Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


quarta-feira, 4 de maio de 2016

'Tropix' é editado em vinil com 10 das 12 músicas do álbum original de Céu

O cultuado quarto álbum de estúdio de Céu ganha edição em vinil de 140 gramas, fabricado pela Polysom sob licença do selo Slap, da Som Livre, gravadora que distribui o álbum lançado em março de 2016. À venda a partir este mês de maio de 2016, a edição em vinil de Tropix traz 10 das 12 músicas do álbum original produzido pelo baterista pernambucano Pupillo com o tecladista francês Hervé Salters. Por falta de espaço no vinil para caber todas as 12 faixas, a cantora e compositora paulistana limou do LP as músicas A menina e o monstro (Céu, 2016) e Sangria (Céu e José Paes Lira, 1026). Eis, na disposição do LP, as 10 músicas da edição em vinil do inebriante álbum Tropix:

Lado A
1. Perfume do invisível (Céu, 2016)
2. Arrastar-te-ei (Céu, 2016)
3. Amor pixelado (Céu, 2016)
4. Minhas bics (Céu, 2016)
5. Etílica (Céu, 2016) / Interlúdio (Céu e Hervé Salters, 2016)


Lado B
1. Varanda suspensa (Céu e Hervé Salters, 2016)
2. Chico Buarque song (Ricardo Salvagni, Carlos Adão Volpato, Jair Marcos Vieira e Thomas

    Kurt Georg Pappon, 1990)
3. Camadas (Céu e Fernando Almeida, 2016)
4. A nave vai (Jorge Du Peixe, 2016)
5. Rapsódia brasilis (Céu, 2016)

9 comentários:

Mauro Ferreira disse...

♪ O cultuado quarto álbum de estúdio de Céu ganha edição em vinil de 140 gramas, fabricado pela Polysom sob licença do selo Slap, da Som Livre, gravadora que distribui o álbum lançado em março de 2016. À venda a partir este mês de maio de 2016, a edição em vinil de Tropix traz 10 das 12 músicas do álbum original produzido pelo baterista pernambucano Pupillo com o tecladista francês Hervé Salters. Por falta de espaço no vinil para caber todas as 12 faixas, a cantora e compositora paulistana limou do LP as músicas A menina e o monstro (Céu, 2016) e Sangria (Céu e José Paes Lira, 1026). Eis, na disposição do LP, as 10 músicas da edição em vinil do inebriante álbum Tropix:

Lado A
1. Perfume do invisível (Céu, 2016)
2. Arrastar-te-ei (Céu, 2016)
3. Amor pixelado (Céu, 2016)
4. Minhas bics (Céu, 2016)
5. Etílica (Céu, 2016) / Interlúdio (Céu e Hervé Salters, 2016)

Lado B
1. Varanda suspensa (Céu e Hervé Salters, 2016)
2. Chico Buarque song (Ricardo Salvagni, Carlos Adão Volpato, Jair Marcos Vieira e Thomas Kurt Georg Pappon, 1990)
3. Camadas (Céu e Fernando Almeida, 2016)
4. A nave vai (Jorge Du Peixe, 2016)
5. Rapsódia brasilis (Céu, 2016)

Raffa disse...

Teria tirado o cover do Fellini em vez de "A Menina e o Monstro".

Rafael M. disse...

Álbum excelente da Céu... Vale a pena comprá-lo em qualquer formato que seja...

Mauro Silva disse...


Só uma pessoa muito fora de si, para comprar um album neste formato da idade da pedra e incompleto. Detalhe: Esses vinis de 180g são muuuuuuuuuito mais caros que o MARAVILHOSO CD, ou o formato digital...e no entanto vem com o trabalho incompleto, ou seja você paga mais $$$$ por menos! Sacou o esquema ?

Onde a industria esta querendo chegar ?
Será que ninguém percebeu ainda que essa modinha 'arcaica' de vinil é para arrancar $$$$ de quem ainda vive no formato antigo ? Isso é uma manipulação muito explícita. Vinil,já foi,já era. Agora existem somente 2 formatos: O físico (o Cd) e o digital (Itunes e adendos).

E é revoltante o artista compartilhar disso!
" ...olha a cantora Céu escolheu as faixas que vão no vinil..." quer dizer ela esta lançando um formato incompleto para um trouxa comprar !!!!!
Detalhe: Isso não é um single ou um EP, isso é um album incompleto!

Do que adianta a gente reclamar de quem esta no poder, se a gente alimenta este tipo de desvalorização da arte, isso é um desrespeito para quem consome música.

Notem: Um excelente album, deixa de ser um bom album se a expressão do artista esta incompleta, ou seja..."ele deixa de ser bom, por que não esta completo".

Eu realmente não vejo a hora da Polysom fechar as suas portas, com todas as forças do meu SER. :(

italo vinicius disse...

Álbum incompleto ai não dá produção

Roberto de Brito disse...

Não entendo o porquê de tanta revolta!
Ninguém é obrigado a comprar.

ADEMAR AMANCIO disse...

Não cabe 12 músicas no vinil? Então tá!

ADEMAR AMANCIO disse...

Tem gente que coleciona vinil como quem coleciona qualquer velharia.Eu também já comprei vinil em sebo,mas nunca parei pra ouvir.

BIGODE disse...

esse disco é incrivel, mas incompleto é uma roubada....se bem que a maioria do povo que compra vinil não ouve, compra por achar bonito/fetiche/colecionar, etc...