos do gênero surgido oficialmente em 1958. Ninguém menos do que o compositor Ronaldo Bôscoli (1928-1994) assina a produção de Vanguarda. Caixa já está nas lojas.

3 comentários:

Mauro Ferreira disse...

♪ Dando sequência à reedição da discografia do cantor paulista Agostinho dos Santos (1932 - 1973) na extinta gravadora RGE, o selo carioca Discobertas põe nas lojas o segundo volume da caixa intitulada Bossa nova e produzida pelo pesquisador musical Marcelo Fróes, diretor do selo. Tal como a primeira caixa, editada no primeiro semestre deste ano de 2014, a segunda caixa embala reedições de quatro álbuns do cantor, aditivadas com faixas-bônus extraídas de raros compactos. No caso, o Vol. 2 de Bossa nova traz álbuns lançados de 1962 a 1964. Os títulos encaixotados são A presença de Agostinho (1962), Boleros famosos (1963), Mais boleros famosos (1963) e Vanguarda (1964), único álbum que faz jus ao título da caixa Bossa nova com uma seleção de sucessos do gênero surgido oficialmente em 1958. Ninguém menos do que o compositor Ronaldo Bôscoli (1928-1994) assina a produção de Vanguarda. Caixa já está nas lojas.

ADEMAR AMANCIO disse...

Não consigo associar Agostinho dos Santos com a Bossa-nova.Grande voz.

ADILSON CAETANO COELHO Coelho disse...

Comecei a Ouvir Agostinho dos Santos com 14 para 15 anos, dai pra frente sempre foi meu cantor preferido,acredito que tenha uma grande coleção,tudo Original em Cd e Vinil(Gravados)agora mesmo acabo de conseguir um Cd que ñ tinha,Agostinho sempre Agostinho,,quero sugerir ao Marcelo Frós,que reedite as outra Gravações,faça um vol 3 ou 4 pois tem muita coisa boa para voltar ao Mercado Fonografico.Obrigado pela oportunidade.Adilson