Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


quarta-feira, 18 de maio de 2016

Lançado há 55 anos, terceiro álbum de Alaíde Costa ganha reedição em vinil

Embora nunca tenha sido reeditado no formato de CD, o terceiro álbum da cantora carioca Alaíde Costa - Jóia moderna (RCA-Victor, 1961), lançado originalmente há 55 anos - ganha reedição em vinil neste ano de 2016. Produzida pela gravadora Sony Music, herdeira do acervo da RCA-Victor, a reedição em vinil de Jóia moderna vai chegar ao mercado fonográfico na primeira quinzena de junho de 2016. Neste disco, Alaíde regrava Sem você (Antonio Carlos Jobim e Vinicius de Moraes, 1959), lança o Samba de nós dois (Baden Powell e Billy Blanco, 1961) e apresenta parceria com Geraldo Vandré, Canção do amor sem fim. O repertório do álbum Jóia moderna reúne 12 músicas.

10 comentários:

Mauro Ferreira disse...

♪ Embora nunca tenha sido reeditado no formato de CD, o terceiro álbum da cantora carioca Alaíde Costa - Jóia moderna (RCA-Victor, 1961), lançado originalmente há 55 anos - ganha reedição em vinil neste ano de 2016. Produzida pela gravadora Sony Music, herdeira do acervo da RCA-Victor, a reedição em vinil de Jóia moderna vai chegar ao mercado fonográfico na primeira quinzena de junho de 2016. Neste disco, Alaíde regrava Sem você (Antonio Carlos Jobim e Vinicius de Moraes, 1959), lança o Samba de nós dois (Baden Powell e Billy Blanco, 1961) e apresenta parceria com Geraldo Vandré, Canção do amor sem fim. O repertório do álbum Jóia moderna reúne 12 músicas.

Rafael M. disse...

Por quê não o reeditam em CD? Desnecessária esta nova edição em LP... Um disco lindo desse merecia uma nova versão em alta qualidade no formato digital...

CN disse...

Mauro, este disco traz a primeira atuação de Baden Powell em estúdio. E um dos preferidos da Alaide. Tomara que a gravadora lance em CD. Grato pela info !

Carlos

Mauro Silva disse...


Tão de brincadeira né ?? Vinil ??? Ah nãoooooo !!!
Eu sonho com este trabalho da Alaíde, em CD REMASTERIZADO!
Pensei que o Zé Pedro, fosse relançar esta maravilha, ao abrir a gravadora de mesmo nome.

Quem vai dar 'cenzinho' (R$ 100,00), neste formato arcaico ??
+ Agulhinha + flanelinha pra tirar o chiado ???...hauhauhauhau.

....E não pode tocar muito, por que gasta!!!!
....Não pode repetir varias vezes "Canção do amor sem fim", senão risca :(


Luca disse...

concordo, se não existe cd do disco, pra quê fazer LP?

Cláudio disse...

Cadê o selo joia moderna para lançar esta "joia moderna" em CD?

Marcelo disse...

Quanta perda de tempo... Vinil? Pra venderem 20 cópias? Canseira...

ADEMAR AMANCIO disse...

'Eu vejo o futuro repetir o passado.Eu vejo um museu de grandes novidades',o Cazuza prenunciando a volta do vinil.Só rindo.

EMendes disse...

Muitas pessoas que, como eu, tem o vinil original, gostariam de ter a versão em CD remasterizado. Não faz sentido lançar somente em vinil.

Revi Silva disse...

O lançamento é pra atiçar primeiro a gula dos fãs do vinil.

E se lançasse também em Cd os Lps iam demorar mais pra vender todo o estoque!

Musica ainda é um negocio. E gravadora que se preze e nao gosta de falir precisa fazer o negocio dá lucro rapido!