Mauro Ferreira no G1

Aviso aos navegantes: desde 6 de julho de 2016, o jornalista Mauro Ferreira atualiza diariamente uma coluna sobre o mercado fonográfico brasileiro no portal G1. Clique aqui para acessar a coluna. O endereço é http://g1.globo.com/musica/blog/mauro-ferreira/


sábado, 7 de maio de 2016

Sandy se afina com Iorc no tempo delicado (e poético) da canção 'Me espera'

Resenha de single
Título: Me espera
Artista: Sandy (com participação de Tiago Iorc)
Gravadora: Universal Music
Cotação: * * * *

Ao ser lançada em single nas plataformas digitais em 6 de maio de 2016, a canção Me espera já tinha virado viral por conta do clipe dirigido por Rafael Kent com base na gravação de estúdio da música composta por Sandy em parceria com Lucas Lima e com Tiago Iorc. Também captada ao vivo para o segundo registro de show da carreira da cantora e compositora paulista (Meu canto, previsto para ser lançado em junho nos formatos de CD e DVD em edição da gravadora Universal Music), Me espera é a canção mais bonita da discografia de Sandy e também sobressai no irregular repertório autoral de Iorc. O dueto com Iorc - convidado tanto da gravação ao vivo quanto do registro de estúdio - resulta harmonioso. O estilo pop folk do artista de origem brasiliense se afinou com o tom suave da obra solo de Sandy. Tanto que fica difícil identificar quem fez o que na composição de Me espera. A gravação está em sintonia com o espírito melancólico da letra que versa poeticamente sobre um casal perdido em meio a um caos existencial que o levou a um afastamento temporário. Com Me espera, Sandy se abre para nova parceria, fazendo conexão que renova sutilmente a música da artista sem fazer uma revolução estética que, no caso de Sandy, poderia até soar artificial por causa da natureza da artista. De qualquer forma, o que conta, no fim das contas, é a beleza melódica e poética desta canção singela que dá o recado no tempo da delicadeza, retratando desajuste em era bruta em que casais parecem irreconhecíveis no temporal.

9 comentários:

Mauro Ferreira disse...

♪ Ao ser lançada em single nas plataformas digitais em 6 de maio de 2016, a canção Me espera já tinha virado viral por conta do clipe dirigido por Rafael Kent com base na gravação de estúdio da música composta por Sandy em parceria com Lucas Lima e com Tiago Iorc. Também captada ao vivo para o segundo registro de show da carreira da cantora e compositora paulista (Meu canto, previsto para ser lançado em junho nos formatos de CD e DVD em edição da gravadora Universal Music), Me espera é a canção mais bonita da discografia de Sandy e também sobressai no irregular repertório autoral de Iorc. O dueto com Iorc - convidado tanto da gravação ao vivo quanto do registro de estúdio - resulta harmonioso. O estilo pop folk do artista de origem brasiliense se afinou com o tom suave da obra solo de Sandy. Tanto que fica difícil identificar quem fez o que na composição de Me espera. A gravação está em sintonia com o espírito melancólico da letra que versa poeticamente sobre um casal perdido em meio a um caos existencial que o levou a um afastamento temporário. Com Me espera, Sandy se abre para nova parceria, fazendo conexão que renova sutilmente a música da artista sem fazer uma revolução estética que, no caso de Sandy, poderia até soar artificial por causa da natureza da artista. De qualquer forma, o que conta, no fim das contas, é a beleza melódica e poética desta canção singela que dá o recado no tempo da delicadeza, retratando desajuste em era bruta em que casais parecem irreconhecíveis no temporal.

Rafael M. disse...

Hum, que capa horrorosa para ser single... Poderiam ter feito algo mais calcado na criatividade e que fosse bonito.

Elba Mota disse...

Que lindo texto Mauro!! Concordo com você, e já baixei a canção!

Daniel disse...

Achei linda a musica e o clip. Ambos poderiam fazer mais cancoes com essa sonoridade e letras assim, mais maduras, à altura do talento deles

Jurandir Dalcin disse...

Parceria que deu certo! Música linda. Adorei a resenha!

Guilherme Afonso disse...

Ótima crítica, Mauro.
Realmente uma canção muito delicada e de poesia bela.
Foi um acerto pros dois, Sandy e Iorc.
Quem sabe, com um pouco de sorte, o sucesso da música, tanto comercial quanto crítico, ajude a dissipar um pouco do preconceito que Sandy sofre no universo da MPB.
Já passou da hora de olharmos pra essa artista com outros olhos...

Henrique disse...

Sandy, hoje, é uma grande artista, sem dúvidas. Essa música reafirma isso.

Dona Emengarda disse...

Como reclama!

Luciana Barbosa disse...

A cada novo trabalho Sandy tem elevado a qualidade de sua música. É mais do que reconhecido todo o sucesso que ela colhe e a boa repercussão desse novo single. Em muitas entrevistas ela se posiciona como uma nova artista, que tece uma música mais introspectiva, menos preocupada com o mainstream. De fato já é tempo dos especialistas e críticos musicais superarem o preconceito com essa grande artista.