Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


domingo, 19 de junho de 2016

Natasha Llerena canta repertório autoral no primeiro solo, 'Canto sem pressa'

Integrante da banda Novíssimos quando ainda tinha 16 anos, a cantora e compositora carioca Natasha Llerena - atualmente com 24 anos - lança o primeiro álbum solo, Canto sem pressa, produzido por Eduardo Andrade e editado de forma independente neste segundo trimestre de 2016. Com edição viabilizada através de 181 colaborações angariadas em plataforma de financiamento coletivo, o disco chama mais atenção pela sonoridade - criada com referências das músicas africana, árabe, brasileira, ibérica e portuguesa - do que pelo canto da artista ou pelo repertório inteiramente autoral. Ao longo das dez faixas do álbum, Llerena dá voz a oito músicas que compôs com Lucas Noleto. A esperança que carrego em mim, Pra Bebel (homenagem à cantora e compositora Bebel Gilberto), a música-título Canto sem pressa, Sons do Maranhão, Castelo de cartas do rei, Dança do tempo (assinada também por Dalus Gonçalves, Eduardo Andrade e Marcos Aureh), Recomeçar e Sertão são - pela ordem do disco - as oito parcerias da artista com Noleto, autor das letras das músicas. Gravado com o toque do violoncelo de Jaques Morelenbaun, ouvido em músicas como A esperança que carrego em mim e Desenhando (Natasha Llerena e Alberto Americano), o álbum Canto sem pressa teve o processo de criação desenvolvido ao longo de quatro anos.  O que explica o bom título do disco.

2 comentários:

Mauro Ferreira disse...

Curta a página de Notas Musicais no Facebook e acompanhe as atualizações diárias do blog:
https://www.facebook.com/blognotasmusicais/

Rhenan Soares disse...

Foto muito boa! Vou atrás.