Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


sábado, 11 de junho de 2016

Maria Rita lança CD e DVD com gravação integral do show 'Coração a batucar'

O samba em mim - Ao vivo na Lapa é o título do CD e do DVD que a gravadora Universal Music vai lançar na segunda quinzena deste mês de junho de 2016 com o registro integral do show Coração a batucar (2014 / 2015), baseado no homônimo segundo álbum de samba de Maria Rita. Das 20 músicas do roteiro seguido pela cantora paulistana na apresentação captada na madrugada de 6 de dezembro de 2015 na Fundição Progresso, na cidade do Rio de Janeiro (RJ), somente duas - E vamos à luta (Gonzaguinha, 1980) e Do fundo do nosso quintal (Jorge Aragão e Alberto Souza, 1987), samba que deu nome a um álbum lançado há 29 anos pelo grupo carioca Fundo de Quintal - nunca tinham sido registradas em disco pela intérprete. O subtítulo do DVD cita nominalmente a Lapa, bairro do Centro da cidade do Rio de Janeiro (RJ) que tem efervescente circuito de samba e choro. É nesse bairro que está situada a Fundição Progresso, espaço multimídia que também funciona como casa de shows. O DVD O samba em mim eterniza show feito sob a produção e direção musical da própria Maria Rita e captado em vídeo sob a direção de Hugo Prata. Show, aliás, que já tinha tido um registro (parcial) captado em São Paulo (SP) em 2014 e editado em 2015 em DVD alocado como bônus de edição especial do álbum Coração a batucar (Universal Music, 2014). Eis, na ordem do DVD que exibe a gravação integral do belo show, as 20 músicas alinhadas no repertório de  O samba em mim - Ao vivo na Lapa:

1. É corpo, é alma, é religião (Arlindo Cruz, Rogê e Arlindo Neto, 2014)
2. Cara valente (Marcelo Camelo, 2003)
3. Maltratar não é direito (Arlindo Cruz e Franco, 2007)
4. Rumo ao infinito (Arlindo Cruz, Marcelinho Moreira e Fred Camacho, 2014)
5. O que é o amor (Arlindo Cruz, Maurição e Fred Camacho, 2007)
6. Abismo (Thiago Silva, Lelê e Davi dos Santos, 2014)

7. Fogo no paiol (Rodrigo Maranhão, 2010)
8. Bola pra frente (Xande de Pilares e Gilson Bernini, 2014)
9. Saco cheio (Dona Fia e Marcos Antônio, 1981)
10. E vamos à luta (Gonzaguinha, 1980)
11. Maria do Socorro (Edu Krieger, 2007)
12. Coração a batucar (Davi Moraes e Alvinho Lancellotti, 2011)
13. Mainha me ensinou (Arlindo Cruz, Xande de Pilares e Gilson Bernini, 2014)
14. Cria (Serginho Meriti e César Belieny, 2007)
15. Num corpo só (Arlindo Cruz e Picolé, 2007)
16. Coração em desalinho (Mauro Diniz e Ratinho, 1986)
17. Meu samba, sim, senhor (Fred Camacho, Marcelinho Moreira e Leandro Fab, 2014)
18. Tá perdoado (Arlindo Cruz e Franco, 2007)
19. Do fundo do nosso quintal (Jorge Aragão e Alberto Souza, 1987)
20. O homem falou (Gonzaguinha, 1985)

16 comentários:

Mauro Ferreira disse...

♪ O samba em mim - Ao vivo na Lapa é o título do CD e do DVD que a gravadora Universal Music vai lançar na segunda quinzena deste mês de junho de 2016 com o registro integral do show Coração a batucar (2014 / 2015), baseado no homônimo segundo álbum de samba de Maria Rita. Das 20 músicas do roteiro seguido pela cantora paulistana na apresentação captada na madrugada de 6 de dezembro de 2015 na Fundição Progresso, na cidade do Rio de Janeiro (RJ), somente duas - E vamos à luta (Gonzaguinha, 1980) e Do fundo do nosso quintal (Jorge Aragão e Alberto Souza, 1987), samba que deu nome a um álbum lançado há 29 anos pelo grupo carioca Fundo de Quintal - nunca tinham sido registradas em disco pela intérprete. O subtítulo do DVD cita nominalmente a Lapa, bairro do Centro da cidade do Rio de Janeiro (RJ) que tem efervescente circuito de samba e choro. É nesse bairro que está situada a Fundição Progresso, espaço multimídia que também funciona como casa de shows. O DVD O samba em mim eterniza show feito sob a produção e direção musical da própria Maria Rita e captado em vídeo sob a direção de Hugo Prata. Show, aliás, que já tinha tido um registro (parcial) captado em São Paulo (SP) em 2014 e editado em 2015 em DVD alocado como bônus de edição especial do álbum Coração a batucar (Universal Music, 2014). Eis, na ordem do DVD que exibe a gravação integral do belo show, as 20 músicas alinhadas no repertório de O samba em mim - Ao vivo na Lapa:

1. É corpo, é alma, é religião (Arlindo Cruz, Rogê e Arlindo Neto, 2014)
2. Cara valente (Marcelo Camelo, 2003)
3. Maltratar não é direito (Arlindo Cruz e Franco, 2007)
4. Rumo ao infinito (Arlindo Cruz, Marcelinho Moreira e Fred Camacho, 2014)
5. O que é o amor (Arlindo Cruz, Maurição e Fred Camacho, 2007)
6. Abismo (Thiago Silva, Lelê e Davi dos Santos, 2014)
7. Fogo no paiol (Rodrigo Maranhão, 2010)
8. Bola pra frente (Xande de Pilares e Gilson Bernini, 2014)
9. Saco cheio (Dona Fia e Marcos Antônio, 1981)
10. E vamos à luta (Gonzaguinha, 1980)
11. Maria do Socorro (Edu Krieger, 2007)
12. Coração a batucar (Davi Moraes e Alvinho Lancellotti, 2011)
13. Mainha me ensinou (Arlindo Cruz, Xande de Pilares e Gilson Bernini, 2014)
14. Cria (Serginho Meriti e César Belieny, 2007)
15. Num corpo só (Arlindo Cruz e Picolé, 2007)
16. Coração em desalinho (Mauro Diniz e Ratinho, 1986)
17. Meu samba, sim, senhor (Fred Camacho, Marcelinho Moreira e Leandro Fab, 2014)
18. Tá perdoado (Arlindo Cruz e Franco, 2007)
19. Do fundo do nosso quintal (Jorge Aragão e Alberto Souza, 1987)
20. O homem falou (Gonzaguinha, 1985)

Rafael M. disse...

Fiquei sabendo desse lançamento anteontem... Não sei se é bom o show dela, curioso pra ver e ouvir...

Vitor Salz disse...

Mauro, estive presente nessa gravação e achei extremamente fragmentada. Muitas interrupções, pausas enormes, repertório fraco para um registro. Há tanto samba clássico que Maria Rita poderia revisitar... Enfim, é o típico DVD de edição. O show deixou muito a desejar.

Vitor Salz disse...

Mauro, estive presente nessa gravação e achei extremamente fragmentada. Muitas interrupções, pausas enormes, repertório fraco para um registro. Há tanto samba clássico que Maria Rita poderia revisitar... Enfim, é o típico DVD de edição. O show deixou muito a desejar.

Leonardo Barcelos disse...

Show excelente! Participei da gravação e foi incrível. Ela domina o palco a cada segundo.

Victor Moraes, disse...

O show é ótimo. E gosto da postura e da desenvoltura dela nessa turnê. Afinal, MR é o tipo de interprete que muda até o jeito de se movimentar no palco a cada turnê.

O registro veio um pouco tarde. Lembro-me que o [dvd] do "samba meu" (Warner) deu um "UP" na agenda de show e procura por parte do público. Esse (Universal) chega após 6 MESES do fim da turnê (bem, fora uns 30 dias para a própria Maria cuidar dos detalhes técnicos do registro, o atraso é por parte da gravadora - e suas estratégias de escolhas de datas baseadas em ninguém-sabe-o-quê) e, na estrada, a cantora se apresenta com outro show (espero que o público que não acompanha tão de perto não confunda e vá ao intimista "samba da maria" esperando estrutura de turnê grande).

Aguardando pelo lançamento e achando a escolha do single, "bola pra frente", uma não tão boa ideia. Músicas como "saco cheio" e até a curinga "cara valente" tem mais apelo comercial e radiofônico pra isso (Paul, preste atenção nisso se estiver lendo).

Daทilo disse...

Maria é bamba, ok. Também amo o samba, mas fico na torcida pra que ela de um descanso no gênero, respirar novos ares no próximo trabalho.

Marcelo disse...

Doido pra MR se livrar desses sambas logo... já deu né???

Rafael Feitosa disse...

Finalmente! Este é um dos melhores shows da carreira de Maria Rita. Assisti duas vezes. O setlist estava mais coeso do que o da turnê do Samba Meu, a cantora estava desenvolta e afiadíssima no microfone e o posicionamento da banda no palco foi uma ótima sacada.

Concordo que a regravação de Saco Cheio seria uma ótima pedida para música de divulgação e que o DVD acabou saindo tarde. Poderia mesmo impulsionar a turnê, embora creia que o resultado dela tenha sido bem satisfatório financeiramente. Nas vezes em que conferi o show, as casas estavam lotadas.

Seja no samba, no jazz ou na MPB "de raiz" (digamos assim), Maria Rita arrasa e é sempre bem-vinda. Para mim, uma das melhores cantoras que surgiram no Brasil no século XXI.

Rhenan Soares disse...

Vi esse show uma única vez, há uns 15 anos, e foi maravilhoso. Acho que vídeo, hoje em dia, é obrigação. Precisa ter. Mas o anterior foi muito desnecessário! Eu queria conhecer o serumaninho que tem essas ideias.

Por que colocaram um foto da cantora com cólica na capa, gente?

Luca disse...

o dvd anterior esvaziou o lançamento deste

Fernando Lima disse...

MR sem rumo e ZD na pior fase de sua carreira. Culpa do samba moderno que nada tem a dizer.

ADEMAR AMANCIO disse...

Maria Rita canta samba? Então tá!.Com o material genético da cantora (pai e mãe),eu esperava mais.

Marcos Henrique disse...

Maria Rita até cresce um pouco ao vivo, mas é uma cantora tão qualquer coisa... Nada de especial, timbre feio (apesar de afinada), não se arrisca e se tornou um pé no saco.

Ramiro Ribeiro disse...

Maria Rita no samba já deu, né? Chega. Ninguém aguenta mais Arlindo Cruz e Xande de Pilares destruindo o samba! Pra mim não passam de hitmakers de gravadora que o Mauro nem cita os nomes (caso da Ludmilla, né Mauro?) E Zélia Duncan , saia daí, volte para o pop que você faz tão bem!

Maurício Salvo disse...

Assisti o dvd e confesso: achei que até a MR já está sem paciência pra esse repertório pouco inspirado...com algumas exceções.